‹ voltar

'O prudente percebe o perigo e busca refúgio; o incauto, contudo, passa adiante e sofre as consequências.' (Provérbios 22, 3)


O colapso do sistema em que vivemos - Você está percebendo?

Diante da notícia abaixo, devemos parar e pensar sobre quais os rumos que a vida humana, a sua, a minha, a vida de todos, está tomando neste planeta. Se você está apostando todas as suas fichas neste sistema que está aí (está investindo em formação profissional própria ou para seus filhos, para exercer(em) suas atividades no mercado de trabalho que este sistema tem para oferecer), ou se você está fazendo planos para você e sua família continuarem na dependência dos sistemas de saúde, segurança, educação, etc. que o seu governo tem para lhe oferecer, eu lhe faço um chamado: ESTÁ NA HORA DE ACORDAR!

O SISTEMA ESTÁ ENTRANDO EM COLAPSO!

 

Crise multiplica mendigos e até executivos viram sem-teto no Rio de Janeiro...  

(Leia todo o artigo no link  https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2017/08/06/crise-multiplica-mendigos-e-ate-executivos-viram-sem-teto-no-rio.htm )

Não se trata ‘apenas’ de uma crise passageira, não, como querem nos fazer crer, para que a ‘ordem’ continue se mantendo e não haja ebulições sociais por toda a parte. O que os governos nunca lhe dirão é que o modelo pelo qual a sociedade funcionava mais ou menos bem até agora não está conseguindo dar suporte ao vasto número de pessoas que dependem dele.

Pessoas com nível superior estão indo morar na rua da mesma forma que pessoas que não possuíam qualquer instrução já estavam lá, e isto devido ao mesmo motivo: não terem conseguido um emprego. Isto mostra o que? Que já não se trata de possuir qualificação, mesmo que você tenha alguns diplomas importantes, agora é o sistema que está expulsando o excedente... E esta expulsão está se dando, ou por questões de crise, ou por um novo motivo que surge no horizonte: a implementação da automatização nos postos de trabalho, substituindo pessoas por máquinas DE FORMA IRREVERSÍVEL.  

Veja por que o executivo de que trata o artigo abaixo trocou seu emprego no Facebook e resolveu adotar uma forma de vida distanciada do sistema, digamos assim. O que ele tem a dizer é muito importante para entendermos o que está ocorrendo neste momento na sociedade.

 

Ex-executivo do facebook larga tudo e prepara refúgio em ilha para sobreviver a 'apocalipse tecnológico'; algo está por vir?

(Extraído de http://www.libertar.in/2017/08/ex-executivo-do-facebook-larga-tudo-e.html)

Antonio Garcia Martínez.Antonio Garcia Martínez.
Será que algo está próximo de acontecer? O que nos escondem?

Antonio Garcia Martínez, de 40 anos, vivia no epicentro da revolução digital, mais precisamente no Vale do Silício, região próxima de San Francisco, nos Estados Unidos, onde estão as sedes de algumas das principais empresas de tecnologia do mundo. Mas desde 2015 ele mudou radicalmente de vida ao chegar à conclusão que estaríamos prestes a enfrentar um ‘apocalipse tecnológico’.

Martínez afirma que o avanço da tecnologia - em especial, da combinação entre automação e inteligência artificial - mudará radicalmente a economia global e fará com que empregos desapareçam em escala massiva.

Dentro de 30 anos, metade da humanidade não terá trabalho. E a coisa pode ficar feia, pode haver uma revolução. É por isso que estou aqui’, diz ele em entrevista à BBC ao desembarcar armado com um fuzil em uma ilha próxima a Seattle, no noroeste americano, onde está criando um refúgio para se proteger caso a previsão se confirme.

Em San Francisco, eu vi como o mundo será daqui cinco a dez anos. Você pode não acreditar que está vindo, mas está - e tem a forma de um caminhão que dispensa motorista.’


 

O refúgio fica em uma pequena ilha na costa noroeste dos EUA (Foto: BBC)O refúgio fica em uma pequena ilha na costa noroeste dos EUA (Foto: BBC)


Martínez fez carreira no setor ao fundar uma empresa de anúncios online, que vendeu para o Twitter, e ir trabalhar no Facebook. Hoje, dedica boa parte do seu tempo a um terreno de cinco hectares no meio da floresta em Orcas, uma pequena ilha na costa do Estado de Washington, próxima da fronteira norte do país.

Por enquanto, seu refúgio não parece ser grande coisa. Há apenas uma barraca, um gerador de energia, um balde onde faz suas necessidades, além de fios e painéis solares ainda não instalados. O acesso só é possível por uma estrada de terra, usando veículos com tração nas quatro rodas.

Ninguém conhece aqui. E dá para ir nadando ou de caiaque até o Canadá se a situação exigir’, diz ele sobre os motivos que o levaram a escolher a região para montar seu abrigo, listando em seguida outras vantagens: ‘clima ideal, uma grande comunidade, produção de alimentos autossustentável, e consigo defendê-lo caso as coisas saiam dos trilhos por um tempo.’

Munição, a 'moeda do novo mundo'

Martínez deixa claro que será capaz de fazer isso ao atirar com uma AR-15 contra latas e garrafas de plástico que fazem as vezes de alvos improvisados à distância - e acertar todos eles. ‘Há 300 milhões de armas nos Estados Unidos, uma para cada homem, mulher e criança, e a maioria delas estão nas mãos das pessoas que perderão seus empregos’, afirma. ‘Garanto a você que munição será a moeda corrente desse novo mundo.’

Local no meio da floresta ainda tem poucas instalações, como esta barraca (Foto: BBC)Local no meio da floresta ainda tem poucas instalações, como esta barraca (Foto: BBC)

Ele não é o único a prever o desaparecimento em massa de muitos postos de trabalho. O pesquisador Carl Frey, da Universidade de Oxford, acredita no mesmo.

Ele estima que 35% dos empregos no Reino Unido corram risco de desaparecer nos próximos 20 anos com a criação de robôs capazes de realizar as mesmas funções. Esse índice é ainda maior nos Estados Unidos, onde chega a 47% - e ultrapassa 50% em países em desenvolvimento.

Por isso, o americano garante que outros no Vale do Silício estão tomando as mesmas precauções.

Eles têm suas próprias estradas, compram terrenos, têm um monte de armas, poços artesianos e tudo mais. É algo como o que tenho, talvez menos rústico, menos hippie, mas bem parecido.’

Dívida

De fato, Reid Hoffman, cofundador da rede social LinkedIn, estimou em uma entrevista à revista The New Yorker que cerca de metade dos bilionários da região têm algum tipo de ‘seguro contra o apocalipse’.

Mas e quanto ao restante das pessoas que não têm uma fortuna para investir em refúgios assim? Martínez garante não se preocupar com isso: ‘A vida é curta, e nós morremos sozinhos.’ Ele afirma que sua maior contribuição é divulgar sua previsão e contar sobre seus preparativos. ‘A única dívida que nós profissionais da tecnologia temos é essa. Poucas pessoas estão falando sobre isso e informando o público em geral’, diz. ‘A tecnologia vai acabar com empregos e abalar economias antes mesmo que a gente seja capaz de reagir, e deveríamos estar pensando sobre isso.’ 

 

Ordo ab Chao

O caos reinante nas sociedades, como poderá parecer a alguns, não é algo resultante de um processo natural e espontâneo. Para entender isso, eu convido a olharem muito além da ótica da Política e da Economia de seus governos, porque por trás de gestões governamentais de ‘a’, ‘b’ ou ‘c’, existe a ‘mão’ que manipula com interesses escusos e está conduzindo os destinos da humanidade. Falo daqueles que irão ‘lucrar’ com os resultados da implantação da ‘Ordo ab Chao’.

A águia de duas cabeças, o Ordo Ab Chao, lema do 33º grau da Maçonaria.A águia de duas cabeças, o Ordo Ab Chao, lema do 33º grau da Maçonaria.

Ordo ab Chao’ é um famoso dito escocês antigo aceito pela Maçonaria, que quer dizer – Ordem Vinda do Caos. Funciona assim: Crie o caos e então ofereça uma maneira para restabelecer a ordem. Sua ordem.

E para apresentar uma Nova Ordem é necessário implodir a ordem atual, trazer a desordem e o caos, implantar o medo (terrorismo). Fazer as pessoas clamarem por um líder capaz de ‘colocar as coisas nos devidos lugares’ mesmo que estes lugares sejam ‘outros lugares’, contanto que tenham de volta a paz que lhes foi arrebatada, sob a figura de uma ‘falsa paz’ que vem para iludí-los .

Criar uma situação sabendo que a consequência desta levará ao objetivo planejado, o que implica em agrupar as massas e dirigi-las por muitas e variadas formas de controle mental e emocional, é a especialidade dos engendradores deste processo de demolição da atual sociedade, como nós a conhecemos. Os Iluminat (A Nova Ordem Mundial) trabalham exatamente desse jeito. Eles lançam uma situação e em seguida oferecem a solução com os parâmetros que eles determinam. E isto servirá para introduzir uma nova figura no cenário mundial.

O caos mundial levará a clamarem por um Messias

E aí eu vou lhe dizer o que você provavelmente já ouviu falar: que um homem de carisma, charme, diplomacia e inteligência superior irá surgir no cenário mundial como um salvador. Ele aparentemente possuirá uma sabedoria transcendental, que lhe permitirá resolver os problemas e oferecerá soluções para muitas das questões mais desconcertantes de hoje. Sua popularidade irá se espalhar, e entre fãs e seguidores estarão jovens e adultos, religiosos e não religiosos, homens e mulheres. Os programas de Talk show  irão  entrevistá-lo, os  âncoras das tvs cobrirão seus movimentos, os estudiosos aplaudirão sua habilidade excepcional para resolver tudo o que tem  escapado a todos nós, e os pobres irão se curvar à sua mesa. Ele terá, em todos os aspectos humanos, as melhores ideias para sociedade. Como Jesus Cristo foi a ‘semente da mulher’ (Gênesis 3:15), ele será a ‘semente da serpente.’ Sua vinda sob a forma de um homem, apesar de estar predita em várias passagens bíblicas, vai enganar a grande maioria; as massas não irão reconhecê-lo imediatamente pelo que ele realmente é: a ‘besta’ do Apocalipse 13:1.

n/d

Percebendo o momento presente

Imagine agora você dentro de um prédio em que ‘alguém lá fora’ está fazendo as paredes se balançarem? É assim que estão se sentindo as pessoas que estão atentas aos acontecimentos atuais no mundo: as estruturas de sustentação desta sociedade estão sendo sacudidas e em breve irão desmoronar.

Mas isto ainda não será tudo. Imagine agora puxarem o assoalho deste prédio e fazerem-no se mover e se desconstruir sob seus pés!!! Imagine ‘ficar sem chão’? Deve ser esta a sensação que teremos quando o dinheiro for erradicado no mundo, e em seu lugar nos apresentarem, como única possibilidade para continuarmos inseridos na ‘sociedade da Nova Ordem’, a obrigatoriedade de colocarmos um biochip no corpo, com todas as implicações que ele representa, as quais todos nós já conhecemos por conta dos avisos contidos na Palavra de Deus, a Bíblia.

Se eu fosse você, trataria já de sair de dentro deste 'prédio'...  Enquanto ainda se pode achar suas portas e janelas abertas, dando condição de que se passe para o lado de fora...

 

'O prudente percebe o perigo e busca refúgio; o incauto, contudo, passa adiante e sofre as consequências.' (Provérbios 22, 3)

 

 

 

Contribuição: Site Mulhervestidadesol

 

 

 

 

  

 

  

 

 

 

 

 


Busca


Domingo, 24 de Setembro de 2017





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol