‹ voltar



Por que os maçons amam o Papa Francisco? (Parte III)

 

Site OnePeterFive, 11 de maio de 2017.

Nota do editor: Esta é a terceira e última do longo estudo em três partes sobre como os maçons no mundo reagiram ao Papa Francisco e ao seu Pontificado. Sem introdução adicional, continuamos aqui com a coletânea de citações e provas variadas para mostrar o quanto a Maçonaria aprova o Papa Francisco.

 

Continuação da coletânea de citações.

 

47). O entusiasmo maçônico com o Papa Francisco vem também da revista da Loja St. John’s Lodge  No. 9 F. & A.M. de Seattle (EUA), edição de outubro de 2015. O Primeiro Guardião Sênior de tal loja, Ir. John Murray Louderback, achou muito maçônico o discurso do Papa Francisco no Congresso americano: 'Eu achei na natureza muito maçônico o discurso do Papa Francisco na sessão conjunta do Congresso. Ele falou de uma verdade universal e da compreensão do amor de Deus pela Terra e pela humanidade. Sua mensagem não foi partidária e sectária. O Papa Francisco entende que, se destruímos a Mãe Terra, destruímos a nós mesmos. Ele falou diretamente aos líderes do mundo sobre a interconectividade de toda vida. Ele nos fez um apelo para fomentarmos e promovermos o bem comum de toda a humanidade. Parece uma mensagem maçônica para mim’ [1].

48). Em novembro de 2015, o Grão-mestre do Grande Oriente da Itália, Stefano Bisi, endereçou uma controversa carta aberta ao Arcebispo de Ferrara-Comacchio, Bispo Luigi Negri, que é conhecido por sua grande hostilidade para com a Maçonaria. O que é tão curioso – o Grão-mestre falou de: 'Grandes e sérios problemas que neste tempo estão agitando a Santa Igreja Romana, e que seria necessário da parte de todos uma maior concentração na atividade pastoral para ajudar a ação vigorosa e reformadora do Papa Francisco. Mas não cabe a mim fazer isso para o Bispo ou apontar para a Igreja o seu caminho’ [2].

Bisi dá lições ‘pastorais’ ao Monsenhor Negri. Em seguida, o Grão-mestre Bisi utiliza as famosas palavras do Papa Francisco para o seu próprio benefício: 'Sua Santidade, o Papa Francisco, declarou há algum tempo com toda a grande humildade e força pastoral do seu magistério: 'quem sou eu para julgar?' Ela [a Igreja Católica], no entanto, não tem a menor dúvida em julgar os outros e proferir julgamentos ex cathedra’ [3].

49). Em uma entrevista publicada online em novembro de 2015, no In-Sight: Independent Interview-Based Journal, o maçom canadense e ex-policial, Jerry W. Kopp, declarou que o Papa Bento detestava os maçons, enquanto o Papa Bergoglio parecia ser diferente: 'Eu gostaria de sugerir que o atual Papa – eu gosto do atual Papa Francisco, a disposição e o pensamento que ele tem – e nós provavelmente cairemos na mesma linha dele. Será por que ele é jesuíta? Não sei. Gostaria de saber mais sobre o Papa Francisco. Eventualmente, talvez seja difícil dizer, nós veremos algo sair do seu gabinete, mas sabemos com certeza que o Papa Bento não gostava de nós’ [4].

n/d

50). No dia 03 de dezembro de 2015, o site The Masonic Philosophical Society louvou o Papa Francisco pelo seu compromisso ecológico com o meio ambiente. Interessante é a primeira sentença do artigo, na qual o Papa Francisco é definido no site maçônico como ‘um radical agente de transformação’ [ênfase adicionada’]: 'O Papa Francisco, líder de mais de um bilhão de católicos romanos pelo mundo, tornou-se conhecido, desde a sua eleição, em março de 2013, como um radical agente de transformação, especialmente com relação ao ambientalismo[5]. 

51). Em abril de 2016, o site ‘Saint Vrain Masonic Lodge # 23’, da cidade de Colorado (EUA), expressou certo otimismo sobre a possibilidade de reconciliação entre a Igreja e a Maçonaria, uma vez que o Papa Francisco, com relação aos casais e à família, insiste mais na própria consciência do que nas normas e dogmas do Vaticano. A Igreja não deve atirar pedras nas consciências.

O autor maçônico pergunta se as várias mudanças feitas pelo Papa Francisco não preparam o caminho para reconsiderar as atitudes da Igreja com relação à Maçonaria.  ‘Será que as várias mudanças que o Papa Francisco promoveu na Igreja Católica pavimentam o caminho para uma reconsideração da sua própria oposição à Maçonaria? […] Olhando para um Papa que na maior parte do tempo não tem estado no gabinete, pode-se ver algumas reformas de amplo alcance e ajustes que já foram feitos. Seria fantasioso imaginar que em algum momento este Papa poderá relaxar a proibição contra o Ofício?’ [6].

Com respeito ao caso da comunhão para os divorciados recasados, o maçom Fred Milliken (2016) deu uma resposta cautelosamente positiva para as suas próprias perguntas. ‘Poderia isso significar que os maçons católicos [sic] têm o direito de receber a comunhão e ocupar posições de liderança leiga na Igreja? Certamente, a Maçonaria não parece estar entre as principais mudanças na lista do Papa Francisco. Mas, se a disposição, a ênfase longe da pureza doutrinal, persistir, então algum tipo de reconciliação entre a Igreja e a Maçonaria possa ter lugar. Se isso acontecer, estaremos em um novo dia de paz e harmonia’ [7].

52). No dia 11 de maio de 2016, o maçom Barbosa Nunes (Grande Oriente do Brasil) ofereceu um novo elogio à sabedoria do Papa Francisco [8].

53). Depois de uma entrevista para o jornal Il Resto del Carlino, na qual o Monsenhor Negri reiterou posições críticas contra a Maçonaria, a resposta do Grão-mestre Stefano Bisi (Grande Oriente da Itália) foi publicada no dia 29 de maio de 2016. Entre outras coisas, ele declara: 'Um Bispo da Santa Igreja de Roma que fecha inexoravelmente as portas ao que considera ser somente um inimigo a ser morto ou um mal absoluto, tal Bispo golpeia o Evangelho e o Jubileu da Misericórdia que o Papa Francisco quer. Sua Excelência assim parece aquele tipo de homem que sente constantemente estar cercado por algo ou alguém, e que a todo custo tem que encontrar uma razão, um pretexto, para sustentar tal estado de triste e desencantadora intransigência’ [9].

O Grão-mestre, por consequência, colocou o Monsenhor Negri em oposição ao Papa Francisco. Bisi contrastou a justificada atitude anti-maçônica do Monsenhor Negri com o ‘Evangelho’ e com o ‘Jubileu da Misericórdia que o Papa Francisco quer’. Em suma, o Grão-mestre do Grande Oriente da Itália levantou, pelo menos implicitamente, outra forma de louvor ao Pontífice reinante. Isso é realmente curioso e estranho.

54). Em maio de 2016, o Masonic Service Association of North America publicou uma breve nota de entusiasmo sobre a recente visita do Papa Francisco aos Estados Unidos (2015), na qual o maçom Christopher L. Murphy observa que o Papa Francisco usa as mesmas palavras utilizadas pelos maçons: fraternidade, amor, liberdade, fé, esperança, caridade. O maçom Murphy acredita que por isso a visita do Papa Francisco aos Estados Unidos foi importante: para reafirmar esses valores ao mundo de hoje’ [10]. Em resumo, o Papa Francisco agrada, e assim agrada muito também todos os maçons americanos.

55). Em 15 de maio de 2016, no final de um artigo sobre refugiados e imigrantes – apresentado no site da loja maçônica ‘Mozart’ – o autor concluiu (e como o fez bem!) com algumas frases do próprio Papa Francisco: 

‘Na última semana, o Papa Francisco recebeu em Roma o Prêmio Carlos Magno. No final da minha apresentação, eu gostaria então de citar o seu próprio discurso, que tornou sóbrio não apenas os convidados europeus do evento: 'O que aconteceu com você? A Europa do humanismo, a campeã dos direitos humanos, democracia e liberdade? […] Sonho com uma Europa da qual não poderá ser dito que o seu compromisso com os direitos humanos foi a última utopia. […] Sonho com uma Europa de famílias, com políticas verdadeiramente efetivas, concentradas em rostos, não em números, em taxas de natalidade mais que em índices de consumo. […] Sonho com uma Europa onde ser imigrante não é crime'‘ [11].

56). No dia 30 de novembro de 2016, no site The Masonic Philosophical Society, lemos um artigo no qual é dito que o Papa Francisco aprovou as afirmações de Martinho Lutero sobre a obediência à própria consciência: 'No século XXI, o Papa Francisco afirmou as razões de Lutero em confiar na consciência como meio para alcançar a salvação. Quando perguntado se a misericórdia de Deus está aberta aos ateístas, o Papa Francisco escreveu: 'a misericórdia de Deus não tem limites, se aquele que pede misericórdia o faz com contrição e com um coração sincero. A questão para os que não creem em Deus está em obedecer a sua própria consciência. Escutá-la e obedecê-la significa decidir sobre o que é percebido como sendo bom ou mau. A bondade ou maldade do nosso comportamento depende dessa decisão'. Seguindo essa lógica, a decisão de Lutero em permanecer firme nas suas crenças, convencido por sua própria consciência, foi finalmente justificada pelo chefe da Igreja Católica’ [12].

