‹ voltar



Imagens religiosas permanecem intactas após enxurrada em Iconha, ES

 

Artigo:

Após enxurrada em Iconha, ES, fiéis relatam que imagens religiosas ficaram intactas

Segundo moradores, duas santas e um crucifixo foram encontrados no mesmo lugar que foram deixados, mesmo após a força da água mover móveis e até veículos.

 

Por Mônica Camolesi, G1 ES e TV Gazeta
23/01/2020 17h59 

Em meio ao cenário de destruição e sujeira deixado pela chuva que atingiu cidades do Sul do Espírito Santo na sexta-feira (17-01-2020), moradores e comerciantes contabilizam os prejuízos e tudo que foi perdido. Mas, para alguns fiéis, o desastre deixou para trás sinais que reforçaram a confiança no poder divino. Em alguns imóveis, os moradores garantem ter encontrado imagens de santas intactas, mesmo a após a passagem de uma enxurrada que arrastou móveis, carros e destruiu casas.

Moradora disse que imagem foi encontrada intacta em casa %u2014 Foto: Reprodução/ TV Gazeta.Moradora disse que imagem foi encontrada intacta em casa %u2014 Foto: Reprodução/ TV Gazeta. Debaixo de muita lama, a comerciante Raiani Paganini encontrou a imagem de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa inteira.

“Quando a gente chegou aqui, que a gente viu o balcão todo destruído, não tinha nada em cima do balcão, só tinha lama, lama, lama. A gente foi apalpando o balcão e vendo se conseguia resgatar alguma coisa. A Nossa Senhora estava no meio da lama."

Para ela, só algo sobrenatural pode explicar como a imagem, tão pequena e frágil, resistiu à força da natureza.

“Isso é demais, porque [a enxurrada] mexeu com um balcão super pesado, e uma imagem tão pequena a correnteza não levou. É conforto para a gente, para seguir em frente, para o município inteiro ter força de reconstruir, de ter fé que ela sempre está aqui e não desampara a gente, disse.

A aposentada Eliane Figueira e outras oito pessoas se abrigaram no telhado da casa onde moram, enquanto a água não parava de subir dentro da residência. Quando o volume baixou dentro do quarto dela, nada estava no lugar, a não ser o altar de Nossa Senhora de Fátima, segundo ela.

“Tudo foi revirado dentro do quarto. Tudo, tudo, tudo. Mas nem o terço saiu da mão dela. Ela ficou coberta de água. Na hora que abri a janela aqui e vi, falei ‘não acredito’”, lembrou a aposentada.

Crucifixo permaneceu no mesmo lugar, segundo moradora %u2014 Foto: Reprodução/ TV Gazeta.Crucifixo permaneceu no mesmo lugar, segundo moradora. Foto: Reprodução/ TV Gazeta.

No distrito de Bom Destino, interior de Iconha, a comerciante Cláudia Bayerl também relatou uma experiência parecida. A água chegou quase no teto da casa, e a única coisa que ficou no lugar foi uma cruz.

“Da maneira que eu deixei, quando cheguei em casa no outro dia, ele estava no mesmo lugar. Com certeza vamos recomeçar e conseguir tudo de novo”, disse.

Diante desses relatos, os mais religiosos não têm dúvidas de que contaram com uma proteção especial. “Deus não desampara a gente. Ele sustenta, ele fica na sua vida. Pode ir tudo. Podem ir os bens materiais, mas ele fica. A presença dele, a presença de Nossa Senhora, ficam na nossa vida”, concluiu Raiani.

Situação de Iconha

Iconha foi um dos municípios mais afetados pelo chuva em todo o Espírito Santo. Junto com Vargem Alta, Alfredo Chaves e Rio Novo do Sul, a cidade está sob decreto de estado de calamidade pública.

Quatro das sete mortes provocadas pelas chuvas aconteceram no município, que tem mais de 1 mil pessoas fora de casa.

 

 

Veja o vídeo desta reportagem direto no endereço de origem:

https://g1.globo.com/es/espirito-santo/noticia/2020/01/23/apos-enxurrada-em-iconha-es-fieis-relatam-que-imagens-religiosas-ficaram-intactas.ghtml

 

n/d

 

 


Busca


Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2020







Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol