‹ voltar



Sonho: A ração de água – Como alimento e água serão usados para submeter

 

“Há uma raça cujos dentes são espadas e os maxilares facas para devorar os desvalidos da terra e os indigentes dentre os homens.” (Provérbios 30, 14)

Um visitante do site enviou este sonho, autorizando sua divulgação.

 

“Sonhei que eu estava em um local aberto, porém um local de contenção, pois havia delimitação daquele espaço e as pessoas que ali estavam não podiam sair conforme sua vontade. Ali estavam os submissos e submetidos ao sistema. Neste local, em uma área comum, havia um cano de metal, de pequeno diâmetro, que estava a uns 1,30 ou 1,50m aproximadamente da altura do chão, e fixado em uma estrutura maior. Era um cano que saia desta estrutura na horizontal, e onde as pessoas colocavam a boca na extremidade e, por meio de uma tecnologia que mirava seu olho quando eles estavam com a boca naquele cano, esta tecnologia emitia uma luz que identificava a íris da pessoa e liberava a ela uma quantidade de água que vinha por aquele cano. Não era uma grande quantidade, mas sim uma pequena quantidade, eu diria que era uma “ração” de água. Posso afirmar que cada disponibilização de água incluía em torno de 150ml, e cada pessoa tinha direito a beber quatro vezes aquela quantidade por dia (este conhecimento estava implícito no sonho). A máquina fazia a leitura do olho, da íris, e identificava se a pessoa já tinha tomado todas as doses de água a que tinha direito naquele dia, e em caso de já ter tomado, ela não liberava mais nenhuma quantidade. Era um racionamento. E quem estava comandando a dispensação da água era um engenhoso sistema com tecnologia de ponta, e todos os submissos dependiam dele para obterem os seus míseros 600ml de água diários, para garantirem um mínimo de sobrevivência. O contato de bocas naquele cano de metal não suscitava incômodo ou preocupação com transmissão de doenças, isso sequer era destacado no sonho. Acho que o valor que os “controladores” davam àqueles que lá estavam era tão pequeno, que os viam como animais, e portanto, pouco importava se eles comessem e bebessem compartilhando os mesmos recipientes e usando coletivamente aquela saída de água.

Eu estava naquele local, mas ainda não tinha em nenhum momento ido até o cano de água para beber, pois estava segurando a minha sede, evitando beber água. Mas chegou uma hora em que fui até o cano e posicionei minha cabeça, de forma que minha íris pode ser lida pela máquina. E como não havia registro anterior de quem eu era, a máquina disparou um alarme alto, que era um sinal de não haver reconhecido a mim, por não haver os meus dados no seu sistema. Diante daquele alarme, um dos “controladores” responsáveis por aquela área, o qual se encontrava a uns 8 a 10 metros dali, virou-se e veio ver o que estava acontecendo, porque o alarme mostrou que alguém ainda não identificado estava naquele centro de contenção. Era um homem jovem, claro, de expressão dura e determinada. Ele veio se aproximando rapidamente, E NISTO ME VI EM UM OUTRO LOCAL.

Subitamente, já não estava mais lá no centro de contenção, mas estava dentro da área administrativa de uma catedral. Ali, passa por mim uma senhora idônea e distinta, era uma senhora católica, afeita às orações e práticas cristãs, e eu transmito a ela que ela deveria rezar por seu filho, que se encontrava naquele local aonde eu estivera. Minha missão era encontrá-la ali e pedir a ela para rezar por seu filho, pois nem mesmo ela sabia que seu filho tinha ido parar num local como aquele, e suas preces seriam muito importantes em favor de seu filho. E aí termina meu sonho. É importante dizer que os submissos haviam aceitado estar ali para poderem ter água para beber, e não morrerem de sede... Ainda que tivessem perdido a liberdade, eles, de bom grado, estavam aceitando tudo aquilo para continuarem recebendo aquele pouco que lhes era dado, e assim garantirem minimamente a sua sobrevivência...”

"Expandi a mente, alimentai-a com o conhecimento, com a prática para não serdes enganados pelas artimanhas do sedutor das almas." (Virgem Maria a Luz de Maria, em 07-07-2017)

“Povo Meu, fortalecei vossa mente com a oração, porque ela será o principal campo de batalha.” (Deus Pai a Enoch, em 18-02-2018)

 

Ficou claro que a água, obviamente também o alimento, serão usados para submeter as massas. Por água e comida, elas farão qualquer coisa: SE DEIXARÃO MARCAR, DENUNCIARÃO MEDIANTE RECOMPENSA SEUS FAMILIARES, AMIGOS, VIZINHOS, ETC; MATARÃO; SE AJOELHARÃO PERANTE O INÍQUO REVERENCIANDO-O COMO SE ELE FOSSE DEUS, venderão sua alma ao diabo, e a moeda será o alimento e a água...

Não há nada de novo debaixo do sol... Quando o homem coloca o alimento acima das graças espirituais, acontece isto...

Esaú vendeu a benção paterna e seu direito a primogenitura por um prato de lentilhas.

“E ninguém seja fornicário, ou profano, como Esaú, que por um manjar vendeu o seu direito de primogenitura. Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a benção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que, com lágrimas, o buscou” (Hebreus 12.16-17).

O povo hebreu saído da escravidão do Egito, a despeito de estar livre da dominação do Faraó e de toda implicação espiritual que isso representava, lamentou a falta dos alimentos que tinham para comer no Egito, e ainda murmurou contra o maná que Deus milagrosamente fez descer do céu para os alimentar...

“Lembramo-nos dos peixes que no Egito comíamos de graça; e dos pepinos, e dos melões, e dos porros, e das cebolas, e dos alhos. Mas agora a nossa alma se seca; coisa nenhuma há senão este maná diante dos nossos olhos.” (Números 11:5,6)

Sem esquecer que foi através de um alimento, através de uma fruta da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, que concretizou-se o ato de desobediência primordial da espécie humana para com a determinação de Deus.

“Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.” (Gênesis 3:4-6 )

Jesus foi tentado pelo demônio para saciar sua fome. E o que Ele respondeu é um ensinamento para todos nós, que, certamente, iremos passar fome nestes tempos finais...

“Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome; E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.” (Mateus 4:1-4 )

Em razão da fome e da escassez de água que virão, tudo que for proposto infelizmente será aceito pelas pessoas, contanto que dêem a elas sua ração diária de água e comida. E ainda seus algozes dominadores desgraçadamente serão vistos como “os benevolentes”, por providenciarem a elas estas migalhas.

Possivelmente, todo este controle sobre os alimentos e a água virá após a Terceira Guerra Mundial, pois já terá havido o submetimento das nações mais poderosas sobre as mais frágeis e consequentemente o confisco dos recursos naturais e dos estoques de grãos e de alimentos dos países que serão subjugados pela Nova Ordem.   

Veja o que Jesus fala a respeito a respeito da dura prova de todos os recursos das nações serem controlados pelas grandes potências:

“Menor população e todos os recursos das nações controlados pelas grandes potências, debaixo do governo da Nova Ordem Mundial, farão desta prova uma das mais duras que terá que suportar o Meu rebanho.” (Jesus o Bom Pastor a Enoch, em 01-05-2017) LEIA POR COMPLETO AQUI.

Primeiro, apresentarão o problema (guerra, fome); depois, a solução (doação de alimentos)...

"A Humanidade enfrentará a guerra, a ordem na Terra deixará de existir, a fome apossar-se-á de toda a Humanidade e aparecerá o anticristo para dar aos Meus filhos uma suposta paz, uma falsa segurança e dar-vos-á alimentos... " (Virgem Maria a Luz de Maria, em 20-05-2017)

Mas Jesus nos oferece a Sua ajuda para estes momentos de escassez...

“Meu povo, não temais! Farei descer do céu o necessário para que o Meu povo não pereça face ao mal que lhe negará os alimentos, a água... Homens de pouca fé! Temeis a quem vos possa privar dos alimentos, mas não temeis perder a vida eterna. Tal acontece porque não Me conheceis, por acaso pedis-Me pão e dou-vos pedras? Não! Sou amor infinito...” (Jesus Cristo a Luz de Maria, em 03-08-2017)

Isto não exime o homem de procurar fazer a sua parte e armazenar, enquanto pode...

“DEVO ANUNCIAR-VOS PARA QUE NÃO VOS ESQUEÇAIS: Povo de Deus, os tempos das fomes se aproximam. É importante que vos abasteçais de alimentos não perecíveis, antes do avanço inclemente do clima que arremeterá contra as colheitas.” (São Miguel Arcanjo a Luz de Maria, em 18-08-2019)

“Novamente vos repito: dias de escassez e de fome se aproximam; aqueles que possam, ide armazenando produtos não perecíveis e muita água, para que tenhais reserva. Aqueles que carecem de meios econômicos, não temais, o muito ou o pouco que tiverdes Eu o multiplicarei, se compartilhardes com vossos irmãos e o pedirdes com fé, assim como fiz com a viúva de Sarepta nos tempos do Profeta Elias. (I Reis 17, 8-24)” (Deus Pai a Enoch, em 16-09-2019)

 

Para aqueles que entenderam bem a importância de não caírem nas ciladas do inimigo, não se submeterem às suas “benevolentes” doações de alimentos e água em tempos de fome, e se manterem confiantes na providência divina para suprir suas necessidades quando seus estoques acabarem, Deus tem a preciosa promessa de conduzir suas almas às fontes das águas da vida, conforme Apocalipse 7:  

“Nunca mais passarão fome, jamais terão sede. Não os afligirá o sol, nem tampouco qualquer mormaço, pois o Cordeiro que está no centro do trono será o seu Pastor; Ele os conduzirá às fontes das águas da vida, e Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima”.” (Apocalipse 7, 16-17)

Vigiai e orai..

“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.” (Romanos 14:17)


Busca


Domingo, 24 de Outubro de 2021




Acessos








Mulher Vestida de Sol