‹ voltar



Nossa Senhora de Rocamadour (França)

(Festa em 8 de setembro)

 

Segundo a tradição, a fundação do santuário de Rocamadour ocorreu nos primórdios do cristianismo, por meio de um altar erigido em honra de Nossa Senhora pelo aduaneiro Zaqueu de Jericó, que foi para a Gália depois da morte de Nosso Senhor Jesus Cristo. Diz, também, a tradição que a imagem de Nossa Senhora se esculpiu a si mesma no tronco de uma árvore. A imagem representa Nossa Senhora sentada num trono, tendo no colo o Menino Jesus.

n/d

Zaqueu mudou mais tarde seu nome para o de Amador, de onde provém o título de Nossa Senhora, provavelmente dado pelo povo, primeiro ao lugar, e depois também à imagem – Nossa Senhora de Rocamadour, isto é, Nossa Senhora da Penha ou Rocha (Roc) de Amador.

Para alcançar o cume do rochedo onde está situado o santuário, há 217 degraus que o peregrino devia outrora subir de joelhos. O santuário é composto de três capelas e a igreja de São Salvador, esta, que data do século XIII, foi construída por cima da cripta de santo Amador, cavada em 1160, e foi elevada à categoria de Basílica Menor.

Uma segunda escada conduz à capela de Nossa Senhora de Rocamadour, edificada no século XVII, no lugar do oratório primitivo, que tinha sido destruído pela queda de uma pedra.

Imagem de Nossa Senhora de Rocamadour. Diz a tradição que a imagem de Nossa Senhora se esculpiu a si mesma no tronco de uma árvore.Imagem de Nossa Senhora de Rocamadour. Diz a tradição que a imagem de Nossa Senhora se esculpiu a si mesma no tronco de uma árvore.

A imagem antiga, restaurada, está no altar-mor desta capela, rodeada de lâmpadas continuamente acesas.

Rocamadour teve de suportar duras provações no decorrer do tempo. Alternadamente, normandos, ingleses, albigenses, huguenotes e revolucionários obstinaram-se em devastar esse santo lugar de peregrinações, porém, houve sempre, em todas as épocas, fiéis generosos que se prontificaram a levantar novamente o santuário, de modo que, de geração em geração, chegou até nós a devoção a Nossa Senhora de Rocamadour, que tantos milagres tem operado em favor dos que a ela recorrem.

A origem deste santuário se confunde com a implantação do cristianismo na Gália, ocorrendo sua principal peregrinação em 8 de setembro.

Rocamadour, França, Patrimônio Mundial da UNESCO, é um lugar onde milagres acontecem. A existência de uma Madona Negra e um antigo sino que toca sozinho quando um milagre ocorre no mar tornam o local espiritual e mágico.Rocamadour, França, Patrimônio Mundial da UNESCO, é um lugar onde milagres acontecem. A existência de uma Madona Negra e um antigo sino que toca sozinho quando um milagre ocorre no mar tornam o local espiritual e mágico.Foto: https://www.dreameratheart.org/rocamadour-france-9-amazing-reasons-to-visit/


Busca


Sábado, 22 de Junho de 2024










Mulher Vestida de Sol