‹ voltar



Irmã Lúcia, a vidente de Fátima, também estava absolutamente convencida de que estamos vivendo nos últimos tempos: Aqui está o que ela explicou ao padre Agustin Fuentes

Irmã Lúcia, a vidente de Fátima, também estava absolutamente convencida de que estamos vivendo nos últimos tempos: aqui está o que ela explicou ao padre Agustin Fuentes, o postulador da causa de beatificação de Francisco e Jacinta, em uma conversa realizada em 26 de dezembro de 1957.

1) A BATALHA FINAL: A primeira razão é porque ela me disse que o diabo está no meio de travar uma batalha decisiva contra a Virgem Maria. E uma batalha decisiva é a batalha final, onde um lado será vitorioso e o outro lado sofrerá a derrota. Assim, a partir de agora temos de escolher um dos lados. Ou somos de Deus ou somos do diabo. Não há outra possibilidade.

2) OS ÚLTIMOS REMÉDIOS: A segunda razão é porque ela disse aos meus primos, bem como a mim mesma, que Deus está dando os dois últimos remédios para o mundo. Estes são o Santo Rosário e a Devoção ao Imaculado Coração de Maria. Estes são os dois últimos remédios, o que significa que não haverá outros.

3) O PECADO CONTRA O ESPÍRITO SANTO: A terceira razão é porque, nos planos da Divina Providência, antes que Ele esteja prestes a castigar o mundo, Deus sempre esgota todos os outros recursos. Agora, quando Ele vê que o mundo não presta qualquer atenção, então, como dizemos na nossa maneira imperfeita de falar, Ele oferece-nos com um certo receio o último meio de salvação, a Sua Mãe Santíssima. É com um certo receio, porque se desprezamos e repudiamos este último meio, não teremos mais o perdão do céu, porque vamos ter cometido um pecado que o Evangelho chama de pecado contra o Espírito Santo. Este pecado consiste em rejeitar abertamente com pleno conhecimento e consentimento, a salvação que Ele oferece. Lembremo-nos que Jesus Cristo é um filho muito bom e que Ele não permite que ofendam e desprezem a Sua Mãe Santíssima. Temos registrado através de muitos séculos de história da Igreja o testemunho evidente que demonstra, pelos castigos terríveis que se têm abatido sobre aqueles que têm atacado a honra de Sua Mãe Santíssima, como Nosso Senhor Jesus Cristo sempre defendeu a honra de Sua Mãe Santíssima.

Se considerarmos agora o colapso trágico na Igreja Católica desde o último Concílio, o que se torna óbvio com a assombrosa queda da prática religiosa e das vocações, com o fechamento e venda de tantas igrejas, conventos, mosteiros, a perda da fé e valores morais básicos entre os sacerdotes e os fiéis, juntamente com a vasta e terrível propagação da homossexualidade dentro dos seminários e dioceses – quem não consegue ver a aplicação literal das palavras de Nossa Senhora de La Salette para os nossos tempos?

Se considerarmos que a Universidade Gregoriana (sem dúvida a mais prestigiada das cátedras Romanas de aprendizagem) não só ensina o ecumenismo, mas confia o curso a um herege formal e cismático como doutor Carey, ex-arcebispo de Canterbury (The Universe, 119, 4 de junho de 2003), quem não consegue ver que nós chegamos à realização da profecia acima citada de São Paulo a Timóteo? Não é razoável pensar que tal conduta também cumpre a profecia de Nossa Senhora em La Salette que ‘Roma perderá a fé’?

Quando consideramos que, desde 1975, os homens têm legalmente matado 45 milhões de bebês por ano, mais de 1,27 bilhões de bebês que foram massacrados ao comando de sua própria mãe! Como não ver que a fúria de Satanás, acostumada a cegar e corromper a humanidade, atingiu um nível sem paralelo na História?

Quando consideramos o que foi alcançado em todo o mundo pelos governos maçônicos para destruir a família e para virar de cabeça para baixo todos os valores morais em que a civilização cristã foi baseada, não somos as testemunhas horrorizadas de um mundo engolfando-se em um estado de barbárie, que só pode terminar em sua própria destruição? Podemos deixar de ver na construção deste Governo Mundial Maçônico Único a realização da profecia de Nossa Senhora nos avisando que:  ‘Todos os governos civis terão um e mesmo plano, que será abolir e acabar com todo princípio religioso, para abrir caminho para o materialismo, o ateísmo, espiritualismo, e vícios de todos os tipos’?

É estonteante considerar até mesmo algumas das realizações deste ‘único e mesmo plano (Maçônico)’: a legalização do divórcio e do aborto; a acessibilidade, mesmo para as crianças, de todos os tipos de contracepção; a educação sexual nos programas escolares; a degradação das mulheres através de modas indecentes; a homossexualidade; a eutanásia; a violência e pornografia nos meios de comunicação, filmes e teatro… Quem não consegue ver que esses crimes estão clamando ao céu por vingança e que a vingança deve se abater sobre nós?

‘A sociedade dos homens está em vésperas dos mais terríveis flagelos e dos mais graves acontecimentos. A humanidade deve esperar ser governada com uma barra de ferro e beber do cálice da ira de Deus’ (Nossa Senhora em La Salette).

n/d

 A NOSSA ALMA ESTÁ EM PERIGO MAIOR?

Tendo essas considerações em mente, parece bastante óbvio que de fato entramos nos últimos tempos. E para responder à segunda pergunta, no início desta carta, (isto é, qual o perigo para a nossa alma?), infelizmente devemos dizer que a resposta é igualmente óbvia. Quando clérigos dos mais altos escalões agem contrariamente aos interesses da Igreja e do bem das almas, quando a sociedade legisla contra a Lei Divina e Natural, quando todos os tipos de corrupção e vício são amplamente, constantemente, e facilmente acessíveis a todos, mesmo aos mais jovens – o que mais se poderia esperar do que um número muito maior de pessoas perdendo suas almas agora do que no passado?

Nossa Senhora tinha também particularmente anunciado em sua mensagem para a irmã Maria Anna de Jesus no Convento da Imaculada Conceição, em Quito, em 02 de fevereiro de 1634, essa situação terrível para os nossos tempos. Considere o que Nossa Senhora tinha a dizer 200 anos antes de sua mensagem em La Salette sobre os acontecimentos que atingem a humanidade em nossos dias:

‘No final do século XIX e por uma grande parte do século XX, várias heresias irão prosperar nesta terra que têm se tornado uma república livre. A preciosa luz da Fé vai se extinguir nas almas por causa da quase total corrupção moral: naqueles tempos haverá grandes calamidades físicas e morais, em privado e em público. O pequeno número de almas mantendo a fé e praticando as virtudes será submetido a sofrimento cruel e indescritível; através de seu longo martírio muitos deles morrerão por causa da violência de seus sofrimentos, e estes serão contados como mártires que deram suas vidas pela Igreja ou pelo país. Escapar de ser escravizado por essas heresias exigirá grande força de vontade, constância, coragem e grande confiança em Deus… Naqueles dias, o espírito de impureza como um dilúvio de imundície vai inundar as ruas, praças e locais públicos. A licenciosidade será tal que não haverá mais almas virgens no mundo. Por ter ganhado o controle de todas as classes sociais, as seitas tendem a penetrar com grande habilidade nos corações das famílias para destruir até mesmo as crianças. O diabo vai se gloriar de alimentar perfidamente o coração das crianças. A inocência da infância vai quase desaparecer. Assim, vocações sacerdotais serão perdidas, será um verdadeiro desastre. Padres irão abandonar seus deveres sagrados e afastar-se do caminho traçado para eles por Deus.’ (Quito, Equador, 02 de fevereiro de 1634).

Nossas almas estão em perigo enorme de serem engolidas por essa onda formidável de apostasia e corrupção, que está devastando a Igreja e o mundo. Tão grande é o perigo que, antes de deixar-vos, eu me sinto compelido a corresponder mais uma vez ao desejo de Nossa Senhora e transmitir-vos suas advertências: ‘E assim, meus filhos, vós ireis passar isso para todo o meu povo’.

 AS TRÊS MENSAGENS

O conhecimento destas mensagens que citei ou referi (Quito, La Salette e Fátima) são tão importantes para a compreensão da terrível situação social e religiosa da humanidade em nossos tempos, que nós nos comprometemos a reproduzi-las, a fim de torná-las mais amplamente disponíveis para o maior número possível. ‘Quanto mais ela se espalhar, mais irá despertar um medo salutar e numerosas conversões para Deus’ (Melanie, vidente de La Salette).

Essas advertências de Nossa Senhora também tornam evidente para todos os católicos que o dever de manter a fé e manter a alma em estado de graça é muito mais exigente em nossos dias do que era no passado, por causa do maior poder dos demônios, da crise sem precedentes na Igreja, e do estado geral de corrupção e apostasia do mundo. A fim de manter a verdadeira fé e de manter a alma pura e limpa de qualquer pecado, o cristão terá então que fazer esforços especiais na prática das virtudes, na oração e na recepção dos sacramentos, assim como deixando as vaidades, prazeres e modas do mundo, que são a causa de todos os tipos de tentações e pecados.

A Irmã Lúcia falou ao Padre Fuentes sobre a necessidade de cada católico assumir para si o trabalho de sua própria santificação e não esperar por ajuda de Roma ou de assistência antes de começar. O que é uma declaração terrível para Roma vinda da vidente de Fátima. Quando pensamos nisso, como são relevantes para as nossas próprias vidas quando vemos a falha completa da hierarquia modernista romana em levar almas para Cristo!

‘Padre, não devemos esperar que um apelo ao mundo venha de Roma por parte do Santo Padre, para fazer penitência. Também não devemos esperar que o apelo à penitência venha de nossos bispos em nossa diocese, nem das congregações religiosas. Não! Nosso Senhor já usou muitas vezes estes meios e o mundo não prestou atenção. É por isso que agora, é necessário que cada um de nós comece a reformar-se espiritualmente. Cada pessoa deve não apenas salvar a sua própria alma, mas também as almas que Deus colocou em nosso caminho… O diabo faz tudo o que está em seu poder para nos distrair e tirar de nós o amor pela oração; seremos salvos juntos ou seremos condenados juntos’ . (Irmã Lúcia ao Padre A.Fuentes).

Que terrível risco correm aqueles católicos, por sua própria alma e pelas almas de seus filhos, que deliberadamente ignoram os avisos e pedidos de Nossa Senhora, negligenciam as orações, o rosário, e os sacramentos. Estes pobres católicos deixam que o espírito do mundo entre em sua casa; gradualmente tornam-se mornos e, pensando que são bons católicos, eles não veem mais o grande perigo que ameaça a si mesmos e suas famílias.

NÃO SIGAIS A NOVA RELIGIÃO, NÃO SIGAIS A MODA

Então, meus caros amigos, tende cuidado e ouvi com atenção: não sigais os clérigos modernistas e sua nova religião, nem aqueles que se comprometem com eles! Não sigais o mundo e suas modas, não deixeis vossos filhos queridos serem corrompidos pelo sistema escolar, pela televisão, pelas más companhias, pela música ruim, pela má literatura.

Mais uma vez, vamos prestar atenção ao aviso de Nossa Senhora: ‘Virá um tempo em que certas modas ofenderão muito Nosso Senhor. As pessoas que servem a Deus não devem seguir essas modas.’ (Nossa Senhora de Fátima, 1917).

Estas ‘certas modas’ são as de hoje que estamos denunciando ‘na estação, fora da estação’, porque muitos perderam o senso de decência e ignoram completamente a nobreza e o valor da modéstia. Poucos ouvem as advertências de Nossa Senhora! É muito mais fácil seguir as modas do mundo, a fim de evitar ser tido como ‘antiquado’, ‘tacanho’, ‘fanático’, e assim por diante. Então muitos católicos, infelizmente, acham que esta questão de moda é uma questão sem importância, e nós poderíamos ter concordado com eles, se a Virgem Maria, São Paulo, os Papas e tantos santos não tivessem insistido tanto sobre este assunto, indicando que ele está longe de ser apenas uma ninharia.

Aqui está o que Jacinta, repetindo quase palavra por palavra da advertência de Nossa Senhora, tem a dizer sobre isso: ‘Os pecados que lançam a maioria das almas para o inferno são os pecados de impureza. Certas modas que serão inventadas irão ofender muito Nosso Senhor. As pessoas que servem a Deus não devem seguir essas modas.’

UM PLANO MAÇÔNICO

Aqui reside a chave para este mistério ou lógica mencionada acima. Como é possível que essas modas que ofendem muito Nosso Senhor, e que eram antes a marca distintiva da profissão mais famosa do mundo, têm vindo a ser adotadas por famílias cristãs? A pequena Jacinta, inspirada por Nossa Senhora, responde a questão e nos diz que essas modas serão inventadas. Estejamos bem conscientes, meus caros amigos, que foram inventadas pelas seitas Maçônicas, que têm a intenção de servir ao diabo e de destruir a Igreja Católica. Por favor, prestai especial atenção ao que eles têm a dizer sobre essa invenção diabólica que eles têm fomentado em suas Lojas:

‘O catolicismo não teme uma espada muito afiada mais do que as monarquias temiam. Mas estes dois fundamentos da ordem social podem entrar em colapso sob a corrupção; nunca nos cansemos de corrompê-los. Tertuliano estava certo em dizer que do sangue dos mártires nascem cristãos; não vamos fazer mártires; mas vamos popularizar o vício entre as multidões; que eles possam respirar isso por meio de seus cinco sentidos; que eles possam beber e ficar saturados. Faça corações perversos e não haverá mais católicos.

É a corrupção em grande escala que empreendemos… a corrupção que deve um dia permitir-nos conduzir a Igreja à sua sepultura. Ultimamente, eu ouvi um dos nossos amigos rindo filosoficamente sobre nossos projetos, dizendo: ‘Para destruir o catolicismo, devemos acabar com as mulheres.’ A ideia é boa de certa forma, mas já que não se consegue se livrar das mulheres, vamos corrompê-las com a Igreja. Corruptio optimi, pessima. A melhor adaga para atacar a Igreja é a corrupção.’ (Carta de Vindice para Nubius; [pseudônimos dos 2 líderes da Alta Venda Italiana] datada de 09 de agosto de 1838.)

Esta carta revelando a invenção diabólica denunciada por Jacinta foi escrita apenas oito anos antes da mensagem de Nossa Senhora em La Salette! Nós temos a forte impressão, ao ler a mensagem de La Salette e esta carta de Vindice, de que Nossa Senhora, em certo sentido, fez o último alerta público à Igreja e a todos os católicos contra o perigo vindo deste ataque vicioso e diabólico feito pelos Maçons. É uma pena que tantos católicos desistiram desta batalha pela modéstia quando os Maçons não desistiram! Se para os católicos liberais a modéstia não tem importância, certamente não é assim para eles! Esta citação de uma carta escrita noventa anos depois da de Vindice, mostra a determinação e a tenacidade impressionante com as quais eles têm feito frutificar o seu plano:

‘A religião não teme a ponta da adaga, mas pode desaparecer sob a corrupção. Não vamos nos cansar de corrompê-la: nós podemos usar um pretexto como esporte, higiene, saúde. É necessário corromper, que nossos meninos e meninas pratiquem o nudismo no vestuário. Para evitar muita reação, seria preciso progredir de forma metódica: despirem-se, em primeiro lugar até o cotovelo, em seguida, até os joelhos, em seguida, braços e pernas completamente descobertos, mais tarde, a parte superior do tórax, os ombros, etc. etc.’ (Revista Internacional da Maçonaria, 1928).

A realização de um plano diabólico para destruir vossas famílias, a sociedade e a Igreja Católica. Este colapso de todos os valores morais, que destroem tudo que leva o nome de Cristo, foi anunciado por Nossa Senhora para os tempos em que estamos agora. É por isso que, depois de termos sido informados desse plano maçônico e das mensagens de Nossa Senhora, já não podemos ingenuamente pensar que essas ‘novas modas’ são apenas o resultado normal das mudanças na sociedade e que elas não são tão seriamente erradas quanto eram antes! Não, meus caros amigos, não sejais seduzidos pelo canto das sereias dos tempos modernos e não penseis que esta maré suja, que tem devastado nossos países ocidentais e a Igreja é uma evolução dos costumes inocentes que podemos seguir impunemente.

É por isso que, com Maria e por Maria, peço-vos novamente, pela santificação e salvação de vossas almas: ‘Não sigais essas novas modas, elas ofendem muito Nosso Senhor e elas levam as almas para o inferno’.

Ide, então, com confiança a esta fonte de graças que é o Sagrado Coração de Jesus, e Ele derramará Sua misericórdia em abundância nas vossas almas. Consagrai as vossas famílias ao Coração Sacratíssimo de Jesus e rezai o rosário todos os dias com toda a família. Lembrai-vos das palavras da Irmã Lúcia: ‘Agora é necessário que cada um de nós comece a reformar-se espiritualmente.’

 

 

Fonte: www.rainhamaria.com.br via Dominus Est

 


Busca


Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol