‹ voltar

'Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal; que fazem da escuridão, luz e da luz, escuridão; põem o amargo por doce e o doce por amargo.' (Isaías 5, 20)


Halloween As profanações satânicas que ocorrem a cada 31 de outubro

n/d

Por trás do que pode parecer, para alguns, algo inofensivo, esconde-se uma artimanha demoníaca, disfarçada de brincadeira, que visa capturar crianças da mais tenra idade para capitaneá-las para promoverem os sórdidos objetivos do inferno aqui na Terra.

Estupefatos, assistimos ao êxito desta funesta e sinistra cilada espiritual, que envolve crianças e pais destas crianças, pois são estes últimos os apoiadores e os financiadores desta ‘celebração’ dos mortos. Mas qual a razão da aceitação desta ‘brincadeira’ sugerida pelo maligno para nossas crianças?

 

Achando ‘bonitinho’ ver seu filho vestido de monstro, bruxa, e todas as imagens relacionadas ao mal, aos demônios e ao inferno

n/d

 

É assim que pensam certos pais: que seu filho ou sua filha vão ficar ‘bonitinhos’ vestidos de imagens aterrorizantes, imagens que têm por finalidade causar terror e medo, por estarem associadas diretamente às trevas. Não há nada de belo nisto. É triste e deprimente. Primeiro porque o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus (Gênesis 1, 26-27) e buscar afastar-se desta semelhança definida pelo Criador para adotar para seu próprio corpo imagens que lembram o maligno e seu reino de trevas, como demônios, bruxas, lobisomens, vampiros e outros, é o atestado de que aquela alma se compraz e se alegra com o reino da morte e não com o Reino dos Céus.

Não, irmãos! Está faltando discernimento. O profeta Isaías já menciona:

‘Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal; que fazem da escuridão, luz e da luz, escuridão; põem o amargo por doce e o doce por amargo.' (Isaías 5, 20)

Nem tudo o que nos é oferecido pelo mundo nos convém. E o Halloween é uma destas ofertas que o cristão tem por obrigação rejeitar.

Esta é a primeira profanação satânica que ocorre no Halloween: a profanação do próprio corpo, a profanação do corpo de uma criança, de um inocente, que sequer sabe a gravidade espiritual que está cometendo, e cuja responsabilidade pesa de forma consideravelmente maior sobre seus pais, que bem sabem o que estão fazendo, mas que, por tibieza (falta de fé, de fervor) ou falta de observância da Lei de Deus, ou ainda descaso para com Esta, ignorando Suas Santas Palavras na Bíblia, dão deliberadamente às costas ao Divino para aceitar com as duas mãos o profano que lhes vem servido como bebida atraente para embriagá-los neste banquete servido generosamente pelo mundo.  

‘Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?  Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.’ (1 Coríntios 6, 19-20)

 

Nem ingênua nem festiva - A cultura do Halloween, da qual participam levianamente muitas populações, esconde rituais de sangue e morte, tanto de animais quanto de humanos

É serio: por trás da ‘festa’ do Dia das Bruxas, existe a morte. Morte de animais e de humanos. Estas mortes  são praticadas como oferendas aos demônios. O Halloween, na sua origem, é uma festa pagã de berço celta, que era chamada de ‘Samhain’ (O ritual de Samhain é o primeiro e último ritual da Roda, ou seja, ele abre e fecha o ciclo de celebrações do povo celta e por isso é considerado o 'Ano Novo' dos bruxos, é a noite de maior celebração no calendário celta). 

Antes de o mundo vir a conhecer o Deus cristão, o culto aos espíritos ancestrais e antigos deuses era comum à maioria dos povos da Terra. Em nossos dias, tanto no calendário pagão do movimento neo-pagão, como na bruxaria, no satanismo e no Luciferianismo, o Halloween é uma das datas mais importante do ano.

Só que muitos cristãos não param para buscar informações e pensar com profundidade sobre estas coisas. E, assim, vão incorporando culturamente tradições que não lhes correspondem, por não derivarem da cultura judaico-cristã, mas serem oriundas da cultura de povos pagãos, que eram essencialmente satanistas.

Este é um pecado gravíssimo que ocorre, muito além da profanação: o pecado contra o quinto mandamento: NÃO MATAR. Por tras da sua comemoração, há cheiro de sangue, há uma mística que ocorre, sob a forma ritualística, para alimentar os espíritos malignos dando a eles cada vez mais força e poder para agirem aqui na Terra. Ofertar vidas humanas aos demônios: esta é a blasfêmia seriíssima.

Relacionei, aqui abaixo, links para mostrar que não estamos tratando de teorias conspiratórias, mas de fato, que ocorria na antiguidade e continua ocorrendo durante o Halloween nos dias atuais.

 

Sacrifícios humanos:

Entrou em seita satânica na Colômbia e testemunhou sacrifícios humanos no Halloween

Sacrifícios animais:

Na Hungria, gatos pretos têm proteção contra sacrifícios no Halloween

Gatos pretos torturados em rituais

 

A maior das profanações que ocorre no Halloween: a profanação de hóstias consagradas, a profanação do Corpo de Cristo

n/d

 

Alguns links para leitura:

Satanistas roubam hóstias e animais para usá-los no Halloween

Em véspera de Halloween profanam Sacrário em Yucatán

 

A profanação do Corpo de Cristo nas hóstias consagradas NÃO será perdoada aos homens, porque é o pecado contra o Espírito Santo de Deus, é a blasfêmia da qual nos fala o apóstolo Mateus (Mt 12, 30-31).

‘Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha. Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens.’ (Mateus 12, 30-31)   

Mas isto os satanistas já sabem, e pouco se importam, afinal, estão comprometidos totalmente com o diabo para esta vida e para a eternidade...

Mas e você, que é cristão, como poderá aceitar uma ‘brincadeira’ para seus filhos, netos, sobrinhos, sabendo que é um engendro de satanás para aliciá-los, desde jovens, para tornarem-se simpáticos ao reino do mal?

Há aí a intenção de agradar conscientemente aos mundanos, aos ateus, e, inconscientemente, de desagradar a Deus?

Como continuar permitindo que seu familiar participe desta ‘festa’ que não tem nada de ‘festiva’ mas está associada ao que acontece nos porões dos antros onde são realizados os rituais, as profanações, abusos, orgias, torturas, mortes, tudo isto oferecido aos demônios?   

Agora, me responda, sinceramente falando: depois de tudo que foi dito acima, ainda terias motivação para desejar a alguém um ‘FELIZ DIA DAS BRUXAS’ ou ‘FELIZ HALLOWEEN’?

n/d

‘Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.’ (Filipenses, 4, 8)

‘Meus irmãos, eu vos peço pela misericórdia de Deus que ofereçais os vossos corpos como uma oferta viva, santa e agradável a Deus. Que este seja o vosso culto espiritual. Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do espírito, para chegardes a conhecer qual seja a vontade de Deus, a saber, o que é bom, agradável e perfeito.’ (Romanos 12, 1-2)


'O Halloween é uma armadilha do Demônio. Trata-se de uma coisa pagã, anticristã e anticatólica…' (Padre Gabriele Amorth)


 

Veja também:

 

Halloween: A festa do Inferno

 

O satânico Halloween explicado pelo Padre Paulo Ricardo (Vídeo)

 


Busca


Domingo, 18 de Novembro de 2018





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol