‹ voltar

'Conseguiu que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos tivessem um sinal na mão direita e na fronte, e que ninguém pudesse comprar ou vender se não fosse marcado com o nome da fera ou com o número do seu nome' (Apocalipse 13, 16 e 17)


MARCA DA BESTA - Você deixaria seu empregador implantar um chip de identificação em sua mão ou braço? 150 funcionários de uma startup sueca foram microchipados

Jowan Osterlund, da Biohax, Suécia, possui um pequeno implante de microchip, semelhante aos implantados no centro de negócios de inovação digital da Epicenter. Jowan Osterlund, da Biohax, Suécia, possui um pequeno implante de microchip, semelhante aos implantados no centro de negócios de inovação digital da Epicenter.

A seringa desliza entre o polegar e o dedo indicador. Então, com um clique, um microchip é injetado na mão do empregado. Outro ‘cyborg’ é criado. O que poderia passar por uma visão distópica do local de trabalho é quase rotineiro no epicentro do centro de lançamento sueco.

A empresa oferece implantar trabalhadores e membros de empresas startup com microchips do tamanho de grãos de arroz que funcionam como cartões de leitura: para abrir portas, operar impressoras, ou comprar smoothies com um movimento da mão. As injeções tornaram-se tão populares que os trabalhadores no Epicenter realizam festas para aqueles dispostos a serem implantados. (Nota do site: São festas organizadas justamente para ocorrer o implante num coletivo de pessoas)

‘O maior benefício que eu acho é a conveniência’, disse Patrick Mesterton, co-fundador e CEO da Epicenter. Como uma demonstração, ele destranca uma porta simplesmente acenando perto dela. ‘Basicamente, substitui muitas coisas que você tem, outros dispositivos de comunicação, sejam cartões de crédito ou chaves.’

n/d

A tecnologia em si não é nova. Esses chips são usados ​​como placas de coleira virtual para animais de estimação. As empresas as utilizam para monitorar as entregas. Apenas nunca foi usado para marcar os funcionários em larga escala antes. Epicenter e um punhado de outras empresas são as primeiras a fazer amplamente implantes de chips acessíveis. E como acontece com a maioria das novas tecnologias, ele levanta questões sobre segurança e privacidade. Embora biologicamente seguros, os dados gerados pelos chips podem mostrar quantas vezes um funcionário vem para o trabalho ou o que eles compram. Cartões de leitura ou smartphones podem gerar os mesmos dados, mas, ao contrário, uma pessoa não pode facilmente se separar do chip.

A Epicenter, que abriga mais de 100 empresas e cerca de 2 mil trabalhadores, começou a implantar trabalhadores em janeiro de 2015. Agora, cerca de 150 trabalhadores os têm. Uma empresa com sede na Bélgica também oferece aos seus funcionários tais implantes, e há casos isolados em todo o mundo onde os entusiastas da tecnologia têm tentado isso nos últimos anos.

 

Fonte: http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-4375730/Cyborgs-work-employees-getting-implanted-microchips.html

 

E você? Deixaria seu empregador implantar um chip de identificação em sua mão ou braço???

Há grande possibilidade de que isto venha a ser instituído pelas empresas de forma global, como medida de controle para com seus empregados, uma vez que o ponto biométrico já é uma realidade (setores público e privado já o adotaram), e, deste para o implante do biochip é só um pequeno passo. 

A Marca da Besta está vindo sob diversas formas, se apresentando a nós das maneiras mais diversificadas; estão nos apresentando motivos os mais criativos para aceitarmos implantar o biochip. O que parece algo ingênuo hoje e procura oferecer vantagens de ordem prática para as interações do nosso dia a dia, amanhã será o elemento-chave que será utilizado pelo sistema para submeter a todos os que o tiverem implantado em seu corpo, num controle complexo e irreversível.

Atentai para o que diz na Escritura Sagrada, que deixa claro, de forma especial, a implicação espiritual para aquele que aceitar ser marcado com a marca da besta.

 

‘Conseguiu que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos tivessem um sinal na mão direita e na fronte, e que ninguém pudesse comprar ou vender se não fosse marcado com o nome da fera ou com o número do seu nome’. (Apocalipse 13, 16 e 17)

‘Um terceiro anjo seguiu-os, dizendo em alta voz: Se alguém adorar a Fera e a sua imagem, e aceitar o seu sinal na fronte ou na mão, há de beber também o vinho da cólera divina, o vinho puro deitado no cálice da sua ira. Será atormentado pelo fogo e pelo enxofre diante dos seus santos anjos e do Cordeiro’. (Apocalipse 14, 9-10)      

 


Busca


Domingo, 19 de Novembro de 2017





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol