‹ voltar



O AVISO - Explicações das videntes Conchita, Mari Loli e Jacinta (Garabandal-Espanha)

BREVE HISTÓRICO

n/d

São Sebastião de Garabandal é uma pequena aldeia apenas constituída por umas 80 humildes habitações, escondidas por trás dos lindos Montes Cantabrianos, a nordeste da Espanha. Ao findar da tarde de 18 de junho de 1961, às 20h20min, quatro jovenzinhas, Conchita González, 12 anos, Maria Loli Mazón González, 12 anos, Jacinta González, 12 anos, e Maria Cruz González Madrazo, 11 anos, brincavam juntas nos arredores, ao sul de aldeia, quando ouviram um barulho estranho, algo como de uma trovoada e viram ‘uma figura muito bela cercada de luz que não ofuscava os olhos. Inesperadamente um anjo deslumbrante estava à sua frente. Aterrorizadas e em pânico as quatro jovenzinhas correram instintivamente em direção à igreja da aldeia. Suas faces transtornadas e pálidas despertaram a curiosidade e as insistentes perguntas de inúmeras pessoas.  E logo o caso de aparição propalou-se por toda parte.

Durante os 12 dias seguintes, o anjo apareceu mais 8 vezes, e no dia 1°. de julho, falou-lhes pela primeira vez, declarou ser São Miguel, e anunciou o aparecimento da Virgem: ‘Sabem vocês para que vim? - perguntou o anjo - Vim para lhes anunciar que amanhã, domingo, a Virgem Maria lhes aparecerá como NOSSA SENHORA DO MONTE CARMELO’.

No domingo, 2 de julho, festa da Visitação de Maria a S. Isabel, a Virgem SS. apareceu acompanhada por São Miguel e outros anjos.

As aparições se multiplicaram até 13/11/1965 de maneira irregular e nem sempre às quatro meninas simultaneamente; Conchita foi a principal vidente e transmissora dos Avisos de Nossa Senhora. Assim em meados de 1961 as aparições foram numerosas, podendo haver mais de uma por dia; a partir de novembro de 1961, tornaram-se mais raras; mas de março a setembro de 1962 voltaram a ser frequentes. Em 1963 e 1964 foram raras; chegaram ao fim em novembro de 1965. Não há contagem precisa do número de aparições; um observador fidedigno, o Pe. José Ramón Garcia de a Riva, foi testemunha de cerca de duzentos êxtases das videntes.

Nem tudo o que a Virgem SS. comunicou às videntes foi transmitido ao público. Todavia as mensagens divulgadas insistem calorosamente em oração e penitência, e preveem um severo Castigo para os impenitentes. Este castigo será precedido de um Grande Milagre (…). Antes deste Grande Milagre, entretanto, ocorrerá o Aviso à toda a humanidade. Cronologicamente, então, viriam: o Aviso, o Milagre, e o Castigo

Abaixo, extraímos as seguintes entrevistas do site consagrate.wordpress.com, em que as videntes de Garabandal, Conchita, Mari Loli e Jacinta respondem perguntas sobre o AVISO.

Começamos com as declarações de Conchita, a primeira realizada em 14 de setembro 1965, em Garabandal, depois seguem demais entrevistas com Mari Loli e Jacinta, tanto em San Sebastian, como nos Estados Unidos. O material informativo foi obtido com irmãos e irmãs do Apostolado dos Estados Unidos e é riquíssimo de detalhes e explicações sobre o AVISO.

 

Conchita, em 14 de setembro de 1965.

P. O Aviso vai ser um evento visível ou um evento interior ou ambos?

C. O Aviso será um evento que virá diretamente de Deus e será visível em todo o mundo, em qualquer lugar, onde qualquer um possa estar.

P. O Aviso revelará pecados pessoais para cada pessoa no mundo e pessoas de todas as religiões, inclusive os ateus?

C. Sim, o Aviso será como uma revelação dos nossos pecados, e ele será visto e experimentado por crentes e não crentes e pessoas de qualquer religião que seja.

P. É verdade que o Aviso fará com que muitas pessoas lembrarão os mortos?

C. O Aviso é como uma purificação para o ‘Milagre’. E é uma espécie de catástrofe. Ele vai fazer-nos pensar nos mortos, ou seja, nós preferiríamos estar mortos do que experimentar o Aviso.

P. O Aviso será reconhecido pelo mundo como um sinal direto de Deus?

C. Certamente e por esta razão que eu acredito que é impossível que o mundo poderá ser tão endurecido em não mudar.

 

Conchita fala novamente do ‘Aviso’ em Outubro de 1968:

P. Temos ouvido que alguns dizem que o Aviso pode ser um fenômeno natural, mas será usado por Deus para falar à humanidade. Isso é verdade?

C. O Aviso é algo sobrenatural e não vai ser explicado pela ciência. Ele será visto e sentido.

P. Você pode explicar a afirmação de que, durante o Aviso vamos conhecer a nós mesmos e os pecados que cometemos?

C. O Aviso será uma correção da consciência do mundo.

P. O que sobre as muitas pessoas que não conhecem a Cristo, como elas vão entender o Aviso?

C. Para aqueles que não conhecem a Cristo (não-cristãos) eles vão acreditar que é um ‘Aviso de Deus’.

 

Conchita, em 1973:

P. O que vai ocorrer no dia do Aviso?

C. A coisa mais importante sobre esse dia é que todos no mundo inteiro vão ver um sinal, uma graça ou uma punição dentro de si mesmos, em outras palavras, um ‘aviso interno’. Eles vão encontrar-se sozinhos no mundo, não importa onde eles estiverem no momento, ficarão a sós com sua consciência reta diante de Deus. Eles, então, verão todos os seus pecados e o que seus pecados tenham ou estão causando.

P. Todos vão sentir isso ao mesmo tempo?

C. Sim, ao mesmo tempo.

P. Por quanto tempo vai durar, uma meia hora, uma hora?

C. Eu realmente não sei. Acho que cinco minutos seria um tempo adequado.

P. Como é que vamos sentir isso?

C. Nós todos iremos sentir isso de formas diferentes, porque vai depender de nossa consciência. O Aviso será muito pessoal. Portanto, vamos todos reagir de formas diferentes a ele. A coisa mais importante será reconhecer nossos próprios pecados e as más consequências deles. Você terá uma visão diferente do Aviso em relação a minha, porque os teus pecados são diferentes dos meus.

P. Algo acontecerá comigo por causa dos meus pecados? Quero dizer, acontecerá algum dano físico como resultado deles?

C. Não, a menos que seja algo que resulte do choque, por exemplo, um ataque cardíaco.

P. Então, em seguida, ele não vai trazer nenhum dano físico, mas será composto em estarmos de frente para Deus somente com os meus pecados. E sobre as coisas boas, vou vê-las também?

C. Não. Este será apenas um ‘Aviso’ para ver o que você tem feito com os seus pecados. Será como uma purificação antes do ‘Milagre’ para ver se com o ‘Aviso e Milagre’ e nós (ou seja, o mundo inteiro) serão convertidos.

P. Então este Aviso pode ocorrer a qualquer momento?

C. Sim, mas eu não sei a data de quando vai ocorrer.

n/d

Conchita em fevereiro de 1977:

P. Quando você aprendeu sobre o Aviso e de quem?

C. A única coisa que eu me lembro bem é que foi a Virgem Santíssima que me disse tudo isso.

P. Poderia repetir para nós o que você sabe sobre o Aviso?

C. O que eu me lembro agora é que a Virgem disse-me que, antes do ‘Milagre’, Deus estará enviando-nos um ‘Aviso’ para nos purificar ou preparar-nos para ver o Milagre e desta forma poderemos tirar a graça suficiente para mudar nossas vidas em relação à Deus. Ela me disse que o Aviso será composto desta forma, mas não me disse a data. Eu não sou capaz de dizer o que ele consiste, mas eu sou capaz de dizer o que e como ele vai ser mais ou menos. É um fenômeno que vai ser visto e sentido em todo o mundo e em todos os lugares. Eu sempre dei como um exemplo, como se ‘duas estrelas que colidissem’. Este fenômeno não irá causar danos físicos, mas ele vai nos horrorizar, porque naquele momento nós vamos ver as nossas almas e os danos que temos feito. Será como se estivéssemos em agonia, mas não vamos morrer por seus efeitos, mas talvez vamos morrer de susto ou choque em ver a nós mesmos. Que a Virgem Santíssima perdoe-me se eu não sei explicá-lo do jeito que é, mas eu estou tentando lhe dizer depois de saber o que e como o Aviso será naquele dia.

P. O que você vai ‘ver’ ou ‘ouvir’ sobre o Aviso?

C. A Virgem me disse da sua vinda.

P. Se o Aviso só durará um curto período de tempo, o mundo vai se lembrar dele como vindo de Deus ou será que só parecerá ter sido um sonho ou uma ilusão?

C. Eu nunca disse que o Aviso será um breve momento (penso que será de poucos minutos). O que eu disse é que, mesmo se for um curto momento, que vai ser muito impressionante e terrível. Ninguém terá dúvidas de que seja de Deus e de não ser humano. E que saibam que estou com muito medo desse dia.

P. Muitos anos atrás, você nos disse que no caso do Aviso, este evento começa com a letra ‘A.’ Desde que Nossa Senhora nunca disse para não revelá-lo, agora você pode falar isso?

C. Ela não proibiu, mas eu não sei porque, não me sinto como se eu deveria dizer isso agora.

P. Você disse uma vez ao Padre Marcelino Andreu: ‘Quando você ver o Aviso você vai saber que abrimos o fim dos tempos’. Você pode explicar o que você quis dizer com isso?

C. Sim, a Virgem disse-nos que o ‘Aviso e o Milagre’ serão ‘as últimas advertências’ ou ‘espetáculos públicos’ que Deus nos dará. É por isso que eu acredito que depois deles vamos estar perto do fim dos tempos.

P. Você tem algumas palavras de conselho para as pessoas, a fim de que elas possam se preparar para este evento?

C. Temos que estar sempre preparados, ter as nossas almas em paz e não amarrar-nos para baixo tanto para este mundo. Em vez disso, devemos pensar muitas vezes que estamos aqui em vista de ir para o Céu e para sermos santos.

 

Conchita em Agosto de 1980:

P. O Aviso não vai prejudicar-nos?

C. Não. Para mim, (dou sempre este exemplo) é como se ‘duas estrelas que chocassem e fizessem um grandioso barulho acompanhado de muita luz’, mas elas não cairão na terra… É um evento que não vai nos machucar, mas vamos vê-lo. Nesse momento, nós também vamos ver a nossa consciência. Você vai ver tudo de errado que você está fazendo.

P. Você vai ver tudo de errado que você está fazendo?

C. Sim. E você também vai ver o bem que não está fazendo.

 

Mari Loli em 27 de julho 1975:

P. Você já disse que sabe o ano do Aviso. Você pode nos dizer se ele vai ocorrer nos próximos anos ou ainda está distante no futuro?

M. Não, eu não posso dizer nada.

P. Será que a Mãe de Deus disse-lhe para não falar sobre o Aviso?

M. Não, ela não fez, mas, porque o ‘Aviso e o Milagre’ estão dentro do mesmo ano, eu sinto dentro de mim que não devo dizer nada.

P. Como você sabe que o ‘Aviso e o Milagre’ estão dentro do mesmo ano?

M. Durante uma aparição, eu não me lembro exatamente quando, a Santíssima Virgem me disse.

P. Alegadamente, você disse que, quando ocorrer o Aviso tudo vai ficar parado, até mesmo os aviões no céu. Isso é verdade?

M. Sim, mas apenas por alguns momentos.

P. Você quer dizer que tudo vai parar em um dado momento e naquele instante, o Aviso irá ocorrer?

M. Sim.

P. Quando esta informação foi revelada a você?

M. Durante uma aparição da Santíssima Virgem que contou tudo isso.

P. Todas as informações foram dadas durante uma aparição ou Nossa Senhora veio informando-te isto ao longo de várias aparições?

M. Ela me contou tudo isso durante uma aparição. Eu não me lembro agora se ela falou sobre o Aviso durante qualquer outra aparição.

P. Você sabe quanto tempo vai durar o Aviso?

M. Poucos minutos.

P. Você tem medo do Aviso?

M. Sim. Como todos nós temos falhas, assim esta ‘advertência’ vai mostrar meus defeitos e isso me deixa com medo.

P. Você pode nos dizer mais alguma coisa sobre o Aviso?

M. Tudo o que posso dizer é que ele está muito próximo, que é muito importante e que nos preparará, porque vai ser uma coisa terrível. Ele vai nos fazer sentir todo o mal que fizemos.

