‹ voltar



"OS DEZ CHIFRES QUE VISTE SÃO DEZ REIS..." (Ap 17, 12) - O planejamento da divisão do mundo em 10 reinos

 

"Depois disto eu continuei olhando nas visões da noite, e eis aqui o quarto animal, terrível e espantoso, e muito forte, o qual tinha dentes grandes de ferro; ele devorava e fazia em pedaços, e pisava aos pés o que sobejava; era diferente de todos os animais que apareceram antes dele, e tinha dez chifres. Estando eu a considerar os chifres, eis que, entre eles subiu outro chifre pequeno, diante do qual três dos primeiros chifres foram arrancados; e eis que neste chifre havia olhos, como os de homem, e uma boca que falava grandes coisas." (Daniel 7, 7-8)

Os dez chifres que viste são dez reis, os quais ainda não receberam reino, mas recebem autoridade como reis, com a besta, durante uma hora. Têm estes um só pensamento e oferecem à besta o poder e a autoridade que possuem.” (Apocalipse 17, 12-13)


 

Somente 10 nações serão as que tomarão o poder sobre a Terra, e os seus dez líderes serão os que representarão a Nova Ordem Mundial. E este poder será entregue nas mãos do anticristo. Perceba que existe um plano definido e progressivo para estabelecer o formato de governo que será entregue para o anticristo. Já em 1973, um modelo protótipo desta futura divisão mundial começou a ser pensado pelo Clube de Roma. E por que partiu do Clube de Roma esta proposta? De acordo com Gary Kah (vide abaixo), o Clube de Roma foi encarregado da tarefa de supervisionar a regionalização e unificação de todo o mundo.

n/d

"E, quanto aos dez chifres, daquele mesmo reino se levantarão dez reis; e depois deles se levantará outro, o qual será diferente dos primeiros, e abaterá a três reis." (Daniel 7, 24)

 

Clube de Roma propõe a divisão do mundo em 10 blocos

Gary Kah, autor do livro En Route to Global Occupation (A Caminho da Ocupação Global), revela que, já desde muito tempo, existe o planejamento de uma divisão do mundo inteiro em apenas 10 regiões. O modelo desta divisão foi apresentado num relatório elaborado por Mihajlo Mesarovic e Eduard Pestel, dois membros do Clube de Roma (COR), e que foi publicado pelo Clube em 17 de setembro de 1973.  Em 1974, um ano após a distribuição do relatório aos membros do COR, Mesarovic e Pestel divulgam a proposta dessa divisão em um livro intitulado Mankind at the Turning Point, onde, nas páginas 161-164, aparece a imagem das mesmas dez regiões, só que desta vez a palavra "reinos" teria sido omitida.

As regiões seriam: Região 1: Estados Unidos e Canadá; Região 2: Europa Ocidental, Ilhas Britânicas, Noruega, Suécia, Finlândia e Turquia; Região 3: Japão e ilhas do Pacífico; Região 4: Austrália, Nova Zelândia e África do Sul; Região 5: Europa Oriental, Rússia, Sibéria, Mongólia e Coréia (sul e norte); Região 6: México, América Central e América do Sul; Região 7: Egito, Líbia, Tunísia, Argélia, Marrocos, Península Arábica, Jordânia, Síria, Irã, Iraque, Afeganistão, Paquistão; Região 8: África (excluindo os países africanos acima citados e África do Sul), Madagáscar; Região 9: Índia, sudeste da Ásia e Região 10: China.

 Livro %u201CA Caminho da Ocupação Global%u201D, do autor Gary H. Kah. Livro "A Caminho da Ocupação Global", do autor Gary H. Kah.

Sobre o Clube de Roma

Na definição apresentada pela Wikipédia, vemos que o Clube de Roma é um grupo de pessoas ilustres que se reúnem para debater um vasto conjunto de assuntos relacionados à política, economia internacional e, sobretudo, ao meio ambiente e o desenvolvimento sustentável. Foi fundado em 1968 pelo industrial italiano Aurelio Peccei e pelo cientista escocês Alexander King. Tornou-se muito conhecido a partir de 1972, ano da publicação do relatório intitulado Os Limites do Crescimento, elaborado por uma equipe do MIT (Massachusetts Institute of Technology), contratada pelo Clube de Roma e chefiada por Dana Meadows. O relatório, que ficaria conhecido como Relatório do Clube de Roma ou Relatório Meadows, tratava de problemas cruciais para o futuro desenvolvimento da humanidade tais como energia, poluição, saneamento, saúde, ambiente, tecnologia e crescimento populacional, foi publicado e vendeu mais de 30 milhões de cópias em 30 idiomas, tornando-se o livro sobre ambiente mais vendido da história. Utilizando modelos matemáticos, o MIT chegou à conclusão de que o Planeta Terra não suportaria o crescimento populacional devido à pressão gerada sobre os recursos naturais e energéticos e ao aumento da poluição, mesmo tendo em conta o avanço tecnológico. 

O Clube de Roma se apresenta como uma organização não-governamental livre de interesses políticos, ideológicos ou comerciais, cuja missão seria a de contribuir para a solução da problemática mundial, que é o conjunto complexo dos problemas cruciais que desafiam a humanidade, como: problemas políticos, sociais, econômicos, tecnológicos, meio ambiente, etc. A título de curiosidade, apenas: um membro brasileiro que integra o Clube de Roma é o ex-presidente da República, Sr. Fernando Henrique Cardoso.

 

Livro %u201CA Caminho da Ocupação Global%u201D, pags. 40-41, (sobre o Clube de Roma).Livro "A Caminho da Ocupação Global", pags. 40-41, (sobre o Clube de Roma).

Tradução das páginas 40-41 do livro acima (tradutor automático):

O Clube de Roma

Outra organização que retirou uma percentagem elevada dos seus membros do Conselho das Relações Exteriores é o Clube de Roma. O Clube de Roma (COR) afirma ser uma organização informal de menos de cem pessoas que são, segundo as suas próprias palavras, "... cientistas, educadores, economistas, humanistas, industriais, e funcionários públicos nacionais e internacionais... Entre estes, estão incluídos os membros da família Rockfeller. No total, há aproximadamente vinte e cinco membros do CFR que pertencem à Associação Americana para o Clube de Roma.

O Clube teve o seu início em Abril de 1968, quando líderes de dez países diferentes se reuniram em Roma a convite de Aurelio Peccei, um destacado industrial italiano com laços estreitos com as Corporações Fiat e Olivetti. A organização afirma ter as soluções para a Paz e prosperidade mundial. No entanto, estas soluções parecem sempre promover o conceito de governo mundial em detrimento da soberania nacional.

O Clube de Roma foi encarregado da tarefa de supervisionar a regionalização e unificação de todo o mundo; o Club poderia, portanto, dizer-se que está um passo acima dos Bilderbergers na hierarquia de um mundo. (O fundador do COR, Peccei, tem sido um associado próximo dos Bilderbergers. Tanto quanto pude determinar, a maior parte das diretivas para o planejamento do governo mundial são atualmente provenientes do Clube de Roma.

As conclusões e recomendações do Clube são publicadas de tempos em tempos em relatórios especiais, altamente confidenciais, que são enviados para a elite de poder para serem implementadas. Em 17 de Setembro de 1973 foi publicado um desses relatórios, intitulado Modelo Regionalizado e Adaptativo do Sistema Mundial Global, preparado pelos membros do COR Mihajlo Mesarovic e Eduard Pestel.

O documento revela que o Clube dividiu o mundo em dez regiões políticas/econômicas, a que se refere como "reinos" (Isto parece-me um cumprimento de Daniel 7:15-28 e Apocalipse 13 em elaboração). Embora estes "reinos" não estejam definidos em concreto e ainda possam ocorrer mudanças, dá-nos uma ideia do que nos espera.

Referindo-se ao estudo Mesarovic-Peccel, Aurelio Peccei, o fundador do Clube, afirma:

O seu modelo mundial, baseado nos novos desenvolvimentos da teoria dos sistemas hierárquicos multiníveis, divide o mundo em dez regiões independentes e mutuamente interativas de coerência política, econômica ou ambiental... Reconhecer-se-á, evidentemente, que estes ainda são modelos protótipos. Mesarovic e Pestel assumiram uma tarefa hercúlea. A plena implementação do seu trabalho levará muitos anos. 

Em 1974, apenas um ano após a distribuição do relatório aos membros do Clube, Mesarovic e Pestel divulgam a sua "descoberta" num livro intitulado Mankind at the Turning Point, que se destinava ao consumo público. Nas páginas 161-164 deste livro, os autores mostram as mesmas dez regiões; só que desta vez a palavra "reinos" foi omitida. Obviamente não queriam que o público conhecesse a verdadeira natureza das ambições políticas do Clube.

O que é particularmente perturbador em tudo isto é que o Clube de Roma está sendo conduzido espiritualmente, como no ocultismo. Nas páginas 151 e 152 de Makind at the Turning Point, Aurelio Peccei revela a sua crença panteísta/Nova Era, falando sobre a comunhão do homem com a natureza e o transcedente e usando o termo "noosfera" ao referir-se ao campo coletivo da inteligência da raça humana. Esta expressão invulgar não pode ser encontrada num dicionário. Ao usar o termo "noosphere" Perccei entrega-se como aluno de Pierre Teilhard de Chardin, um padre jesuíta francês (agora falecido) cujas ideias e escritos ocultistas, descobriria mais tarde, tiveram um impacto profundo no movimento da Nova Era. Na verdade, Chardin é um dos escritores mais frequentemente citados pelos principais ocultistas da Nova Era.

Na conclusão do livro, Peccei comenta: "Os filósofos têm, desde os tempos antigos, sublinhado a unidade da existência e a interligação de todos os elementos da natureza, do homem e do pensamento. No entanto, o seu ensino raramente se tem refletido no comportamento político ou social.” O Clube de Roma e a sua rede de organizações filiadas gostariam de mudar tudo isso.

A inclinação Nova Era do COR reflete-se na sua filiação na Associação Americana, que incluía os falecidos primos normandos, o presidente honorário de longa data dos Cidadãos Planetários e possivelmente o nome mais conhecido e respeitado na vanguarda do movimento da Nova Era. Outros membros são John Naisbitt, autor de Megatrends; Amory Lovins, orador no centro New Age de John Denver (Windstar, em Snowmass, Colorado); Betty Friedan, presidente fundadora da Organização Nacional das Mulheres; e Jean Housion e Hazel Henderson, autores conhecidos e oradores nos centros e conferências New Age.    

 

Desenho da configuração mundial proposta pelo relatório elaborado pelo Clube de Roma, em 1973.  Livro %u201CEn Route to Global Occupation%u201D, pg.42Desenho da configuração mundial proposta pelo relatório elaborado pelo Clube de Roma, em 1973. Livro "En Route to Global Occupation", pg.42.

 

O livro de Gary Kah, En Route to Global Occupation (A Caminho da Ocupação Global) pode ser acessado no link abaixo:

https://archive.org/details/EnRouteToGlobalOccupation/page/n23/mode/1up

 


 

“Este não é um momento qualquer, é o momento dos momentos em que dez nações serão as que tomarão o poder sobre a Terra e os seus dez líderes serão os que representarão a Nova Ordem Mundial.” (Virgem Maria a Luz de Maria, em 28-01-2016)      Para ler a mensagem na íntegra, CLIQUE AQUI

 

Revelações a Luz de Maria sobre a Nova Ordem Mundial...


Busca


Domingo, 20 de Setembro de 2020







Acessos



Rainha Maria

Mulher Vestida de Sol