‹ voltar



Nossa Senhora da Saúde (Patzcuaro - México)

(Patzcuaro - México)

(1538)

 

  

A origem da devota imagem de Nossa Senhora da Saúde remonta aos primeiros tempos da conquista do México pelos espanhóis, sendo bem notável a fabricação da referida imagem e o material nela empregado.

Os índios tarascos costumavam, quando ainda gentios, modelar os simulacros de suas falsas divindades com uma pasta composta da medula do talo do milho perfeitamente seca e moída, misturada com os falsos bulbos de uma planta epífita chamada, em seu idioma, tatzingueni. Essa mistura, nas proporções devidas, produzia uma massa bastante manipulável, e com ela modelavam as figuras.

Quem ensinou aos tarascos a aplicação da pasta de milho à estatuária foi Matias de la Cerda, o mais famoso escultor que da Europa veio para a América. Com o mesmo material os índios de Patzcuaro esculpiram mais tarde, sob a direção de dom Vasco de Guiroga, primeiro bispo de Michoacán, a veneranda imagem de Nossa Senhora da Saúde, provavelmente no ano de 1538.

A imagem foi colocada em modestíssimo altar do hospital que dom Vasco erigiu em Patzcuaro sob a invocação de Santa Maria. Assim ficaram os enfermos e desvalidos da raça indígena recomendados ao patrocínio daquela que é o consolo dos aflitos, e logo começou a Santíssima Virgem, por meio da santa imagem, a derramar tantas graças e benefícios sobre quantos a ela recorriam, que sua fama se estendeu pela comarca inteira, de modo que lhe deram o título de Nossa Senhora da Saúde.


Busca


Terça-feira, 26 de Outubro de 2021




Acessos








Mulher Vestida de Sol