‹ voltar



Nossa Senhora de Akita (Japão)

Aparições de Nossa Senhora aprovadas pelo Bispo de Niigata (Japão), John Shojiro Ito, a 22 de Abril de 1984.

n/d

Katsuko Sasagawa nasceu em 1931 em Niigata, cidade de Honshu, a principal ilha do arquipélago japonês. Do outro lado do mar, em relação a Niigata, na parte continental, está Vladivostok.

Katsuko foi uma pessoa doente desde jovem. Quando ela não tinha nem vinte anos, passou por uma apendicectomia que a deixou paralisada. Os médicos fizeram alguma coisa errada no processo de anestesia. A cura dessa paralisia fez com que a moça tivesse que passar por inúmeras outras operações, o que causou, seja para ela própria que para a sua família, graves sofrimentos nos anos sucessivos. Foi nesse período que Katsuko teve contato com uma enfermeira católica (naqueles tempos, também no Japão, havia freiras nos hospitais…) que a introduziu à palavra de Cristo. Katsuko falou com um monge budista, depois se converteu e recebeu o nome de Agnes. Todavia, a moça continuava sofrendo. Em 1956, ela entrou em coma. Algumas freiras que tinham vindo de Nagasaki – a cidade mais católica do Japão… – umedeceram os seus lábios com um pouco de água de Lourdes. Agnes retomou subitamente a consciência.

Em 1972, Agnes perdeu a audição. A família qui-la de volta em casa, mas ela tomou a decisão de entrar nas Servas da Eucaristia em Yuzawada, uma ordem de freiras contemplativas em um instituto perto da cidade de Akita, que era dirigido pelo Monsenhor John Shojiro Ito, o bispo de Niigata que futuramente tornar-se-ia parte integrante da revelação mariana.

Às 8:30 do dia 12 de junho de 1973, Irmã Agnes abriu o tabernáculo da capela onde deveria ocorrer a adoração eucarística. Ela foi investida por uma luz potente. Prostrou-se à terra: ela sabia que poderia se tratar de um evento sobrenatural, mas se perguntou se não fosse apenas uma alucinação. Nos dias 13 e 14 de junho de 1973, a irmã Agnes também teria visto raios luminosos em volta do sacrário.

Na quinta-feira, 28 junho, um estigma em forma de cruz apareceu na palma de sua mão esquerda, causando-lhe fortes dores. De noite a ferida já estava seca, mas continuava inchada; na sexta-feira de manhã, o sangue corria; no sábado o sangue parava e a chaga ficava seca. Na sexta-feira, 29 de junho, ocasião da Festa do Sagrado Coração de Jesus, as irmãs teriam visto e ouvido dois anjos em volta do altar, cantando: "Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus da Glória".

No dia 5 de julho, a despeito de sua surdez, Irmã Agnes escutou uma voz:

"Não temas! Não rezes apenas pelos teus pecados, mas também pela reparação dos pecados de todos os seres humanos (…) O mundo atual fere o Santíssimo Coração de Nosso Senhor com a sua ingratidão e as suas injúrias. A ferida de Maria é muito mais profunda do que a tua".

Irmã Agnes foi guiada à capela, onde a voz, quando perguntada, respondeu-lhe: "Sou quem está ao teu lado e te vigia". Era o seu anjo da guarda.

Eis que uma outra voz irrompe na capela, uma voz dulcíssima e melodiosa vindo da imagem de madeira de Nossa Senhora (na capela do convento havia uma estátua de madeira, em que fora talhada uma Cruz de aproximadamente um metro de altura e, em frente à cruz foi esculpida a imagem da Virgem). Era Nossa Senhora, que lhe daria a primeira mensagem.

 

Primeira mensagem de Nossa Senhora - 6 de Julho de 1973

«Minha filha, minha noviça, obedeceste-me bem ao deixar tudo para seguir-me.

É dolorosa a doença dos teus ouvidos?! A tua surdez será curada, podes ter a certeza.

A ferida da tua mão, faz-te sofrer?! Reza em reparação dos pecados dos homens.

Cada pessoa nesta comunidade é uma filha minha insubstituível. Dizes bem a oração das Servas da Eucaristia? Rezemo-la juntas: “Sacratíssimo Coração de Jesus, verdadeiramente presente na Santa Eucaristia, consagro o meu corpo e a minha alma para ser totalmente uma com o Teu Coração, sacrificado em cada instante em todos os altares do mundo e que dá gloria ao Pai, rogando pela vinda do Seu Reino. Peço-te que recebas esta pobre oferta de mim mesma. Usa-me segundo a Tua vontade para a gloria do pai e a salvação das almas. Santíssima Mãe de Deus, nunca me deixes que me separe do Teu Divino Filho. Peço-te que me defendas e protejas como tua filha predilecta. Ámen.”

Quando terminamos a oração, a voz do Céu disse: Reza muito pelo Papa, pelos Bispos e pelos Sacerdotes. Desde o teu baptismo que rezaste fielmente por eles. Continua a rezar muito... muito. Diz ao teu superior tudo o que aconteceu hoje e obedece-lhe em tudo o que te diga. Pediu-te que rezes com fervor».

Logo, Irmã Agnes ora. Diante dela estava a estátua da Virgem da capela, uma cópia da Virgem de Amsterdã – Nossa Senhora de todos os povos – esculpida pelo artista budista Saburo Wakasa, membro do instituto japonês de escultura.  

Por volta das cinco da manhã, outras freiras entraram na capela. Irmã Agnes pediu à Irmã K. que olhasse a mão da estátua: ela não tinha ousado fazê-lo no decorrer de todo aquele tempo, não tivera a coragem. Quando Irmã K. aproximou-se para examinar a estátua, prostrou-se ao chão. Na mão da estátua havia a mesma ferida que tinha aparecido na palma de Irmã Agnes.

Em 12 de julho, durante as orações das freiras, o sangue recomeçou a escorrer da mão da imagem: a este ponto, a história já era incontível, tinha-se difundido muito além do convento. Duas semanas mais tarde chegou o bispo de Niigata, John Shojiro, que constatou os eventos.

Em 28 de julho, a ferida de Irmã Agnes começou a doer de maneira insuportável. A religiosa correu em direção à capela e prostrou-se ao chão. No momento de maior padecimento, eis que surge a voz:

"O teu sofrimento terminará hoje. Conserva preciosamente a recordação do sangue de Maria, grava-o bem no teu coração; este sangue derramado tem um significado profundo (…) para a conversão de todos os pecadores".

Imediatamente, a ferida desapareceu, sarou.

No dia 3 de agosto, a Freira Agnes recebeu uma outra mensagem.

 

Segunda mensagem de Nossa Senhora - 3 de Agosto de 1973 – Primeira Sexta-feira do mês

"Minha Filha, minha noviça, amas o Senhor? Se amas o Senhor, escuta o que tenho para dizer-te. É muito importante... Fá-lo-ás saber ao teu superior.

Muitos homens neste mundo afligem o Senhor. Desejo almas que O consolem para suavizar a ira do Pai do Céu. Desejo, com o meu Filho, almas que reparem, com o seu sofrimento e a sua pobreza, pelos pecadores e os ingratos.

Para que o mundo possa conhecer a Sua ira, o Pai Celestial está a preparar-se para infligir um grande castigo sobre toda a humanidade. Eu intervim muitas vezes com o Meu Filho para aplacar a ira do Pai. Eu evitei a vinda de calamidades oferecendo-Lhe os sofrimentos do Seu Filho na Cruz, o Seu Sangue Precioso, e oferecendo-Lhe almas amadas que O consolam formando um grupo de almas vítimas. Oração, penitência e sacrifícios generosos podem suavizar a ira do Pai. Desejo isto também da tua comunidade... que ame a pobreza, que se santifique e reze em reparação pela ingratidão e ultrajes de tanto homens.

Reza a oração das Servas da Eucaristia com consciência do seu significado; põe-na em práctica; oferece em reparação pelos pecados [aquilo que Deus possa enviar-te]. Que cada uma se esforce, segundo a capacidade e posição, por oferecer-se inteiramente ao Senhor.

Até num instituto secular a oração é necessária. As almas que desejam rezar já estão no caminho de ser reunidas. Sem prestar muita atenção à forma, sê fiel e fervorosa na oração para consolar o Mestre.

Depois de um silencio: É verdade o que tu pensas no teu coração? Estás verdadeiramente disposta em tornar-te na pedra rejeitada? Minha noviça, tu que desejas pertencer sem reservas ao Senhor, para tornar-te esposa digna do Esposo, faz os teus votos sabendo que deves ser pregada à Cruz com três cravos.  Estes três cravos são a pobreza, a castidade e a obediência. Dos três, a obediência é o fundamento. Em total abandono, deixa-te ser guiada pelo teu superior. Ele saberá compreender-te e dirigir-te".

No dia 29 de setembro, a imagem irradiou raios luminosos. A chaga da irmã Agnes desapareceu totalmente. De noite, a imagem foi inundada de luz e o sangue jorrou dos seus pés; todas as religiosas teriam testemunhado o ocorrido. Em seguida, apareceu uma espécie de suor em todo o corpo da imagem e, ao mesmo tempo, a capela foi invadida pelo odor de um agradável perfume.

Em 13 de outubro, Irmã Agnes recebeu a terceira mensagem, a mais tremenda. Enquanto rezava, de repente ela percebeu de novo aquela luz e um perfume suave que provinha da estátua. Este perfume permaneceu durante os primeiros quinze dias do mês de outubro (mês do Rosário).

 

Terceira mensagem de Nossa Senhora - 13 de Outubro de 1973 – aniversário da última aparição da Nossa Senhora de Fátima

"Minha querida filha, escuta bem o que tenho para dizer-te. Informarás o teu superior.

Depois de um curto silencio: Como te disse, se os homens não se arrependem e são melhores, o Pai vai infligir um terrível castigo em toda a humanidade. Será um castigo maior que o dilúvio, como nunca se viu antes. Fogo cairá do céu e destruirá uma grande parte da humanidade, os bons e os maus, não poupando sacerdotes nem fiéis. Os sobreviventes encontrar-se-ão tão desolados que invejarão os mortos. As únicas armas que vos serão deixadas são o Rosário e o Sinal deixado pelo Meu Filho. Rezai cada dia a oração do Rosário. Com o Rosário rezai pelo Papa, pelos bispos e pelos sacerdotes.

A obra do Diabo infiltrar-se-á até na Igreja de tal modo que vereis cardeais contra cardeais, bispos contra bispos. Os sacerdotes que me veneram serão ridicularizados e receberão oposição dos outros sacerdotes... igrejas e altares saqueados: a Igreja estará cheia daqueles que aceitam acordos, e o Demónio pressionará muitos sacerdotes e almas consagradas para que deixem o serviço do Senhor. O Demónio será especialmente implacável contra as almas consagradas a Deus. Pensar na perda de tantas almas é a causa da minha tristeza. Se o pecado aumenta em número e gravidade, já não haverá mais perdão para eles.

Fala com determinação ao teu superior. Ele saberá como encorajar cada uma de vós para rezar e fazer obras de reparação. É o Bispo Ito quem dirige a tua comunidade.

Ela sorriu e depois disse:

Tens ainda algo que pedir? Hoje é a última vez que te falarei de viva voz. De agora em diante obedecerás ao meu enviado e ao teu superior. Reza muito o Rosário. Só eu posso salvar-vos das calamidades que se aproximam. Aqueles que põem a sua confiança em mim serão salvos".

 

Os Sinais

A 13 outubro de 1974, durante a Bênção do Santíssimo Sacramento, a irmã Agnes foi repentinamente curada da surdez. De noite, ela telefonou ao bispo responsável, Dom John Shojiro Ito, em Niigata (a 300 km) comunicando-lhe a notícia. n/d

No dia 4 de janeiro de 1975, a freira sacristã deu-se conta de que a base da estátua da Virgem estava molhada: algumas lágrimas estavam gotejando de seus olhos. Um fenômeno ao qual o Bispo Ito assistiu. A própria escultura, posteriormente, parece ter mudado suas feições: de repente parece ter assumido uma expressão de tristeza, não notada antes de então. Saburo Wakasa, o escultor budista, foi chamado: ele confirmou: não a tinha esculpido daquele modo. Sobretudo «as bochechas que eu tinha esculpido eram cavas, o rosto parece ter cedido, a sua cor tinha virado marrom escuro, a sua expressão mais penetrante».

 O Bispo Dom John Shojiro Ito estabeleceu uma Comissão de Estudos. Amostras do “sangue”, do “suor” e das “lágrimas” foram examinadas nas Universidades de Akita e Gifu. As lágrimas, por sua vez, foram analisadas pelo professor Kaoru Sagisaka: eram de origem humana, do grupo sanguíneo “0”. De 4 de janeiro de 1975 a 15 de setembro de 1981, as lacrimações parecem não ter cessado. Don Tasuya, o capelão, teria contado algo como 101 repetições do fenômeno. As testemunhas são cerca de 2000. Diz-se que uma TV japonesa teria filmado um desses eventos.

Freira Agnes sarou da surdez em dois momentos, em 1974 e 1982, mas de 1981 em diante voltou a ter paralisia. Ela continuou a executar pequenos trabalhos para a comunidade com a ponta dos dedos e os dentes. O mariólogo padre Réné Laurentin, que a conheceu e estudou o seu caso, escreveu que Freira Agnes «continua vivendo a sua vida cheia de sacrifícios, constrangida à cama, numa paz profunda».

Em 1975, a Imprensa, Rádio e TV japonesas, fizeram ampla divulgação. (Na vila japonesa de Akita, uma estátua da Mãe, de acordo com o testemunho de mais de 500 cristãos e não-cristãos, incluindo o prefeito da cidade, budista, exalou sangue, suor e lágrimas. Uma religiosa, Agnes Katsuko Sasagawa recebeu os estigmas e também recebeu mensagens de Nossa Senhora.)

Abril de 1984: O Reverendíssimo John Shojiro Ito, Bispo de Niigata, Japão, após anos de investigações, após consulta com a Santa Sé de extensas investigações, declarou que os eventos de Akita, Japão são de origem sobrenatural, e autorizou para toda a diocese a veneração da Santíssima Mãe de Akita.

Em Junho de 1988, Cidade do Vaticano: Joseph Cardeal Ratzinger, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, proferiu julgamento definitivo sobre os eventos e mensagens de Akita como confiáveis e dignos de fé. A mensagem de Nossa Senhora revelada em Akita no Japão em 1973 a toda humanidade é forte, porém, vem mais uma vez recordar e atualizar o que Nosso Senhor nos diz no Evangelho: “Se não vos converterdes, perecereis todos do mesmo modo.” (Lc 13,5)

Não nos esqueçamos, porém, de que a Virgem Santíssima promete especial proteção para os que confiarem na Sua poderosa intercessão, como nos garantiu em Fátima (Portugal, 1917).


 

6 de Outubro de 2019 - Vidente de Akita recebe nova revelação

Quarenta e seis anos depois da última mensagem recebida nas aparições de Nossa Senhora de Akita, Japão, ser reconhecida como autênticas por parte da Igreja, a vidente Irmã Agnes Sasagawa relatou ter recebido uma nova mensagem. No domingo, 6 de outubro de 2019, por volta das 3h30, um anjo se manifestou e mencionou uma instrução diretamente dirigida à religiosa.

“É bom que diga a todos: cubram-se de cinzas e rezem o rosário penitente todos os dias. E você, deve converter-se em uma menina e oferecer sacrifícios todos os dias”, expressou o anjo na visão, difundida e traduzida para o inglês pela emissora católica WQPH de Massachusetts, Estados Unidos. A religiosa tem 88 anos de idade e sofre condições de saúde próprias de sua idade, tendo experimentado recentemente uma cura providencial de um tumor em seu pescoço.

A vidente expressou que sentiu dúvidas de difundir a mensagem, mas ao assistir a Missa notou que a liturgia dois dias depois incluiu a profecia de Jonas, que pediu o arrependimento empregando os mesmos sinais pedidos pelo anjo. Ao sentir que a mensagem, apesar de ser uma revelação privada, não contradizia o que Deus mesmo comunicou reiteradamente, deu notícia do fato.

Questionada sobre a fidelidade da história, a emissora manifestou em um comunicado oficial seu apoio à redação da notícia, assim como as fontes que a transmitiram ao meio de comunicação. “Particularmente, sabemos que a Irmã Agnes sofreu muito desde a última mensagem de Akita, e nos preocupa que esta nova mensagem, este simples chamado ao arrependimento, que obtivemos através de fontes próximas a ela, tenha começado novas tribulações para ela e para seus confidentes”, expressou o meio. “Não temos nenhuma razão para assumir os riscos associados com a publicação de uma história sensacionalista, como esta nova mensagem da Irmã Agnes Sasagawa, que não seja em nome das fontes, que são confiáveis e valentes, e que nos pediram que divulguemos diretamente sua mensagem”.

“A nova mensagem pede a cada um de nós rezar um Rosário Penitente diariamente, e cobrir-nos de cinzas como o fizeram os residentes de Nínive ao escutar a profecia de Jonas”, concluiu o comunicado sobre o relatório.

Observações sobre a mensagem

Cobrir-se de Cinzas  

Cobrir-se de cinzas é uma expressão presente no antigo testamento que significa recolher-se em oração e penitência profundas, em sinal de arrependimento e conversão. De acordo com a mensagem, é o momento em que todos devemos intensificar nossas orações, rezando o terço diariamente com devoção, também buscando fazer adoração ao Santíssimo Sacramento com mais frequência, além de oferecer penitências e sacrifícios, inclusive fazendo práticas de caridade ao próximo e praticando as Obras de Misericórdia.

 

Fontes:
https://templariodemaria.com/aparicoes-de-nossa-senhora-em-akita-japao/
https://apelosdenossasenhora.blogspot.com/2014/09/nossasenhora-de-akita-japao-aparicoes.html
https://www.renovatio21.com/akita-a-nossa-senhora-da-chuva-de-fogo/

 

Padre Fugyama fala sobre Nossa Senhora de Akita e o castigo da humanidade.

 

Irmã Agnes Sasagawa e Akita.


Busca


Quarta-feira, 24 de Abril de 2024










Mulher Vestida de Sol