‹ voltar



A invocação ensinada pelo próprio JESUS: “Coração Divino de JESUS, providenciai...”

n/d

Trata-se, esta, de uma devoção ensinada por nosso Senhor Jesus Cristo, que se manifestou a uma santa filha da Caridade, a irmã Gabriela Borgarino, falecida em 1º de janeiro de 1949, em Luserma, Itália. Era uma alma escolhida, impregnada do espírito de São Vicente de Paulo. Nela resplandeciam todas as virtudes, mas em particular uma grande caridade e uma grande humildade, favorecidas pelo próprio Jesus em freqüentes comunicações.
Em 1936, Ele lhe ensinou a seguinte invocação: “PROVIDÊNCIA DIVINA DO CORAÇÃO DE JESUS, PROVIDENCIAI...” E ordenou-lhe repeti-la muitas vezes e ensiná-las às pessoas que a procurassem, o que a irmã fez.
Em 1939, Jesus apareceu à irmã Gabriela, que se achava em oração. Saiu do Santo Tabernáculo e, conforme palavras da vidente, dirigiu-se ao local onde estava ajoelhada.
Quando chegou junto dela, a luz que se irradiava da Pessoa Adorável do Senhor Jesus era tal que ela não O via mais, via somente o braço, tendo na mão um papelzinho escrito: “Coração Divino de Jesus, providenciai...”
Jesus lhe disse: “Escreve em muitos papeizinhos como este a oração jaculatória: ‘Coração Divino de Jesus, providenciai...’, sublinhando a palavra “divino”, a fim de que se saiba que isto é de origem divina e não humana. Às pessoas que estiverem de posse desses folhetos bentos e recitarem com muito amor e confiança a oração citada, Eu prometo conceder todas as graças de que estiverem necessitadas, sejam espirituais ou materiais.”
Mais tarde, em uma de suas contínuas comunicações com a irmã Gabriela, Jesus manifestou seu contentamento pela difusão que se fazia desta devoção, e prometeu imprimir Seu Santo Nome no coração das pessoas que, de qualquer maneira, se empenhassem em propagar esta devoção, “como penhor da salvação eterna e defesa contra os assaltos do demônio”.
Na recitação dessa jaculatória, indulgenciada pelo Cardeal M. Fossati, Arcebispo de Turim, nosso Senhor recomenda que tenhamos a intenção de reparar as ofensas que Seu Santo Nome recebe a cada dia, não somente dos pecadores, mas também dos que rezam sem o respeito que Lhe é devido.
Os papeizinhos bentos devem ser trazidos consigo, especialmente pelos doentes, ou então expostos nas casas, em quadros, para que a sua vista, lembre a recitação piedosa da jaculatória e traga bênçãos para a família.
Alem disso, Jesus prometeu o Reino dos Céus às almas que, em estado de graça, recitarem essa invocação em artigo de morte.

Disse também que muitas almas se salvarão graças a esta devoção, porque na balança da Misericórdia divina, o Nome Santo de Jesus pesa mais que todos os pecados do mundo.

As numerosas graças que têm sido obtidas até hoje por meio desta devoção provam que Nosso Senhor não falta à sua palavra de vir em auxílio de toda espécie de necessidades: físicas, materiais, mas sobretudo espirituais.

 

A jaculatória deve sempre ser completada com o pedido a ser feito: “Coração Divino de Jesus, providenciai a conversão dos pecadores”, por exemplo.

 

Visto em: http://devocaocatolica.blogspot.com/search/label/coração%20divino%20de%20jesus%20providenciai

Busca


Terça-feira, 02 de Março de 2021







Acessos




Mulher Vestida de Sol