 

Mari Loli em Fevereiro de 1977:

P. Você já conversou com a Conchita sobre a data do Aviso, que você sabe o ano e o Milagre que ela sabe a data completa?

M. Eu nunca conversei com a Conchita sobre essas datas.

P. Você tem algumas palavras de conselho para as pessoas, a fim de que elas possam se preparar para este evento?

M. Para fazer muita penitência, fazer sacrifícios, visitar o Santíssimo Sacramento todos os dias que pudermos e rezar o Santo Rosário diariamente.

 

Mari Loli em 29 de setembro 1978:

P. Desde que você soube sobre o Aviso o que pode nos dizer deste evento que acontecerá antes do Milagre prometido através Conchita?

M. Todo mundo vai experimentá-lo onde quer que esteja, independentemente da sua condição ou seu conhecimento de Deus. Vai ser uma experiência pessoal interior. Ele vai olhar como se o mundo chegou a um impasse. Todos vão estar cientes disto e serão totalmente absorvidos em sua própria experiência.

P. Sobre a natureza do Aviso, como você o pressente?

M. Vai ser algo como um sentimento interior de tristeza e dor por ter ofendido a Deus. Deus vai nos ajudar a ver claramente os danos que estamos causando-lhe e todas as coisas más que fazemos. Ele nos ajudará a sentir essa dor interior, porque muitas vezes quando fazemos algo errado é só pedir o perdão do Senhor com os nossos lábios, mas agora (por meio do Aviso) Ele nos ajudará a sentir uma dor física profundamente.

 

Mari Loli em 19 outubro 1982:

P. Você se lembra o que a Mãe de Deus disse sobre a tribulação comunista que deve preceder o Aviso?

M. Ela (a tribulação) será parecida com os comunistas, que tomarão conta do mundo inteiro e será muito difícil de praticar a religião, para os sacerdotes para celebrar Missa ou para as pessoas a abrir as portas das igrejas.

P. É isso o que você desejou dizer quando falou que iria parecer que a Igreja tinha desaparecido?

M. Sim.

P. Seria por causa da perseguição e não porque as pessoas parassem de praticar a sua religião?

M. Sim, mas acho que muita de gente vai parar. Quem praticar vai ter que se esconder.

P. Só acontecerá na Europa ou você acha que a tribulação (perseguição) vai chegar até aqui nos Estados Unidos e como?

M. Eu não sei porque, para mim, nesse momento, a Europa era o mundo inteiro. Eu só achava que era assim.A Mãe de Deus não especificou em que lugar. Para mim, parecia que estava em todos os lugares do mundo.

P. Cerca de 67% da terra agora é dominada pelo comunismo. Você acha que isso é suficiente para cumprir a profecia de Nossa Senhora?

M. Eu realmente não sei. Parecia-me que seria mais do que isso.

P. Em outras palavras, você acha que vai ser pior do que é agora?

M. Isso é o que eu pensei, a partir do que a Virgem disse, mas eu realmente não sei exatamente. Para mim, parecia que estava em todo lugar lá fora, os lugares que eu via na minha mente. E atualmente em muitos países da Europa você ainda pode praticar sua religião.

P. Então, a situação em que o mundo está não está ruim o suficiente para que o Aviso aconteça?

M. O Aviso não vai ainda acontecer, para que ele aconteça, provavelmente vai piorar.

P. Você disse que seria muito difícil para os sacerdotes rezarem a Missa. Isso foi algo que a Mãe de Deus lhe disse ou foi algo que você pensou por causa da perseguição comunista?

M. Pelo que me lembro, era algo que a Virgem me disse.

P. E a Virgem disse que iria parecer que a Igreja tinha desaparecido?

M. Sim.

P. Será que a Mãe de Deus nunca disse nada sobre o Santo Padre ter que sair de Roma, na época do Aviso?

M. Não, mas o que parecia para mim, talvez naquele momento eu estava confusa em minha mente que eu estava vendo e que a Mãe de Deus estava dizendo para mim porque já fazem tantos anos…Mas o que parecia para mim foi que o Papa não poderia estar em Roma, quero que você saiba o que tento dizer, a céu aberto (em público). Ele (o Papa) estava sendo perseguido também e teve que se esconder como todo mundo.

P: Você disse que quando o Aviso vier, os aviões parariam no ar e que todos os motores iriam parar. É isso o que a Mãe de Deus lhe disse?

