‹ voltar



Raro fenômeno cósmico, chamado de “Estrela do Natal” será visto em 21 de dezembro de 2020

 

“E haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas.” (Lc 21, 25)

 

No final do ano, os astrônomos esperam ver um fenômeno cósmico raro chamado de “Estrela do Natal” no céu. Será causado pelo fato de Saturno e Júpiter se aproximarem a uma distância mínima, dando a impressão de quase colidirem, para se tornarem um ponto de luz super clara.

n/d Esses dois planetas já parecem estar muito próximos há algumas semanas, mas no final de dezembro eles estarão praticamente juntos para observadores da Terra. Isso acontecerá no dia 21 de dezembro de 2020, no dia do solstício de inverno, quando o horário do dia é o mais curto e a noite o mais longo (o contrário disso aqui no hemisfério sul). Júpiter e Saturno parecerão um “planeta duplo” pela primeira vez desde a Idade Média, escreve Forbes.

Patrick Hartigan, astrônomo da Rice University, nos Estados Unidos, disse:

“As conjunções dos dois planetas são extremamente raras, mas esta conjunção particular é especialmente rara porque os planetas estarão muito próximos (visualmente) um do outro. Para observar uma conjunção tão próxima desses planetas no céu noturno, teríamos que retornar em 4 de março de 1226.”

Observa-se que o fenômeno celestial incomum pode ser observado de qualquer lugar do planeta. O principal é que o céu esteja sem nunves. A “Estrela do Natal” pode ser vista no céu ocidental cerca de uma hora após o pôr do sol, quando vista do hemisfério norte (no hemisfério sul será um pouco mais complicado, pois durante o verão o dia é mais longo).

Hartigan disse:

“Na noite de sua maior aproximação, 21 de dezembro, eles aparecerão como um planeta gêmeo, separados por menos de 1/5 do diâmetro da lua cheia. Para a maioria dos astrônomos amadores olhando para o céu noturno através de um telescópio, ambos os planetas e vários de seus maiores satélites estarão no mesmo campo de visão naquela noite.”

Aqueles que desejam ver Júpiter e Saturno convergirem no céu o mais perto possível, mas mais altos acima do horizonte, terão que esperar até 15 de março de 2080, disse Hartigan. Depois disso, uma configuração semelhante para este par planetário não será observada até 2400.

Astrônomos já estão preparando equipamentos para analisar em detalhes o próximo evento. Tudo é muito sério, porque a segunda reaproximação entre Júpiter e Saturno estará ainda muito longe.

Claro, não haverá uma colisão de planetas. Você tem a impressão de que algo terrível está para acontecer no sistema solar. Os astrônomos garantiram que não há motivo para preocupação.

A “Estrela do Natal” é um presságio do que está por vir? Marque em seus calendários!

 

Fontes: https://www.soulask.com/in-december-earths-inhabitants-will-be-able-to-see-a-rare-cosmic-phenomenon/amp/
https://www.ovnihoje.com/2020/11/24/em-dezembro-veremos-um-fenomeno-cosmico-raro/

Busca


Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2021







Acessos




Mulher Vestida de Sol