‹ voltar



Por que os maçons amam o Papa Francisco? (Parte III)

 

Site OnePeterFive, 11 de maio de 2017.

Nota do editor: Esta é a terceira e última do longo estudo em três partes sobre como os maçons no mundo reagiram ao Papa Francisco e ao seu Pontificado. Sem introdução adicional, continuamos aqui com a coletânea de citações e provas variadas para mostrar o quanto a Maçonaria aprova o Papa Francisco.

 

Continuação da coletânea de citações.

 

47). O entusiasmo maçônico com o Papa Francisco vem também da revista da Loja St. John’s Lodge  No. 9 F. & A.M. de Seattle (EUA), edição de outubro de 2015. O Primeiro Guardião Sênior de tal loja, Ir. John Murray Louderback, achou muito maçônico o discurso do Papa Francisco no Congresso americano: 'Eu achei na natureza muito maçônico o discurso do Papa Francisco na sessão conjunta do Congresso. Ele falou de uma verdade universal e da compreensão do amor de Deus pela Terra e pela humanidade. Sua mensagem não foi partidária e sectária. O Papa Francisco entende que, se destruímos a Mãe Terra, destruímos a nós mesmos. Ele falou diretamente aos líderes do mundo sobre a interconectividade de toda vida. Ele nos fez um apelo para fomentarmos e promovermos o bem comum de toda a humanidade. Parece uma mensagem maçônica para mim’ [1].

48). Em novembro de 2015, o Grão-mestre do Grande Oriente da Itália, Stefano Bisi, endereçou uma controversa carta aberta ao Arcebispo de Ferrara-Comacchio, Bispo Luigi Negri, que é conhecido por sua grande hostilidade para com a Maçonaria. O que é tão curioso – o Grão-mestre falou de: 'Grandes e sérios problemas que neste tempo estão agitando a Santa Igreja Romana, e que seria necessário da parte de todos uma maior concentração na atividade pastoral para ajudar a ação vigorosa e reformadora do Papa Francisco. Mas não cabe a mim fazer isso para o Bispo ou apontar para a Igreja o seu caminho’ [2].

Bisi dá lições ‘pastorais’ ao Monsenhor Negri. Em seguida, o Grão-mestre Bisi utiliza as famosas palavras do Papa Francisco para o seu próprio benefício: 'Sua Santidade, o Papa Francisco, declarou há algum tempo com toda a grande humildade e força pastoral do seu magistério: 'quem sou eu para julgar?' Ela [a Igreja Católica], no entanto, não tem a menor dúvida em julgar os outros e proferir julgamentos ex cathedra’ [3].

49). Em uma entrevista publicada online em novembro de 2015, no In-Sight: Independent Interview-Based Journal, o maçom canadense e ex-policial, Jerry W. Kopp, declarou que o Papa Bento detestava os maçons, enquanto o Papa Bergoglio parecia ser diferente: 'Eu gostaria de sugerir que o atual Papa – eu gosto do atual Papa Francisco, a disposição e o pensamento que ele tem – e nós provavelmente cairemos na mesma linha dele. Será por que ele é jesuíta? Não sei. Gostaria de saber mais sobre o Papa Francisco. Eventualmente, talvez seja difícil dizer, nós veremos algo sair do seu gabinete, mas sabemos com certeza que o Papa Bento não gostava de nós’ [4].

n/d

50). No dia 03 de dezembro de 2015, o site The Masonic Philosophical Society louvou o Papa Francisco pelo seu compromisso ecológico com o meio ambiente. Interessante é a primeira sentença do artigo, na qual o Papa Francisco é definido no site maçônico como ‘um radical agente de transformação’ [ênfase adicionada’]: 'O Papa Francisco, líder de mais de um bilhão de católicos romanos pelo mundo, tornou-se conhecido, desde a sua eleição, em março de 2013, como um radical agente de transformação, especialmente com relação ao ambientalismo[5]. 

51). Em abril de 2016, o site ‘Saint Vrain Masonic Lodge # 23’, da cidade de Colorado (EUA), expressou certo otimismo sobre a possibilidade de reconciliação entre a Igreja e a Maçonaria, uma vez que o Papa Francisco, com relação aos casais e à família, insiste mais na própria consciência do que nas normas e dogmas do Vaticano. A Igreja não deve atirar pedras nas consciências.

O autor maçônico pergunta se as várias mudanças feitas pelo Papa Francisco não preparam o caminho para reconsiderar as atitudes da Igreja com relação à Maçonaria.  ‘Será que as várias mudanças que o Papa Francisco promoveu na Igreja Católica pavimentam o caminho para uma reconsideração da sua própria oposição à Maçonaria? […] Olhando para um Papa que na maior parte do tempo não tem estado no gabinete, pode-se ver algumas reformas de amplo alcance e ajustes que já foram feitos. Seria fantasioso imaginar que em algum momento este Papa poderá relaxar a proibição contra o Ofício?’ [6].

Com respeito ao caso da comunhão para os divorciados recasados, o maçom Fred Milliken (2016) deu uma resposta cautelosamente positiva para as suas próprias perguntas. ‘Poderia isso significar que os maçons católicos [sic] têm o direito de receber a comunhão e ocupar posições de liderança leiga na Igreja? Certamente, a Maçonaria não parece estar entre as principais mudanças na lista do Papa Francisco. Mas, se a disposição, a ênfase longe da pureza doutrinal, persistir, então algum tipo de reconciliação entre a Igreja e a Maçonaria possa ter lugar. Se isso acontecer, estaremos em um novo dia de paz e harmonia’ [7].

52). No dia 11 de maio de 2016, o maçom Barbosa Nunes (Grande Oriente do Brasil) ofereceu um novo elogio à sabedoria do Papa Francisco [8].

53). Depois de uma entrevista para o jornal Il Resto del Carlino, na qual o Monsenhor Negri reiterou posições críticas contra a Maçonaria, a resposta do Grão-mestre Stefano Bisi (Grande Oriente da Itália) foi publicada no dia 29 de maio de 2016. Entre outras coisas, ele declara: 'Um Bispo da Santa Igreja de Roma que fecha inexoravelmente as portas ao que considera ser somente um inimigo a ser morto ou um mal absoluto, tal Bispo golpeia o Evangelho e o Jubileu da Misericórdia que o Papa Francisco quer. Sua Excelência assim parece aquele tipo de homem que sente constantemente estar cercado por algo ou alguém, e que a todo custo tem que encontrar uma razão, um pretexto, para sustentar tal estado de triste e desencantadora intransigência’ [9].

O Grão-mestre, por consequência, colocou o Monsenhor Negri em oposição ao Papa Francisco. Bisi contrastou a justificada atitude anti-maçônica do Monsenhor Negri com o ‘Evangelho’ e com o ‘Jubileu da Misericórdia que o Papa Francisco quer’. Em suma, o Grão-mestre do Grande Oriente da Itália levantou, pelo menos implicitamente, outra forma de louvor ao Pontífice reinante. Isso é realmente curioso e estranho.

54). Em maio de 2016, o Masonic Service Association of North America publicou uma breve nota de entusiasmo sobre a recente visita do Papa Francisco aos Estados Unidos (2015), na qual o maçom Christopher L. Murphy observa que o Papa Francisco usa as mesmas palavras utilizadas pelos maçons: fraternidade, amor, liberdade, fé, esperança, caridade. O maçom Murphy acredita que por isso a visita do Papa Francisco aos Estados Unidos foi importante: para reafirmar esses valores ao mundo de hoje’ [10]. Em resumo, o Papa Francisco agrada, e assim agrada muito também todos os maçons americanos.

55). Em 15 de maio de 2016, no final de um artigo sobre refugiados e imigrantes – apresentado no site da loja maçônica ‘Mozart’ – o autor concluiu (e como o fez bem!) com algumas frases do próprio Papa Francisco: 

‘Na última semana, o Papa Francisco recebeu em Roma o Prêmio Carlos Magno. No final da minha apresentação, eu gostaria então de citar o seu próprio discurso, que tornou sóbrio não apenas os convidados europeus do evento: 'O que aconteceu com você? A Europa do humanismo, a campeã dos direitos humanos, democracia e liberdade? […] Sonho com uma Europa da qual não poderá ser dito que o seu compromisso com os direitos humanos foi a última utopia. […] Sonho com uma Europa de famílias, com políticas verdadeiramente efetivas, concentradas em rostos, não em números, em taxas de natalidade mais que em índices de consumo. […] Sonho com uma Europa onde ser imigrante não é crime'‘ [11].

56). No dia 30 de novembro de 2016, no site The Masonic Philosophical Society, lemos um artigo no qual é dito que o Papa Francisco aprovou as afirmações de Martinho Lutero sobre a obediência à própria consciência: 'No século XXI, o Papa Francisco afirmou as razões de Lutero em confiar na consciência como meio para alcançar a salvação. Quando perguntado se a misericórdia de Deus está aberta aos ateístas, o Papa Francisco escreveu: 'a misericórdia de Deus não tem limites, se aquele que pede misericórdia o faz com contrição e com um coração sincero. A questão para os que não creem em Deus está em obedecer a sua própria consciência. Escutá-la e obedecê-la significa decidir sobre o que é percebido como sendo bom ou mau. A bondade ou maldade do nosso comportamento depende dessa decisão'. Seguindo essa lógica, a decisão de Lutero em permanecer firme nas suas crenças, convencido por sua própria consciência, foi finalmente justificada pelo chefe da Igreja Católica’ [12].

Algumas almas delicadas vão dizer que o Papa Francisco não pretendia elogiar Lutero de forma ‘luterana’. Estamos interessados aqui em outro elogio dos maçons ao Pontífice e, mais importante, ao próprio Martinho Lutero. Mas é certo que o Papa definiu positivamente Lutero como ‘um reformador’ [13] (não como um deformador!).

57). Em 26 de março de 2017, o maçom ultra-bergogliano Mario Rolleri, 33o grau, publicou no site maçônico em língua espanhola Fenixnews o discurso do Papa Francisco para o 60o aniversário do Tratado de Roma, que marca o nascimento da Comunidade Econômica Européia [14].

58). No dia 28 de março de 2017, o jornalista italiano-americano, e maçom, Oscar Bartoli, colocou o Papa Francisco em oposição a Donald Trump, como em uma ‘solução química’ utilizada pelo Pontífice diante das caretas do Presidente dos Estados Unidos. Bartoli disse entre outras coisas: ‘Donald Trump é o Presidente dos Estados Unidos, mas ele não é o meu Presidente’. Bartoli elogia Francisco, contudo, despreza, odeia Trump. Bartoli conclui seu artigo com as seguintes palavras: 'O magnata Donald Trump representa bem o papel de homem super rico que não se preocupa com o povo em geral e quer proteger apenas os seus próprios interesses e preservar os de seus pares. Não é legítimo comparar Francisco com Donald Trump. Porém, uma vez que estes são os únicos dois líderes que estão na mídia mundial, é espontâneo dizer que estamos do lado da química de Francisco, e com toda convicção’ [15].

59). No dia 17 de janeiro de 2015, o site do Grande Oriente Estadual da Bahia publicou um artigo do maçom Barbosa Nunes, Grão-mestre do Grande Oriente do Brasil, que elogia o Papa Francisco: 'Independentemente da sua crença religiosa, da sua profissão de fé ou do que você apóia, não acredita ou combate, o Papa Francisco com sua voz mansa, sorriso franco e cativante, olhar que transmite confiança, cria em torno de si um círculo transmissor de valores altamente positivo, criando beleza espiritual, com percepção segura e firme de sua missão perante o mundo e a Igreja Católica. Inova nos hábitos e discursos. De um estilo pastoral que o torna único. Cultivador amável da sua personalidade, vai com ressonância e eco para o mundo, em especial para a Igreja Católica, que tem mais de um bilhão e duzentos milhões de fiéis e para os detentores de poder material em dezenas de países, falando de humildade, de caridade, perdão e amor, sem medo, caminhando sem atropelar, mas com passos firmes. […] Não sei porquê quando falo e penso no Papa Francisco sempre me vem à mente o ´Papa sorriso´, João Paulo I. O mundo precisa muito deste homem. Vida longa para o Papa Francisco’ [16] [ênfases adicionadas].

60). Tamanho é o entusiasmo dos maçons sul-americanos com o novo Pontífice que o Gran Oriente Unido de la Republica del Ecuador(GOUDRE), no dia 14 de setembro de 2015, enviou uma carta ao Papa Francisco, na qual pede um pronunciamento categórico sobre a coexistência secular no mundo. O GOUDRE apela à condição de sul-americano do Pontífice. O GOUDRE acredita que, coerente com a sua própria linha de ação, o Papa se comportará de forma diferente da Igreja anterior com relação aos estados do mundo, e daí defende o secularismo (‘coexistência secular’, ‘secularismo’). O GOUDRE acredita e espera um consenso entre uma nova Igreja humanística e os estados liberais (‘temos fé no consenso entre a nova igreja humanística e os estados de bem-estar social’) [17].  

61). No dia 13 de novembro de 2016, Mario Rolleri, 33o, falou de um diálogo com o seu próprio filho sobre o que significa ser maçom e fez um novo elogio ao Papa Francisco: 'Claro, quando eu tinha a sua idade, há muito tempo, meus modelos eram Pelé e Maradona. Eu cresci para ser um homem livre, capaz de respeitar as suas opiniões e as dos outros, um homem que tem um senso dos valores, um homem capaz de transmitir seus valores com os seus exemplos, um homem mais espiritual. O Papa Francisco? Poderia ser agora. Se, por exemplo, há alguém cujos atos concordam com as suas palavras. Se eu o entendo bem agora, é por isso que você quer ser maçom…! Claro, filho, assim são os maçons, embora o Papa Francisco não seja maçom. Mas ele é um bom homem de fé. Um homem que prega pelo exemplo’ [18].

62). Ainda o maçom ultra-zeloso Mario Rolleri, 33o, em 01 de abril de 2017, expressou novamente sua felicidade com o Papa Francisco. Rolleri também nos convidou a ler o Papa Francisco para sermos felizes. Que lindo!

‘Este Papa é fora do comum! Aqui está a nova mensagem, cheia de sabedoria e humildade. SER FELIZ… Conceda a você mesmo um minuto para lê-lo, Papa Francisco. […] Hoje o Papa Francisco chama o mundo todo – não importa onde a pessoa esteja, independentemente do credo ou da religião – a um momento de reconciliação, meditação ou oração pela paz. Todo o planeta unido em oração pela PAZ [19].

 

FINAL.

 

NOTAS.

[1]. [http://seattlemasons.com/2015/1510_trstbd.pdf], p. 04.

[2]. [http://lanuovaferrara.gelocal.it/ferrara/cronaca/2015/11/17/news/monsignor-negri-lei-vuole-farci-tornare-alle-crociate-1.12461283?refresh_ce].

[3]. Ibid.

[4]. [https://in-sightjournal.com/2015/11/15/an-interview-with-grand-secretary-jerry-w-kopp-part-three/].  

[5]. [https://blog.philosophicalsociety.org/2015/12/03/is-environmental-degradation-a-sin-pope-francis-revolutionary-manifesto-on-climate-change/] (negrito adicionado).

[6]. [http://longmontmasons.com/general/news/is-a-reconciliation-between-the-catholic-church-and-freemasonry-possible/]. Veja também: [http://freemasoninformation.com/2016/04/is-a-reconciliation-between-the-catholic-church-and-freemasonry-possible/].

[7]. Ibid.

[8]. Barbosa Nunes, ‘Porta de saída para os corruptos’, in [http://essenciamaconica.blogspot.com.br/2016/05/porta-de-saida-para-os-corruptos-artigo.html].

[9]. [http://www.grandeoriente.it/la-replica-del-gran-maestro-al-vescovo-ferrara-la-sua-personale-fobia-la-massoneria/]. Veja também: Stefano Bisi,  ‘Negri, tesi preconcette e toni inquisitori. La Massoneria non è contro la Chiesa’. La replica di Bisi (Grande Oriente d’Italia) all’arcivescovo, in Il Resto del Carlino, Segunda-feira, 30 de maio de 2016,  p. 02.

[10]. [https://www.msana.com/emmay16.asp].

[11]. [https://www.mozart-loge.de/2016/05/14/%C3%B6ffentlicher-diskussionsabend-flu-chtlingskrise-humanistische-und-demokratische-herausforderung/].

[12]. [https://blog.philosophicalsociety.org/2016/11/30/what-was-the-diet-of-worms-and-how-does-it-relate-to-freemasonry/].

[13]. [http://www.repubblica.it/vaticano/2016/10/28/news/papa_francesco_viaggio_in_svezia-150792108/].

[14]. [http://www.fenixnews.com/2017/03/26/discurso-del-santo-padre-francisco-por-la-celebracion-del-60-aniversario-del-tratado-de-roma/].

[15]. [http://www.americaoggi.it/single-post/2017/03/28/Il-body-language-dei-leader].

[16]. [http://goeb.com.br/noticias/goeb/2046/artigo-sapientissimo-grao-mestre-adjunto-irmao-barbosa-nunes-o-mundo-%20precisa-muito-deste-homem/].

[17]. [http://www.fenixnews.com/2015/09/14/el-gran-oriente-unido-de-la-republica-del-ecuador-goudre-envia-plancha-al-su-santidad-francisco/].

[18]. [http://www.fenixnews.com/2016/11/13/dialogos-conmigo-mismo-como-le-cuento-a-mi-hijo-sobre-la-masoneria/].

[19]. [http://www.fenixnews.com/2017/04/01/dialogos-conmigo-mismo-ser-feliz-2/].

[20]. [http://novusordowatch.org/2013/11/tango-mass-jorge-bergoglio/].

 

 

Fonte: https://onepeterfive.com/freemasons-love-pope-francis-part-iii/ via http://www.obramissionaria.com.br/por-que-os-macons-amam-o-papa-francisco-parte-iii/

Tradução. Bruno Braga.

 

Virgem Maria: A Igreja do Meu Filho continua a ser atacada pela maçonaria que sem piedade atua e atuará para unificar uma única religião mundial, banindo o Cristianismo para dar lugar a uma única religião (01-03-2016)

Nossa Senhora do Bom Sucesso: No fim do século XIX e a partir do início da 2ª metade do século XX, Satanás reinará quase que completamente por meio das seitas maçônicas.

 


Busca


Quarta-feira, 23 de Maio de 2018





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol