‹ voltar



Jesus a Santo Ângelo da Sicília: "A CIDADE DE JERUSALÉM, A GALILEIA E TODA A TERRA DA PROMISSÃO, CAPADÓCIA E EGITO, COM MUITAS REGIÕES DA ÁSIA E DA ÁFRICA PASSARÃO TODAS PARA O PODER DOS ISMAELITAS (MUÇULMANOS)"

 

Santo Ângelo da Sicília ou Santo Ângelo de Jerusalém foi um santo nascido em Jerusalém em 1185. Ele nasceu de uma família judaica e foi batizado, juntamente com seu irmão João, quando sua mãe se converteu ao cristianismo. Aos 18 anos, entrou na Ordem do Carmo, na Palestina, e em 1213 foi ordenado aí sacerdote. Em 1219 foi enviado a Roma para defender os interesses de sua Ordem. Dali partiu para a Sicília, a fim de converter os hereges cátaros ou albigenses. Ele quis converter um cavaleiro cátaro chamado Berengário (Berengarius). A tradição católica afirma que ele estava vivendo em incesto e Ângelo conseguiu convencer a companheira de Berengário a deixá-lo. O cavaleiro, insensato, matou ou o fez matar em frente à Igreja de São Filipe e São Tiago, em Licata. Ele morreu dos ferimentos quatro dias após o ataque e, segundo a tradição, teria pedido o perdão do seu assassino. Ele foi enterrado na própria igreja. Foi martirizado em Licata, na Sicília, a 5 de Maio de 1220.

 

Enquanto Santo Ângelo viveu 5 anos como eremita no deserto, Jesus disse-lhe: 

“Sabe Ângelo, servo Meu, a cidade de Jerusalém, a Galileia e toda a terra da promissão, Capadócia e Egito, com muitas regiões da Ásia e da África, passados poucos anos, passarão todas para o poder dos Ismaelitas (muçulmanos): as Igrejas, os Templos que tu vês agora, onde se celebram os louvores divinos, serão destruídos. e as cerimônias, costumes e observâncias dos cristãos em tudo, quase serão reduzidos a nada. E o poder de Maomé e de seus sucessores crescerá sempre mais e atemorizará quase todas as gentes e será com isto amedrontada e molestada toda a Europa, e virá fogo, sangue, ruína e quase total destruição e haverá grande aflição e crescerá o furor e ira sobre os  filhos da ingratidão. Estas coisas virão pela abominação daqueles que edificam a Babilônia, dissipam o Santuário e sustentam o povo da maldade, ódio e rancor e o arrastam à crueldade, desonestidade, malícia e pecado.”

Então Santo Ângelo disse: “Quando, meu Senhor, isso há de suceder? 

Cristo respondeu-lhe: 

“Quando a Igreja, despojada do seu esplendor jazer como uma viúva. Quando a Cadeira do Pontífice Romano seja posta em contradição, quando se levantarem os hipócritas com cor e pretexto de santidade e religião, defraudarem os povos, e a Igreja estiver cheia de seitas, nas quais reinarão a soberba, a ambição, a luxúria, com todo o esquadrão de seus filhos. Quando os príncipes divididos guerrearem e um Bispo estiver contra outro, e as mulheres se tornarem ministras em lugar dos sacerdotes e quase seja tirada toda a paz do mundo, e da discórdia nasça a morte. Quando os hereges prevalecerem, e a Fé estiver quase extinta e os seus pregadores se derem a vaidades e loucuras, então meu Eterno Pai mandará o seu furor e permitirá que os filhos da ingratidão sejam atormentados pelos inimigos do meu Nome. Todas estas calamidades lhes sobrevirão pelos seus pecados.”

 

Visto em: http://amen-etm.org/DiversasProfecias.htm

Busca


Domingo, 21 de Julho de 2024










Mulher Vestida de Sol