M. Ela disse que tudo, em todos os lugares, por um momento iria parar e as pessoas só iriam pensar e olhar para dentro de si mesmos.

P. Haverá qualquer ruído com o Aviso, como um vento soprando?

M. A maneira que eu vi isso na época era mais como um grande silêncio, como uma sensação de vazio. Tudo era muito silencioso. Essa é a maneira que eu vi. (Obs.:notamos que Mari Loli teve mais impressões espirituais sobre o Aviso, já Conchita teve a visão como num todo, isto é, como ocorrerá fisicamente (como ‘duas estrelas se chocando, emitindo em grande estrondo e luminosidade, bem como, a consciência dos pecados).

P. Há sete anos, você disse que o Aviso aconteceria em breve. Muitas pessoas pensaram que já deveria ter acontecido. O que você diria hoje?

M. É breve. Tudo parece cedo para mim, porque o tempo passa tão rápido.

P: Você é a única que sabe o ano do Aviso. Alguma vez você revelou a data para qualquer outra pessoa, como um padre, por exemplo?

M. Não.

P. As pessoas vão estar em luta umas contra as outras quando o Aviso vier?

M. (sem resposta)

 

Jacinta Gonzalez, em 17 de agosto 1975:

P. Nossa Senhora sempre falou com você sobre o Aviso?

J. Sim, ela me falou sobre isso, mas ela nunca me disse qual o ano.

 

Jacinta em Fevereiro de 1977:

P. Você pode nos dizer como será o Aviso?

J. O Aviso é algo que será visto pela primeira vez no ar em todo o mundo e imediatamente será transmitido para o interior de nossas almas. Ele vai durar por muito pouco tempo, mas ele vai parecer um tempo muito longo devido ao seu efeito dentro de nós. Será para o bem de nossas almas, a fim de vermos em nós mesmos a nossa consciência, o bem e o mal que fizemos. Então vamos sentir um grande amor para com nosso Pai Celestial e pedir perdão por todos os nossos pecados.

P. O Aviso será sentido por todas as pessoas, independentemente de suas crenças?

J. O Aviso é para todos, porque Deus quer a nossa salvação. O Aviso é para nos aproximar Dele e para aumentar a nossa fé. Portanto, devemos nos preparar para esse dia, mas não esperar com medo, porque Deus não manda coisas para causar medo, mas sim com a Sua justiça e amor e Ele faz isso para o bem de todos os seus filhos, que eles possam desfrutar da felicidade eterna e não se perder.

 

Jacinta em agosto de 1979:

P. Você se lembra algo sobre a grande tribulação e o comunismo ?

J. Sim, será uma invasão, algo que será um grande mal e que o comunismo prejudicará uma grande parte do mundo, mas não me lembro mais quais os países ou quais as regiões que serão mais atingidas. A Santíssima Virgem insistiu em dizer-nos a rezar para que seja evitado. Estes eventos difíceis ocorrerão antes do Aviso, porque o Aviso terá lugar quando a situação estará no seu pior.

 

Jacinta em 16 de abril 1983:

P. Na entrevista de 1979 (acima), você disse ao descrever a tribulação comunista que ‘era como uma invasão.’ Você viu cenas desta invasão?

J. Às vezes eu confundo uma invasão com uma perseguição.

P. Você também disse que quando as coisas estiverem no seu pior, em seguida, o Aviso vai acontecer. Como você sabe disso? Será que a Virgem lhe disse isto ou você viu em uma visão?

J. A Virgem Santíssima disse que o Aviso viria quando as condições estiverem no seu pior. Não seria apenas por causa da perseguição ou porque muitas pessoas não irão mais praticar a sua religião.

P. Quando o Aviso vier ele será visto e sentido por todos na terra. Isso inclui crianças que ainda não atingiram a idade da razão?

J. Sim. É por isso que nós sentimos pena deles, porque foi uma experiência aterrorizante.

P. Você pode nos dizer alguma coisa sobre como o mundo vai estar quando o Aviso vier?

J. Ruim.

(Fonte: Apostolado de USA)

 

 

Fontes na internet: https://consagrate.wordpress.com/2015/05/24/o-aviso-global-explicacoes-de-conchita-mari-loli-e-jacinta-entrevistas-garabandal/

http://cleofas.com.br/garabandal-sim-ou-nao-eb/

 

 

 


Busca


Quinta-feira, 21 de Março de 2019





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol