‹ voltar



Os símbolos do PEIXE e da CRUZ para proteção das casas

n/d

Símbolos que servem de proteção para as casas no período do cumprimento do Apocalipse. Estando protegidas as casas, serão lugares seguros durante as catástrofes também para os bens e para as pessoas que ali se refugiem.

 

No início da era cristã, o símbolo do peixe foi o primeiro identificador dos discípulos de Jesus, um sinal usado veladamente para fazer conhecer quem era seguidor de Jesus Cristo. Agora, nestes tempos finais em que os eventos descritos no Livro da Revelação começam a se cumprir, aprouve ao Céu trazer-nos este símbolo do peixe para ser ele, novamente, um elemento que servirá como sinal revestido de proteção para a casa dos cristãos durante a passagem dos castigos.

Também a Cruz, o segundo símbolo que identificou os cristãos logo depois dos peixes, e poderoso sacramental contra os demônios, é um dos objetos que dará proteção a nossas casas, conforme nos apontam as mensagens celestiais que nos chegam através dos escolhidos de Deus nestes tempos.  

Da Cruz, como símbolo, desnecessário falar sobre ela. Sobre o símbolo do peixe, discorremos sobre seu surgimento nas linhas abaixo.

O ideograma escolhido pelos primeiros cristãos, que compreendia cinco letras gregas, significa peixe (i.c.t.u.s.), que se deve decompor da seguinte maneira: Iesus Cristus Theous Unios Soter %u2013 Jesus Cristo, filho de Deus Salvador.O ideograma escolhido pelos primeiros cristãos, que compreendia cinco letras gregas, significa peixe (i.c.t.u.s.), que se deve decompor da seguinte maneira: Iesus Cristus Theous Unios Soter - Jesus Cristo, filho de Deus Salvador.

O surgimento do símbolo do peixe

O peixe veio a se tornar um dos primeiros símbolos cristãos, juntamente com a imagem do Bom Pastor e, posteriormente, com o Crucifixo. E o uso deste símbolo começou nos inícios da fé cristã, período nada fácil para os cristãos.

As perseguições contra os cristãos, frequentes e brutais nos três primeiros séculos do cristianismo, momento em que a fé em Cristo precisava ser vivida praticamente na clandestinidade por grande parte dos conversos, levou os cristãos a adotarem uma forma de identificarem aqueles que desejavam ingressar na fé cristã. Afinal, diante de tanta perseguição, como um cristão poderia saber se outra pessoa também era cristã? Além de tomar as precauções mais evidentes, como informar-se sobre a outra pessoa previamente sempre que possível, os primeiros cristãos vieram a utilizar “códigos secretos” para confirmar se estavam mesmo diante de um irmão da mesma crença.

Um desses códigos era o “Ichthys” ou “Ichthus”, palavra que, em grego antigo (ἰχθύς), significava “peixe“. As letras que formam a palavra “peixe” em grego, quando escritas em maiúsculas (ΙΧΘΥΣ), formam um acrônimo com as iniciais da expressão “Iēsous Christos Theou Yios Sōtēr“, que significa “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador” (em grego antigo: Ἰησοῦς Χριστός, Θεοῦ ͑Υιός, Σωτήρ).

A pronúncia correta dessa palavra grega não é fácil para quem fala português, já que as letras χ (ch) e θ (th) não têm correspondência em nosso idioma; no entanto, para facilitar, é aceita a pronúncia simplificada “íctis”.

n/d A hipótese mais levantada é a de que o cristão, quando supunha estar diante de outro cristão clandestino, desenhava uma curva ou meia-lua no chão. Se a pessoa desenhasse outra meia-lua sobreposta à dele, completando assim a figura de um peixe, seria muito maior a probabilidade de que se tratasse mesmo de um seguidor de Jesus que conhecia o “código secreto” cristão.

Outro uso do símbolo do peixe: os primeiros cristãos costumavam se encontrar nas catacumbas de Roma para professar a sua fé, e marcavam os lugares de reunião com o Ichthus.

 

Analogia entre a proteção de Deus no passado e nestes tempos

Convém deixar claro que, de forma análoga, durante a passagem da última e terrível praga pelo Egito, que tinha por finalidade mover o coração do Faraó para libertar o povo de Israel, Deus deu aos hebreus a orientação de, após cumpridos certos prévios requisitos, colocarem um sinal (o sangue de um cordeiro) na ombreira e na verga das portas de suas casas, para ser este um identificador de que ali naqueles lares estava o povo de Deus e em razão disto seriam poupados do flagelo desolador.

Deus nada faz sem comunicar aos Seus servos e Ele chamou Moisés e disse: “À meia-noite eu sairei pelo meio do Egito; e todo o primogênito na terra do Egito morrerá, desde o primogênito de Faraó, que haveria de assentar-se sobre o seu trono, até ao primogênito da serva que está detrás da mó, e todo o primogênito dos animais. E haverá grande clamor em toda a terra do Egito, como nunca houve semelhante e nunca haverá.” (Êxodo 11:4-6).

Todo primogênito do Egito morreria, desde o herdeiro do trono egípcio até o primogênito da mais humilde serva, incluindo-se aí os primogênitos dos animais. Havia uma única exceção à tal matança: “Mas entre todos os filhos de Israel nem mesmo um cão moverá a sua língua, desde os homens até aos animais, para que saibais que o Senhor fez diferença entre os egípcios e os israelitas.” (Êxodo 11:7).

“E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito.” (Êxodo 12:13).

n/d

Isto mostra que Deus faz diferença entre justos e ímpios, entre Seus servos e aqueles que servem a outros deuses, ou às suas próprias paixões. E é por isso que podemos confiar nas Suas indicações, dadas com a finalidade de nos servirem de proteção contra o Anjo da Morte nestes tempos de cumprimento do Apocalipse.

Assim como foram poupadas as famílias hebreias durante a passagem do Anjo da Morte com a sétima e última praga, naquela noite que gerou tremenda dor na terra do Egito, poupadas por terem colocado em suas portas o sinal que Deus lhes fez conhecer, também o Altíssimo livrará as casas de Seu povo, com seus bens e as pessoas que ali estiverem, dos castigos que sobrevirão, se forem seguidas Suas orientações que são, sobretudo, uma prova de fé de Seu povo para com Sua Palavra.

 

O símbolo do peixe e a cruz, citados nas mensagens celestes, para serem usados nestes tempos

 

Ao confidente Enoch ( http://www.mensajesdelbuenpastorenoc.org/mensajesrecientes.html  ) :

Deus Pai:

"Povo Meu, vós não temais, a oração, o jejum e a penitência, unidos à vossa fé, serão a maior fortaleza que vos ajudará a suportar o tempo de Minha Justiça. Quando a Terra estiver gemendo, orai e louvai a Glória de Deus e tudo irá passando sem causar-vos temor algum. Já é o tempo em que deveis ter colocada vossa Armadura Espiritual de manhã e à noite, fazendo-a extensiva a vossos filhos e familiares. Selai-vos com o Sangue e as Chagas de Meu Amado Filho e selai vossas famílias e casas pela manhã e à noite, para que estejais bem protegidos. Não esqueçais Ictus na porta de entrada de vossos lares e em cada um dos cômodos. Que tudo esteja selado com o Sangue de Meu Filho para que, quando passar o Anjo de Minha Justiça, não toque com sua Espada no povo de Deus." (Deus Pai em  27-01-2020)

Para ler a mensagem na íntegra CLIQUE AQUI


 

À confidente Vassula Ryden (Obra: A Verdadeira Vida em Deus - http://www.tlig.org/pt/messages/589/  )

Jesus Cristo:

"Os vossos antepassados comeram o maná, no deserto; e Eu dei já, a verdadeiras multidões, um sinal precursor da Minha Eucaristia, multipliquei os pães para as alimentar, como vos alimento agora a vós, com o Meu Corpo, para vos dar a Vida; multipliquei também os peixes, símbolo do Meu Nome, símbolo d'Aquele-Que-Vos-Alimenta, sinal símbolo do Meu Nome: IXOYE, que significa Jesus Cristo Filho de Deus e Salvador."  (Jesus Cristo, em 24-01-1991)


 

Ao confidente José Luis Matheus (Livro: UM MESSAGE D’AMOUR, Avertissements de Marie, Mère de Dieu eu Mère dês hommes, à deux voyants du Venezuela, página 155, de autoria de Xavier Reys Ayral)

 

“Dois outros grandes ramalhetes que nos são oferecidos para nossa proteção são os símbolos do Cristianismo. Com efeito, Maria convida-nos a colocar em todas as portas de entrada das nossas casas, um par de peixes – o primeiro símbolo do Cristianismo – de cor azul, ou branco, vermelho ou amarelo (ou dourado), devendo ser colocados paralelamente (um de cada lado da porta) e apontando na mesma direção. Maria sublinha que a disposição destes símbolos nas portas das casas daqueles que aceitam a Sua Mensagem é uma declaração aberta e pública da sua parte de que as suas casas são lares cristãos e que aqueles que aí vivem, levam uma vida cristã. Com estes símbolos, a Santíssima Virgem Maria promete uma proteção Divina durante as tribulações sobre as casas, os bens e as pessoas que aí se refugiem:

“...Assim que o Anjo Exterminador passar diante das vossas casas e vir o sinal que Eu vos dei, ele passará sem vos ferir...” 


 
Ao confidente Ivam Souza Siqueira (Obra: Mensagens de Nossa Senhora de La Salette, Mãe de Nova Aurora – Rainha do Triunfo  - https://sv-se.facebook.com/pages/category/Community/AparicoesdeNossaSenhoradeSaleteemNovaAurora.PR/posts/ )

Nossa Senhora: 

“A terra em breve será um deserto. Por isso, Eu vos falo que certos lugares do mundo serão respeitados pelos anjos exterminadores, porque esses lugares serão protegidos por suas piedades. Esses lugares são como boas sementes plantadas. Alerto-vos: será necessário ver um sinal especial nas portas dessas casas, para escapar da justiça exercida pelos anjos exterminadores. Este sinal será o peixe e a cruz.” (Página 14)

“Quero que coloqueis em vossas casas o símbolo da Cruz de Meu Filho, de preferência Cruz Saletina(*), com o símbolo: o martelo e a torquês. Terás que pordes também o sinal do Cristão, o símbolo do “peixe”. Essas casas, porém, em que forem colocados esses símbolos, já estão banhadas no sangue redentor de Meu Filho. Quando forem colocados estes símbolos, desejo que estejam bentos e que passeis água benta nas portas e janelas antes de pregardes os símbolos que ireis colocar.

Alerto-vos: não adiantará nada colocar os símbolos se não estiver na Graça. De nada valerá se não estais obedecendo, sou a Vossa Mãe, Nossa Senhora de La Salette.” (Páginas 19-20)

“... A casa também será uma casa cristã. As portas e janelas serão marcadas com a Cruz Vitoriosa de Meu Filho. E serão marcadas também com o sinal do peixe. O sinal do Cristão autêntico e zeloso pelas coisas do céu.” (Página 26)

 “Quem ainda não marcou sua porta com a cruz e o peixe, por amor marcai antes que o castigo tenebroso venha. Uma maldição terrível virá, por isso rezem, rezem muito.” (Página 56)

(*) Cruz Saletina – Cruz, martelo e torquês.

Os braços do crucifixo carregam os instrumentos da Paixão: o martelo, símbolo do pecado, que serviu para pregar Jesus à cruz, e a torquês, símbolo da conversão e da libertação, que serviu para tirar Jesus da cruz.Os braços do crucifixo carregam os instrumentos da Paixão: o martelo, símbolo do pecado, que serviu para pregar Jesus à cruz, e a torquês, símbolo da conversão e da libertação, que serviu para tirar Jesus da cruz.

 


 

Ao confidente Bento da Conceição (Obra: A Palavra Viva de Deus - https://pvdeus.com.br/ )

Maria, Rainha do Céu e da Terra:

"Filhinhos e filhinhas! Eu, Maria, vossa Mãe, Me disponho inteiramente a vos ajudar diante do Meu Santo Filho. Coloquem em suas residências a cruz nas portas da frente e dos fundos ou peixinhos com as iniciais conforme nele está escrito, para que fiquem fora do perigo que se aproxima." (Nossa Senhora, em 01-01-2000)


 

 

“O nosso socorro está no nome do SENHOR, que fez o céu e a terra.” (Salmo 124, 8)

“... multipliquei também os peixes, símbolo do Meu Nome, símbolo d'Aquele-Que-Vos-Alimenta, sinal símbolo do Meu Nome: IXOYE, que significa Jesus Cristo Filho de Deus e Salvador." 

(Jesus Cristo a Vassula Ryden, em 24-01-1991)


Busca


Quarta-feira, 03 de Junho de 2020







Acessos



Rainha Maria

Mulher Vestida de Sol