‹ voltar



QUANDO VIER O FILHO DO HOMEM, PORVENTURA ACHARÁ FÉ NA TERRA? (Lc 18, 8) Vandalismo e profanação de igrejas católicas na França

 

Pelo menos 10 incidentes de vandalismo e profanação de igrejas católicas foram registrados na França desde o início de fevereiro (2019), segundo fontes de notícias francesas e grupos de vigilância.

Para adicionar insulto à injúria, em uma demonstração autodestrutiva de seu compromisso de fazer com que os invasores muçulmanos se sintam em casa, a França vem derrubando igrejas históricas e permitindo conversões delas em mesquitas.Para adicionar insulto à injúria, em uma demonstração autodestrutiva de seu compromisso de fazer com que os invasores muçulmanos se sintam em casa, a França vem derrubando igrejas históricas e permitindo conversões delas em mesquitas.

Os  vândalos da Igreja Católica em todo o país destruíram estátuas, derrubaram tabernáculos, espalharam ou destruíram a Eucaristia, queimaram panos de altar e derrubaram cruzes, entre outros atos de profanação de itens religiosos.

De acordo com a La Croix International , um dos primeiros incidentes ocorreu em 4 de fevereiro na Igreja Católica de São Nicolau, em Houilles, Yvelines, onde uma estátua da Abençoada Virgem Maria foi achada no chão. A igreja havia experimentado incidentes anteriores de vandalismo apenas algumas semanas antes, quando a cruz do altar foi encontrada jogada no chão e a cadeira do celebrante foi danificada.

O Observatório sobre a Intolerância e Discriminação Contra os Cristãos na Europa, um grupo de vigilância cristão, documentou outro ataque na Igreja de São Nicolau em 10 de fevereiro, quando o tabernáculo foi encontrado jogado no chão. Um homem de 35 anos não identificado mais tarde confessou ter cometido o ato de policiar.

n/d

Em 5 de fevereiro, um pano de altar foi encontrado queimado e cruzes e estátuas foram derrubadas ou desfiguradas na Catedral Saint-Alain em Lavaur, no centro-sul da França. O fogo foi encontrado cedo por um secretário da paróquia e não se espalhou, embora a fumaça danificasse o altar e as paredes adjacentes.

n/d

 

 

Em 6 de fevereiro, apenas um dia após o incidente da Catedral de Saint-Alain, vândalos em uma igreja católica em Nimes invadiram o tabernáculo e espalharam as hostes no chão, fizeram uma cruz na parede com excremento e danificaram outros itens religiosos na igreja. , de acordo com relatórios locais.

Em um comunicado postado no site diocesano, o bispo Robert Wattebled de Nimes denunciou a profanação, que 'afeta muito nossa comunidade diocesana. O sinal da cruz e do Santíssimo Sacramento foram objeto de graves ações prejudiciais. Este ato de profanação prejudica a todos nós em nossas mais profundas convicções', disse ele.

n/d

O Bispo também anunciou que uma missa de reparação deve ser dita na igreja antes que as missas regulares possam continuar, e observou que as ordens religiosas locais da diocese já se ofereceram para observar dias de jejum e oração em reparação pelo ato. Ele incentivou os católicos leigos a participarem de atos de oração e reparação.

O Observatório da Intolerância e Discriminação Contra os Cristãos na Europa documentou outro incidente em 9 de fevereiro na Igreja de Notre-Dame de Dijon em Côte-d'Or, a cerca de 175 milhas ao sul e leste de Paris. Novamente neste incidente, o tabernáculo foi aberto e a Eucaristia se espalhou. Um pano de altar também estava manchado e um livro de missles estava rasgado.

O padre Emmanuel Pic, da paróquia de Notre-Dame, disse à La Bien Public que, como nada de grande valor monetário foi danificado, parece que os vândalos queriam atacar o 'coração da fé católica'.  'Nada de valor foi quebrado, mas é a intenção é muito chocante. Isso é o que caracteriza a profanação', disse Pic.

Os vândalos pareciam ter sabido que atacar o altar e a Eucaristia seria 'um símbolo muito forte para (paroquianos), já que as hostes consagradas durante a missa anterior não são mais apenas um pedaço de pão aos olhos dos cristãos', mas o corpo de Cristo, ele acrescentou. O padre também postou fotos da profanação em sua conta no Twitter. A missa foi retomada na paróquia depois que uma missa de reparação foi dita pelo arcebispo local.

Em um comunicado postado no boletim do grupo, Ellen Fantini, diretora executiva do Observatório da Intolerância e Discriminação Contra os Cristãos na Europa, se uniu aos padres locais, bispos e autoridades civis para condenar os atos 'chocantes' de vandalismo.

n/d

'É nossa sincera esperança que os perpetradores sejam levados à justiça e que a consciência de crescente hostilidade anticristã na França chegue à praça pública', disse ela. Em um comunicado postado no Twitter em 13 de fevereiro, o primeiro-ministro da França, Edouard Philippe, também condenou os atos antes de uma reunião com os bispos do país.

'Em uma semana, na França, 5 igrejas degradadas. Na nossa república secular, os lugares de culto são respeitados. Tais atos me chocam e devem ser unanimemente condenados. Vou contar aos bispos da França na reunião do fórum de diálogo com a Igreja Católica', disse ele.

n/d

Além da confissão no incidente na Igreja de São Nicolau, estão em curso investigações sobre os autores desses atos de vandalismo.

Embora ainda não esteja claro se os incidentes estão relacionados, eles lembram a série de ataques e vandalismo que a Igreja Católica na França e na Bélgica experimentou em 2016 pelo Estado Islâmico. O pior desses ataques incluiu o assassinato de pe. Jacques Hamel, que foi morto por jihadistas enquanto celebrava a missa em uma igreja em Saint-Etienne-du-Rouvray, na Normandia. Os assaltantes entraram na igreja e levaram o padre e quatro outros como reféns. A polícia local informou que a garganta do padre foi cortada no ataque e que ambos os sequestradores foram mortos a tiros pela polícia.

n/d

 

Fonte: https://barenakedislam.com/2019/02/16/gee-what-kind-of-folks-in-france-harbor-so-much-hate-for-catholics-that-they-would-vandalize-several-churches/
(Título original: Nossa, que tipo de pessoas na França nutrem tanto ódio pelos católicos que vandalizariam várias igrejas?)

 


 

Mensagens de Nossa Senhora Rainha da Paz a Pedro Regis (site www.apelosurgentes.com.br):

 

'A força do opositor causará grandes sofrimentos para os Meus pobres filhos. A Igreja será perseguida e em muitos lugares templos serão destruídos. Famosos santuários serão atacados e a morte estará presente no seio da Igreja.'' (Mensagem nº 2.986 - 19/04/2008)

 

'Os inimigos agirão com grande fúria contra a Igreja do Meu Jesus. Templos serão invadidos e haverá grande destruição. Chegará para a Igreja a hora do calvário.'' (Mensagem nº 3.011 - 17/06/2008)

 

'Queridos filhos, o demônio agirá com grande fúria contra a Igreja do Meu Jesus. Muitos templos serão invadidos e destruídos. Haverá grande perseguição na Casa de Deus. Destruirão os sacrários e matarão muitos consagrados.' (Mensagem nº 3.097 - 20/12/2008)

 

Veja também:

'As relíquias que Minha Igreja possui serão levadas para serem profanadas, devido a isto solicitei previamente que as relíquias sejam resgatadas e guardadas a partir deste instante, caso contrário, nenhum vestígio delas restará.' (Jesus Cristo a Luz de Maria, em 06-10-17) - Para ler na íntegra esta mensagem, clique AQUI.

 

 


Busca


Sábado, 25 de Maio de 2019





Acessos

Curta nossa página no facebook



Rainha Maria

Glória de Deus

Mulher Vestida de Sol