Algumas almas delicadas vão dizer que o Papa Francisco não pretendia elogiar Lutero de forma ‘luterana’. Estamos interessados aqui em outro elogio dos maçons ao Pontífice e, mais importante, ao próprio Martinho Lutero. Mas é certo que o Papa definiu positivamente Lutero como ‘um reformador’ [13] (não como um deformador!).

57). Em 26 de março de 2017, o maçom ultra-bergogliano Mario Rolleri, 33o grau, publicou no site maçônico em língua espanhola Fenixnews o discurso do Papa Francisco para o 60o aniversário do Tratado de Roma, que marca o nascimento da Comunidade Econômica Européia [14].

58). No dia 28 de março de 2017, o jornalista italiano-americano, e maçom, Oscar Bartoli, colocou o Papa Francisco em oposição a Donald Trump, como em uma ‘solução química’ utilizada pelo Pontífice diante das caretas do Presidente dos Estados Unidos. Bartoli disse entre outras coisas: ‘Donald Trump é o Presidente dos Estados Unidos, mas ele não é o meu Presidente’. Bartoli elogia Francisco, contudo, despreza, odeia Trump. Bartoli conclui seu artigo com as seguintes palavras: 'O magnata Donald Trump representa bem o papel de homem super rico que não se preocupa com o povo em geral e quer proteger apenas os seus próprios interesses e preservar os de seus pares. Não é legítimo comparar Francisco com Donald Trump. Porém, uma vez que estes são os únicos dois líderes que estão na mídia mundial, é espontâneo dizer que estamos do lado da química de Francisco, e com toda convicção’ [15].

59). No dia 17 de janeiro de 2015, o site do Grande Oriente Estadual da Bahia publicou um artigo do maçom Barbosa Nunes, Grão-mestre do Grande Oriente do Brasil, que elogia o Papa Francisco: 'Independentemente da sua crença religiosa, da sua profissão de fé ou do que você apóia, não acredita ou combate, o Papa Francisco com sua voz mansa, sorriso franco e cativante, olhar que transmite confiança, cria em torno de si um círculo transmissor de valores altamente positivo, criando beleza espiritual, com percepção segura e firme de sua missão perante o mundo e a Igreja Católica. Inova nos hábitos e discursos. De um estilo pastoral que o torna único. Cultivador amável da sua personalidade, vai com ressonância e eco para o mundo, em especial para a Igreja Católica, que tem mais de um bilhão e duzentos milhões de fiéis e para os detentores de poder material em dezenas de países, falando de humildade, de caridade, perdão e amor, sem medo, caminhando sem atropelar, mas com passos firmes. […] Não sei porquê quando falo e penso no Papa Francisco sempre me vem à mente o ´Papa sorriso´, João Paulo I. O mundo precisa muito deste homem. Vida longa para o Papa Francisco’ [16] [ênfases adicionadas].

60). Tamanho é o entusiasmo dos maçons sul-americanos com o novo Pontífice que o Gran Oriente Unido de la Republica del Ecuador(GOUDRE), no dia 14 de setembro de 2015, enviou uma carta ao Papa Francisco, na qual pede um pronunciamento categórico sobre a coexistência secular no mundo. O GOUDRE apela à condição de sul-americano do Pontífice. O GOUDRE acredita que, coerente com a sua própria linha de ação, o Papa se comportará de forma diferente da Igreja anterior com relação aos estados do mundo, e daí defende o secularismo (‘coexistência secular’, ‘secularismo’). O GOUDRE acredita e espera um consenso entre uma nova Igreja humanística e os estados liberais (‘temos fé no consenso entre a nova igreja humanística e os estados de bem-estar social’) [17].  

61). No dia 13 de novembro de 2016, Mario Rolleri, 33o, falou de um diálogo com o seu próprio filho sobre o que significa ser maçom e fez um novo elogio ao Papa Francisco: 'Claro, quando eu tinha a sua idade, há muito tempo, meus modelos eram Pelé e Maradona. Eu cresci para ser um homem livre, capaz de respeitar as suas opiniões e as dos outros, um homem que tem um senso dos valores, um homem capaz de transmitir seus valores com os seus exemplos, um homem mais espiritual. O Papa Francisco? Poderia ser agora. Se, por exemplo, há alguém cujos atos concordam com as suas palavras. Se eu o entendo bem agora, é por isso que você quer ser maçom…! Claro, filho, assim são os maçons, embora o Papa Francisco não seja maçom. Mas ele é um bom homem de fé. Um homem que prega pelo exemplo’ [18].

62). Ainda o maçom ultra-zeloso Mario Rolleri, 33o, em 01 de abril de 2017, expressou novamente sua felicidade com o Papa Francisco. Rolleri também nos convidou a ler o Papa Francisco para sermos felizes. Que lindo!

‘Este Papa é fora do comum! Aqui está a nova mensagem, cheia de sabedoria e humildade. SER FELIZ… Conceda a você mesmo um minuto para lê-lo, Papa Francisco. […] Hoje o Papa Francisco chama o mundo todo – não importa onde a pessoa esteja, independentemente do credo ou da religião – a um momento de reconciliação, meditação ou oração pela paz. Todo o planeta unido em oração pela PAZ [19].

 

FINAL.

 

NOTAS.

[1]. [http://seattlemasons.com/2015/1510_trstbd.pdf], p. 04.

[2]. [http://lanuovaferrara.gelocal.it/ferrara/cronaca/2015/11/17/news/monsignor-negri-lei-vuole-farci-tornare-alle-crociate-1.12461283?refresh_ce].

[3]. Ibid.

[4]. [https://in-sightjournal.com/2015/11/15/an-interview-with-grand-secretary-jerry-w-kopp-part-three/].  

[5]. [https://blog.philosophicalsociety.org/2015/12/03/is-environmental-degradation-a-sin-pope-francis-revolutionary-manifesto-on-climate-change/] (negrito adicionado).

[6]. [http://longmontmasons.com/general/news/is-a-reconciliation-between-the-catholic-church-and-freemasonry-possible/]. Veja também: [http://freemasoninformation.com/2016/04/is-a-reconciliation-between-the-catholic-church-and-freemasonry-possible/].

[7]. Ibid.

[8]. Barbosa Nunes, ‘Porta de saída para os corruptos’, in [http://essenciamaconica.blogspot.com.br/2016/05/porta-de-saida-para-os-corruptos-artigo.html].

[9]. [http://www.grandeoriente.it/la-replica-del-gran-maestro-al-vescovo-ferrara-la-sua-personale-fobia-la-massoneria/]. Veja também: Stefano Bisi,  ‘Negri, tesi preconcette e toni inquisitori. La Massoneria non è contro la Chiesa’. La replica di Bisi (Grande Oriente d’Italia) all’arcivescovo, in Il Resto del Carlino, Segunda-feira, 30 de maio de 2016,  p. 02.

[10]. [https://www.msana.com/emmay16.asp].

[11]. [https://www.mozart-loge.de/2016/05/14/%C3%B6ffentlicher-diskussionsabend-flu-chtlingskrise-humanistische-und-demokratische-herausforderung/].

[12]. [https://blog.philosophicalsociety.org/2016/11/30/what-was-the-diet-of-worms-and-how-does-it-relate-to-freemasonry/].

[13]. [http://www.repubblica.it/vaticano/2016/10/28/news/papa_francesco_viaggio_in_svezia-150792108/].

[14]. [http://www.fenixnews.com/2017/03/26/discurso-del-santo-padre-francisco-por-la-celebracion-del-60-aniversario-del-tratado-de-roma/].

[15]. [http://www.americaoggi.it/single-post/2017/03/28/Il-body-language-dei-leader].

[16]. [http://goeb.com.br/noticias/goeb/2046/artigo-sapientissimo-grao-mestre-adjunto-irmao-barbosa-nunes-o-mundo-%20precisa-muito-deste-homem/].

[17]. [http://www.fenixnews.com/2015/09/14/el-gran-oriente-unido-de-la-republica-del-ecuador-goudre-envia-plancha-al-su-santidad-francisco/].

[18]. [http://www.fenixnews.com/2016/11/13/dialogos-conmigo-mismo-como-le-cuento-a-mi-hijo-sobre-la-masoneria/].

[19]. [http://www.fenixnews.com/2017/04/01/dialogos-conmigo-mismo-ser-feliz-2/].

[20]. [http://novusordowatch.org/2013/11/tango-mass-jorge-bergoglio/].

 

 

Fonte: https://onepeterfive.com/freemasons-love-pope-francis-part-iii/ via http://www.obramissionaria.com.br/por-que-os-macons-amam-o-papa-francisco-parte-iii/

Tradução. Bruno Braga.

 

Virgem Maria: A Igreja do Meu Filho continua a ser atacada pela maçonaria que sem piedade atua e atuará para unificar uma única religião mundial, banindo o Cristianismo para dar lugar a uma única religião (01-03-2016)

Nossa Senhora do Bom Sucesso: No fim do século XIX e a partir do início da 2ª metade do século XX, Satanás reinará quase que completamente por meio das seitas maçônicas.

 


Busca


Sábado, 19 de Janeiro de 2019





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol