‹ voltar



BREVE CRÔNICA DE UM GOLPE DE ESTADO MAÇÔNICO NA IGREJA: ESTUDO JURÍDICO-TEOLÓGICO DA RENÚNCIA DE BENTO XVI (Por Juan Suárez Falcó)

n/d

‘Resumo: Neste estudo, queremos mostrar que a renúncia de Bento XVI não foi uma renúncia ao Papado, mas apenas a seu ministério como bispo de Roma. Ele manteve, portanto, o officium e o munus petrino, por isso acreditamos que, desde então, ele segue sendo o Papa, o único Papa válido e legítimo da Igreja. Foram circunstâncias especialmente graves as que o levaram a fazer esse movimento tático (um golpe de estado orquestrado pela Maçonaria, dentro e fora da Igreja) e que têm sido divulgadas publicamente com conta-gotas, em diferentes jornais e por jornalistas bem informados. Vamos tentar expô-las sinteticamente neste documento. Também estudamos desde o ponto de vista jurídico e teológico o alcance dessa renúncia.’ (Juan Suárez Falcó)

Para fidelizar o artigo original, em Espanhol, optamos por não traduzi-lo para o Português. O mesmo poderá ser lido direto na fonte, clicando no link abaixo:

 

 http://comovaradealmendro.com/wp-content/uploads/2017/02/eebbe61d-7a6e-4a39-8043-922dbce650f8.pdf


Busca


Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019







Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol