‹ voltar

‘Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo: abraçai o que é bom.’ (1Ts. 5, 19-21)


Profecia de São Malaquias – Sobre as citações finais

n/d(Por Marcelo Brandão.)

 

'Pela graça de Deus acreditamos piamente que a Bíblia contém a integralidade da Revelação do Senhor. No entanto, temos absoluta certeza de que o Deus-Trindade, Vivo, Onipotente e Eterno, através de Seu Santo Espírito pode se manifestar (e se manifesta) onde quer, no momento que desejar e a quem escolher. Mesmo que essas revelações não viessem a acrescentar nada mais ao que já está na Sagrada Escritura, qual seria então a razão das Revelações particulares?

As aparições e locuções interiores autênticas de hoje (destes tempos messiânicos... e de muito antes, pois elas vêm desde o tempo de Abraão...) são misericórdias que o Altíssimo concede a Seus filhos, no sentido de focar em Sua Palavra já revelada o momento da história que estão enfrentando; além de exortá-los e encorajá-los para a Sua correta compreensão e vivência. Por tudo isto é que se torna importantíssimo identificar, acompanhar e colocar em prática essas exortações verdadeiras, pois elas são detalhamentos que iluminam, amparadas e respaldadas na Palavra anteriormente revelada.

‘E Eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja (1); as portas do inferno não prevalecerão contra Ela (2). Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos Céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos Céus.’ (Mt. 16, 18-19)

‘Tendo eles comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-Me mais do que estes? Respondeu ele: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta os Meus cordeiros.’ (Jo. 21, 15)

‘Espada levanta-te contra o Meu pastor (contra o Meu companheiro – oráculo do Senhor dos exércitos). Fere o pastor, que as ovelhas sejam dispersas: Voltarei a Minha mão até mesmo contra os pequenos.’ (Zc. 13, 7)

‘Agora, sabeis perfeitamente que algo o detém (3), de modo que ele só se manifestará a seu tempo. Porque o mistério da iniquidade (4) já está em ação, apenas esperando o desaparecimento daquele que o detém (3). Então o tal ímpio (5) se manifestará.’ (2Ts. 2, 6-8)

 

Na listagem de cento e doze citações (frases em latim) que correspondem aos papas que compõe a impressionante e famosa Profecia de São Malaquias (Bispo de Armagh – Irlanda – sec. XII), e sem nenhuma falha até nossos dias, lemos após a de número cento e onze (111) – De Glória Olivae (Da Glória da Oliveira) – que corresponde ao Papa Bento XVI, a citação que encerra a lista e a Profecia de todos os papas que viriam após Celestino II até o Fim dos tempos:

‘IN PSECUTIONE EXTREMA S. R. E. SEDEBIT PETRUS ROMANUS QUI PASCET OVES IN MULTIS TRIBULATIONIBUS: QUIBUS TRANSACTIS CIVITAS SEPTICOLLIS DIRUETUR, IUDES TREMENDUS IUDICABIT POPULUM. FINIS’

(NA DERRADEIRA PERSEGUIÇÃO DA SANTA IGREJA ROMANA ESTARÁ SENTADO (NO SÓLIO DE PEDRO) PEDRO ROMANO QUE APASCENTARÁ SUAS OVELHAS EM MEIO A MÚLTIPLAS TRIBULAÇÕES: AS QUAIS TRANSCORRIDAS, A CIDADE DAS SETE COLINAS DESTRUÍDA, O TERRÍVEL JUIZ JULGARÁ O POVO. FIM)

Portanto, está bem claro o nome desse último: PETRUS ROMANUS (em latim) ou PEDRO ROMANO (em português). Esse tipo de informação (interpretação) cifrada, misturando características de nome, local de nascimento, local de trabalho, congregação a que pertenciam, detalhes recentes de família, do brasão escolhido ou de anteriores encontra-se muito na identificação de diversas citações anteriores da Profecia de São Malaquias, para confirmação dos escolhidos anteriormente profetizados. A Profecia original de São Malaquias, ou seja, a lista de todos os papas que deveriam ser escolhidos depois de Celestino II até o Fim dos Tempos é composta de cento e doze lemas (frases) em latim, como já dissemos. No entanto, o que chama muito atenção, e com certeza não é por acaso, é que apenas cento e onze (111) dessas frases em latim, que caracterizam os papas escolhidos, são numeradas. Portanto, a última não recebeu numeração. (assista ao vídeo indicado abaixo)

 

 

Dois fatos são insofismáveis e comprovados pela profecia de São Malaquias:

1 – Não há a mínima possibilidade de a Profecia de São Malaquias ter-se cumprido com Francisco, pelo fato de sua história de vida não trazer nenhuma característica que o identifique como romano. Alguns desavisadamente alegam que seu pai é de origem italiana, mas isto não cumpre o lema de Pedro Romano, pois nem em Roma seu pai nasceu (ele nasceu em Portacomaro, uma comuna italiana da região do Piemonte, província de Asti). A dúvida que ficou em relação à atitude desses foi: a) Queriam ‘fechar’ a profecia a qualquer custo? b) Ou queriam ‘arrumar’ um carimbo profético positivo para o Cardeal Bergoglio?

2 – Não há a mínima possibilidade de existir outro papa ungido, pois a profecia encerra-se com a referência sem numeração a Pedro Romano. Portanto, se Francisco com absoluta certeza não é Pedro Romano, e não existirá outro, conforme atesta claramente a profecia de São Malaquias, a quem se refere então a última citação profética NÃO NUMERADA? E quem é Pedro Romano? Confirmando a posição anterior de muitos (vide vídeo já indicado), pelo fato de a citação final no texto original da profecia não ser numerada, ela refere-se sim ao último que recebeu numeração na lista profética (111), ou seja, De Gloria Olivae (Da Glória da Oliveira), Papa Bento XVI! E por que Pedro Romano? Pedro, por ter sido o último ungido pelo Espírito Santo na sucessão papal que se iniciou com o Apóstolo São Pedro; e Romano porque foi aquele que cerrou espiritualmente as portas da Igreja no Vaticano, em Roma, conforme atestam fidedignas profecias de nossos dias.

 

A Mensagem a seguir faz parte da Obra ‘Testemunhas da Cruz’, na França, que tem como confidente J.N.S.R. Essa Revelação acontece há mais de trinta anos e já está divulgada em diversos idiomas por todo o planeta. Possui também o reconhecimento e o apoio de dezenas de sacerdotes.

CHORAI ANTES PELA MINHA IGREJA - 12-02-2012 - ‘Meus filhinhos, é JESUS quem vos fala: O Céu está abalado, como cada um de vós, nestes dias sombrios. A Virgem das Sete Dores chora sobre o Meu Divino Sagrado Coração. Um luto chega sem se poder evitá-lo, e o mundo chorou o fim do Meu anterior Papa João Paulo II. Quanto a este filho Bento XVI, que tomou a decisão de se retirar da Igreja, ele esposa, de todo seu coração, A DOR DA IGREJA, que morre no seu último suspiro. E é ele que A acompanha ao Seu túmulo. (6) É ele que morre por Ela (em frente a Ela)... Ele acaba de Lhe dar a sua vida e de vê-La já em sua agonia; ELE AGONIZA COM ELA. Este filho de DEUS mantém sua pureza, acompanhando-A a seu túmulo: A VERDADEIRA IGREJA DE JESUS CRISTO que não existe mais. Ela desapareceu diante dele, mas Ela vai renascer em breve, com JESUS, na Sua próxima Vinda: MINHA VERDADEIRA IGREJA, COM TODOS OS SEUS SANTOS QUE A SERVEM. A IGREJA NÃO ENTERROU O SEU PAPA: ELA O GLORIFICARÁ COM ELA. ELA VAI RENASCER DE TODOS OS SOFRIMENTOS DE SEUS SANTOS FILHOS QUE CHORAM ESTE SANTO PAPA. JESUS, MARIA E JOSÉ, DIANTE DA CRUZ DO MUNDO’.

Na grande Obra das Aparições de Nossa Senhora Rainha da Paz, em Anguera, que Deus realiza na Bahia há mais de trinta anos, através das Mensagens ditadas por Nossa Senhora a seu escolhido Pedro Régis, destacamos a do dia 23/03/2013, pois essa coloca um ponto final em qualquer dúvida:

3.794 - Mensagem de Nossa Senhora, transmitida em 23/03/2013:

‘Queridos filhos, o futuro será marcado por um grave conflito entre a verdadeira e a falsa Igreja. (7) A Igreja do Meu Jesus carregará pesada cruz, sofrimento nunca experimentado antes. Dobrai vossos joelhos em oração. Depois de toda tribulação virá para os homens e mulheres de fé a vitória de Deus. Não desanimeis. Tudo aquilo que vos anunciei no passado vai realizar-se. Estai atentos. Eu sou a vossa Mãe e vos amo. Conheço vossas necessidades e rogarei ao Meu Jesus por vós. Não percais a vossa esperança. Aconteça o que acontecer, não permitais que a chama da fé se apague dentro de vós. Coragem. Esta é a mensagem que hoje vos transmito em nome da Santíssima Trindade. Obrigada por Me terdes permitido reunir-vos aqui por mais uma vez. Eu vos abençôo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz’.

 

4.562 – Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, em 27/11/2017

Queridos filhos, dai o melhor de vós na missão que o Senhor vos confiou. Eu vim do Céu para chamar-vos à conversão. Não cruzeis os braços. Deus tem pressa. O que tendes a fazer, não deixeis para o amanhã. Peço-vos que mantenhais acesa a chama da vossa fé. Viveis no tempo pior que no tempo do Dilúvio e é chegado o momento do vosso retorno ao Deus da Salvação e da Paz. Caminhais para um futuro de sofrimento. Chegará o dia em que os símbolos sagrados serão retirados da Casa de Deus. O orgulho de um homem causará grande confusão e divisão na Casa de Deus. Sofro por aquilo que vem para vós. Dobrai vossos joelhos em oração. Cuidai da vossa vida espiritual e não permitais que o lamaçal das falsas doutrinas vos contaminem. Afastai-vos de todo o mal e servi ao Senhor com fidelidade. Buscai forças na Eucaristia e permanecei firmes na verdade. Acolhei o Evangelho do Meu Jesus e permanecei fiéis ao Verdadeiro Magistério da Sua Igreja. Coragem. Não desanimeis. Eu rogarei ao Meu Jesus por vós. Avante na defesa da verdade. Esta é a mensagem que hoje vos transmito em nome da Santíssima Trindade. Obrigada por Me terdes permitido reunir-vos aqui por mais uma vez. Eu vos abençoo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

2.944 - Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, em 17/01/2008

Queridos filhos, Meu Jesus foi traído por um dos Seus escolhidos e entregue aos inimigos. Chegará o dia em que Sua Igreja será traída por um daqueles escolhidos para defendê-la. O inimigo terá grande força porque terá o apoio de muitos consagrados. Eis o tempo da grande batalha espiritual para a Igreja. Sabei que mesmo diante do estrago que causará o opositor, a Igreja jamais será derrotada. No coração dos fiéis a Igreja permanecerá viva e forte. Rezai. Não vos atemorizeis. É preciso que tudo isso aconteça, mas por fim a vitória será do Senhor. Avante na fé e na esperança.

 

Notas do autor:

(1) _ (...) a Minha Igreja... A Igreja Católica, que foi fundada sobre São Pedro, seu primeiro papa.

(2) _ (...) não prevalecerão contra Ela... Para que não haja dúvidas, nem inseguranças, temos de buscar o entendimento baseando-se sempre estritamente no que está escrito. Ela, a Igreja fundada por Cristo, estará sempre por todo o planeta naqueles que seguem fielmente Sua Doutrina, Seus Dogmas e Sua Tradição herdada dos Santos Apóstolos, Santos Papas, Santos Doutores e Santos Mártires. Portanto, onde estiver um sacerdote fiel, aí está presente a Igreja de Cristo... E assim sucessivamente... Onde estiver um bispo fiel... Onde estiver um cardeal fiel... É importante ainda meditarmos sobre dois detalhes; inclusive para projetá-los em um futuro muito próximo: a) Em nenhum momento no Santo Evangelho Nosso Senhor Jesus Cristo afirmou ou garantiu que A Sua Igreja estaria algum dia, ou mesmo sempre, em Roma... Muito menos que um dia a Sua amada Igreja seria um pequeno Estado, um diminuto País ou algo semelhante... b) Agora, que as portas do inferno não prevalecerão sobre Ela, isto é certo, pois Nosso Senhor nos deu essa garantia no Santo Evangelho. No entanto, Nosso Salvador também não afirmou em momento algum que Ela passaria incólume por todas as perseguições e purificações até o Fim dos Tempos. Também não foi particularizado onde seriam as conseqüentes quedas... Ou onde estariam os futuros Judas Iscariotes... Essa identificação, esse discernimento, é dever nosso... Por isso o Senhor alertou: No mundo tereis tribulações... Orai e vigiai...

(3) _ (...) algo o detém... (...) o desaparecimento daquele que o detém... Tenham absoluta certeza, estes versículos referem-se ao Papa Bento XVI, o último ungido do Senhor na Cátedra de São Pedro. E o referido ‘desaparecimento’ não significa obrigatoriamente a sua morte, mas a sua retirada da liderança do poder temporal na Igreja, pois a sua presença impedia a manifestação do erro no centro de poder humano da Igreja. No entanto, o poder espiritual, a liderança espiritual continua plenamente com ele; e com mais ninguém... Quando Deus concede a Unção não a retira... Por isso o sacerdócio é eterno, tanto no gozo do Céu, quanto no suplício do inferno...

(4) _ (...) porque o mistério da iniquidade já está em ação... Como perfeitamente identifica São Paulo em sua segunda carta aos Tessalonicenses, o mistério da iniqüidade já se encontrava em ação desde aquela época, representado naqueles que perseguiram Jesus desde o Seu nascimento, como fez Herodes ao exterminar as criancinhas. Depois continuou até os nossos dias, passando pelo Sinédrio de Caifás, A Crucifixão do Senhor, a perseguição e morte dos Apóstolos, os sanguinários imperadores romanos que assassinavam os cristãos, a parcela do Judaísmo que sempre perseguiu os católicos e que depois fundou a maçonaria, para manter o ataque, porém agora velado, a Reforma, Calvino, Lutero, os sacerdotes, bispos, cardeais e papas-Judas que sempre existiram nestes dois mil anos, para atacar a Igreja de Cristo por dentro (vide O Masterplano) e os Illuminati da Nova Ordem Mundial que muito em breve entronarão o anticristo, para comandar e escravizar a humanidade durante a maior e mais cruel perseguição aos cristãos por todo o planeta...

(5) _ (...) Então o tal ímpio se manifestará... O anticristo; não confundir com o falso papa, pois esse ‘apenas’ preparará a humanidade no erro das falsas doutrinas ecumenistas, modernistas e da ‘teologia da libertação’ que o anticristo adotará e defenderá. Quem viver até ali (breves anos), verá... ‘Porque nele (no Evangelho) se revela a justiça de Deus, que se obtém pela fé e conduz a fé, como está escrito: O justo viverá pela fé (Habacuc 2,4).’ (Rm. 1, 17)

(6) Esta afirmação do Senhor refere-se claramente à Igreja no Vaticano (a verdadeira) que se extinguiu com o afastamento do Papa Bento XVI. No entanto, as portas do inferno não prevalecerão sobre a verdadeira Igreja, o pequeno resto fiel que subsistirá espalhado por todo o mundo, conforme garantem as Escrituras.

(7) – A verdadeira Igreja: Aquela que continuará fiel à Doutrina, Dogmas, Tradição e Sacralidade destes dois mil anos de catolicismo, e que hoje ainda é representada, espiritualmente, pelo Papa Bento XVI. - A falsa igreja: Aquela que romperá com a Doutrina, Dogmas, Tradição e Sacralidade que foi mantida até o último dia pelo Papa Bento XVI. Será ecumenista, modernista e adotará os princípios apóstatas da ‘teologia da libertação’. Agradará sempre aos homens em primeiríssimo lugar (com um discurso radicalmente socialista-populista e até demagógico, para conquistar e manipular as massas incautas), colocando-os sempre a frente do amar, respeitar e ser fiel a Deus e à Doutrina de Sua Igreja; ou seja, invertendo a ordem revelada pelo próprio Senhor Jesus dos dois maiores Mandamentos... A falsa igreja e o falso papa pregarão: Em primeiro lugar amar e respeitar ao próximo, ao pobre, ao desvalido... (Tudo isto que foi dito é corretíssimo, e não foram eles que inventaram, isto é a base do autêntico cristianismo.) Agora, a única, gritante e vital diferença é que o verdadeiro cristão coloca sempre em primeiro lugar o amar a Deus e respeitar e obedecer antes de tudo o santo Evangelho e a santa Doutrina, Dogmas e Tradição da Única Igreja que ELE, JESUS, nos deixou. Até porque, ser um humilde autêntico (não um falso humilde, um hipócrita...), significa dizer a verdade sempre e obedecer a Deus em tudo... Com grande amadurecimento e responsabilidade fazemos a seguir, as interpretações dos versículos bíblicos apresentados na primeira página deste texto, para ajudar o entendimento de muitos em relação aos gravíssimos fatos que se desenrolam neste período bíblico da Grande Tribulação. Ao revelar-se em breve o anticristo, pois a fera dos dois chifres (Ap. 13, 11) que lhe dará sustentação já foi revelada, viver-se-á o período final de que fala o Livro do Profeta Daniel.

 

Autor: Marcelo Brandão, em 24-03-2013. Republicado neste site em 04-12-2017.


Busca


Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol