‹ voltar

“E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai não vos perturbeis; porque forçoso é que assim aconteça; mas ainda não é o fim.” (Mateus 24, 6)


“... GUERRAS E RUMORES DE GUERRAS...” (Mt 24, 6) Pentágono anunciou possibilidade de guerra nuclear com Rússia ou China

n/d

05/02/2021

O chefe do Comando Estratégico das Forças Armadas dos Estados Unidos, almirante Charles Richard, avaliou a possibilidade de uma guerra nuclear com a Rússia ou a China. Ele acredita que tal conflito é perfeitamente possível e está confiante de que Washington deve mudar sua abordagem de dissuasão nuclear neste contexto. Ele escreveu sobre isso em um artigo para a publicação oficial do Instituto Naval dos Estados Unidos.

Segundo ele, desde o colapso da URSS, o Pentágono não teve que considerar a possibilidade de um confronto militar direto com uma potência nuclear, mas agora a situação mudou.

Richard disse:

“Há uma possibilidade real de que uma crise regional com a Rússia ou a China possa rapidamente se transformar em um conflito com o uso de armas nucleares, se, na opinião deles, em caso de derrota com o uso de armas convencionais, houver uma ameaça para a ordem política ou ao estado.”

Ele acrescentou que Washington não deve descartar a possibilidade de uso de armas nucleares por potenciais adversários.

Segundo o almirante, Rússia e China teriam começado a seguir uma política agressiva enquanto o Departamento de Defesa dos Estados Unidos se concentrava no combate ao terrorismo. Ele disse que os países estão desafiando as normas internacionais usando a força “invisível desde o auge da Guerra Fria”, e pediu que tais ações não fiquem sem resposta.

Ele também ressalta que o Departamento de Defesa dos EUA agora está ignorando a ameaça de conflitos nucleares devido à mudança na ênfase na luta contra o terrorismo.

Em uma entrevista ao The Washington Times, o almirante explicou que seu artigo tem como objetivo encorajar a liderança da Marinha dos EUA a “tomar mais medidas sobre a natureza mutante das ameaças”.

Richard ressaltou que os Estados Unidos devem “competir ativamente” para conter a agressão de outros países.

O almirante estadunidense concluiu:

“Ao ceder às suas iniciativas, corremos o risco de reforçar a sua convicção de que os Estados Unidos não querem ou não podem responder, o que pode provocá-los ainda mais”.

 

Fonte: https://www.soulask.com/the-pentagon-announced-the-possibility-of-a-nuclear-war-with-russia/amp/   via  www.ovnihoje.com

Busca


Domingo, 24 de Outubro de 2021




Acessos








Mulher Vestida de Sol