‹ voltar



MÍSTICA - Luz de Maria: Cristo revelou-me esta Palavra

n/d

Cristo revelou-me esta Palavra:

- ‘Minha Amada Filha, para onde estais a olhar?’

Estou a olhar para Ti, ó Glorioso Cristo.

- ‘E agora, para onde estais a olhar?’...

Vi que na Sua mão direita carregava a humanidade e que muitas criaturas humanas viravam as costas a Cristo. Vi que na Sua mão esquerda segurava a Terra e junto à humanidade dominavam as trevas. Depois olhei para a Terra, que havia passado da palma da mão para a ponta do dedo indicador de Cristo.

Disse-me Cristo:

- ‘Minha Amada, a humanidade mantém um canal de vibrações que emite à Terra e esta recebe a indiferença do Homem. Este atrai sobre a Terra o desequilíbrio dentro da Criação, dentro do Universo e a Terra é afetada como parte deste sistema.’

Depois levou-me a olhar para como a humanidade envia à Terra, algo semelhante a uma projeção da própria humanidade: os seus sentimentos, as suas obras e ações. Estes materializam-se em vibrações semelhantes às que são transmitidas pelas ondas de frequência nas comunicações. Estas ondas ao chegarem à Terra, faziam-na vibrar e mover-se, as águas irrompiam pela costa e o sol e a lua já não iluminavam, porque a Terra oscilava.

Em seguida, perante esta visão que me fez estremecer, disse-me:

- ‘Dizei aos Meus Filhos: todos os Meus filhos Me compreendem com a visão da alma; alguns compreendem-Me na verdade e outros deturpam-Me. Nalgumas criaturas prevalece a intelectualidade, limitando-se elas próprias a buscar-Me e compreender-Me; outras, devido ao egoísmo que reina dentro delas, unem os sentidos à intelectualidade que não se separam, ficando presas à razão, sem se permitirem conhecer-Me a cada instante que passa. Viram-Me as costas porque encontram as suas respostas na ciência, nas suas deduções pessoais e escondem-se do Meu Amor, criando as suas próprias regras para se desculparem perante os irmãos quando lhes perguntam por Mim. Os Homens: Os Meus filhos, não olham para mim, nem conseguem olhar para a realidade em que vivem, porque a sua consciência se encontra totalmente perturbada, agitada pelo que desejam egoisticamente para eles próprios. Os gostos pessoais fazem-nos criticar constantemente os outros, a raiva assola-os quando aqueles que os rodeiam não são como desejam. São facilmente irritáveis e suscetíveis a tudo e a todos. Por isso não conseguem estar conscientes da realidade em que vivem e continuam cegos para tudo o que está fora do seu alcance. Estas criaturas não olham para Mim, nem para a realidade deste momento, que é o momento decisivo, antes de se enfrentarem a si mesmas.’

‘Dizei-lhes, Minha Amada, que quando a razão é silenciada para regressar à Minha Verdade, a mente é purificada, assim como o coração e os sentidos. Abençoo o Homem para este raciocinar e libertar a alma da escravidão. A razão purificada é sabedoria e confere à criatura um coração puro. Tomo estas criaturas de coração puro para que partilhem pelo caminho a Minha Palavra e as Minhas Revelações, necessárias para que a humanidade escute, veja e sinta no seu interior, a ansiedade e a necessidade com que vive por estar constantemente afastada de Mim.

Dizei-lhes, Minha Amada, que as almas escolhem livremente, e que Este Cristo precisa da plena consciência daqueles que se chamam Meus Filhos, Meus Seguidores, Meus Discípulos, Meus Eleitos, Meus Amados, Meus Consagrados... Preciso de todos eles para despertar consciências e corações adormecidos pela indiferença e endurecidos pelos caprichos do pecado, algumas vezes, por omissão e outras vezes, por conveniência pessoal.’

O Divino Mestre continuou a falar comigo:

‘Amada, não são os tempos que marcam os acontecimentos, mas os acontecimentos assinalam o futuro, e nisto a humanidade tem vindo a trilhar o seu próprio destino, ao qual ela própria se tem agarrado na sua tolice e falta de humildade. Anuncia-lhes que Venho com uma vara de ferro para separar o trigo do joio, nas alturas em que o joio é abundante e a visão do homem não lhe permite olhar claramente para a matéria densa que o rodeia, impedindo-o até mesmo de dar conta da Minha presença. 

Os Meus verdadeiros filhos emitem paz, inspiram paz e exalam paz. Alguns homens auto denominam-se mediadores ou mensageiros da paz perante a humanidade, e não atingindo o seu objetivo diante dos homens, deixam claro que são apenas mais uma parte da miséria reinante. Até lá, repito que a ganância seja banida do ser humano,... a unidade fará com que o ser humano se reconheça como Meu filho, já que perante Mim, são todos Meus filhos. A criatura humana é que tem criado divisões e, portanto, neste momento ouvem-se rumores de guerra, até deixarem de ser rumores e a guerra se espalhar pela humanidade num abrir e fechar de olhos.’

‘Minha Amada, conheceis a Minha omnipotência, mostrei-vos como foram destruídas Sodoma e Gomorra devido à sua maldade e como a Minha Casa agiu sobre elas. Se fosse da Minha Vontade, destruiria este planeta num segundo. Ha…! Mas o Meu Amor e a Minha Paciência são a Minha Perfeição, por isso deixo nas mãos do Homem, e a seu livre arbítrio, o seu próprio destino, mas não sem antes adverti-lo das calamidades que chegam à humanidade devido à loucura e rebeldia sem precedentes desta geração.’

Cristo pediu-me:

‘Falai-lhes de quanto Esperei, da Minha sede de almas e do Meu desejo de que todas as criaturas humanas estejam conscientes da responsabilidade em conquistar almas. Falai-lhes da consciência que devem manter para agir e trabalhar pela paz. Dizei-lhes, Minha Amada, como Eu enfrentei as injustiças, calúnias, ofensas e um repúdio aos da família do Meu sangue. Diz-lhes para não temerem porque Eu Virei para auxiliar aqueles que padecem por Minha causa. Dizei àqueles que são perseverantes, que para a maioria Sou Mistério. Para aqueles que são perseverantes, Sou o Mistério do Amor revelado na sua alma. Lembrai-os que o Meu Reino permanece diante de cada homem, a quem Dei a Minha bênção para descobri-lo. Estou dentro e fora de cada um, revelo-Me a quem me procura consciente de quem Eu Sou. Esconde-me de si próprio aquele que Me rejeita e não Me procura. Sois a Minha Luz, todos vós sois a Minha Luz. Estou presente em cada um de vós, mas viveis tão dispersos no mundano e nos vossos falsos deuses, que Vos falo e os vossos ouvidos não Me escutam... Eu sou ar, fogo, terra e água, mas a inconsciência do Homem subestima-Me e não Me dá a glória que devia dar-Me.’

Cristo continua a dizer-me:

‘Amada, olhais para Mim, reconheceis-Me e sabeis que te ensino Verdades, não para que as escondais, mas para as partilhardes com os teus irmãos. Sabeis que Sou mais do que uma crença cega, Sou liberdade para que Me amem sem limites, para que Me amem porque Me conhecem e Comigo se relacionam, no Meu Amor.’

‘Falai-lhes do Meu sofrimento ante a desobediência e rebeldia humana. Dizei-lhes que a Criação foi o grande presente de Meu Pai para o ser humano..., mas deformaram-na e esta quer voltar ao seu estado normal segundo a Vontade de Meu Pai. Como resultado, a Terra irá renovar-se a si própria e neste processo, a humanidade como as gerações anteriores, tomará sobre si a dor, tragédia, angústia e arrependimento pela desobediência à Nossa Divindade, fruto da má utilização da liberdade humana e do uso desmesurado da ciência mal empregada. Partilha que vistes o Brasil devastado pela água do mar, entre outras nações. Falai-lhes da dor, do sofrimento dos Estados Unidos, dizei-lhes que as alianças serão quebradas. Falai-lhes da Minha Igreja e da sua purificação e do sofrimento de todas as Nações. Assegurai-lhes que Virei pelos Meus Filhos; as Minhas Legiões anunciarão a Minha chegada e os Meus receber-Me-ão com alegria. Com dor vou olhar para aqueles que Me desprezaram: procurarão esconder o seu rosto diante a Minha Presença. Dentro da liberdade humana, cada ser humano terá escolhido entre o bem e o mal. Partilhai a Minha proximidade com a consciência do homem, de cada um em particular. Falai sobre os rios de sangue que serão espalhados pela Terra, diante de um cientista que provocou conscientemente a destruição da humanidade, desafiando-Me, e que na sua loucura, levará todas as criaturas à face da Terra a sofrer.

Não Sou implacável, aguardei que os homens despertassem; o Meu amor é infinito, como infinita é a Minha Justiça. A humanidade lançou-se sobre a Minha Justiça e sobre as trevas com más ações, escrutinou as Minhas Palavras em busca da escuridão e, apesar da Minha Luz ser resplandecente, a humanidade está cega pelo seu próprio egoísmo.’

‘Minha Amada, dizei aos teus irmãos que os Espero com Amor Eterno. O Meu Amor não os rejeita como os laboratórios o fazem com embriões. EU SOU O QUE SOU, ETERNO, PRINCÍPIO E FIM. Dizei-lhes que os Espero no Sacrário, dizei-lhes que venham a Mim sem medo, mas com a verdade, sem dissimulações, dizei-lhes que Estou presente em todas as Hóstias Consagradas. Eu sou o alimento da alma e do espírito para todo o sempre.

Dizei-lhes que Sou o Pão da União para todos os que desejam viver conscientes da necessidade da Minha Presença em cada um dos Meus. AMO-OS, DIZ-LHES QUE OS AMO. DI-LO.’

Jesus.

 

Em 9 de fevereiro de 2014.

Extraído do site: www.revelacionesmarianas.com

 


Busca


Domingo, 24 de Setembro de 2017





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol