‹ voltar



Cardeal Müller denuncia: BUSCAM O CONTROLE ABSOLUTO DO PENSAMENTO, FALA E AÇÃO

n/d

Zbigniew Kazimierz  Brzezinski (28-03-1928/26-05-2017) foi um cientista político, geopolítico e estadista americano, de origem polonesa, que serviu como Conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos durante a presidência de Jimmy Carter, entre 1977 e 1981. Em sua obra "Between two ages: America’s role in the technotronic era" (“Entre duas idades: o papel da América na era tecnotrônica”). de 1970, expressou abertamente os planos de seus chefes: Aumentará o controle político e social sobre o indivíduo. A sociedade estará controlada. Cada cidadão será objeto de vigilância total. Se terá um arquivo com toda informação, e poderá ser revisada em questão de segundos. Se exercerá o controle mental das pessoas, através de meios bioquímicos e manipulação genética”.

Como estamos vendo, o que está se formando agora foi arquitetado há muito tempo... Um controle total, para dominar sua mente, seus pensamentos, suas emoções...

 

Artigo:

Cardeal Müller adverte contra o Grande Reset: “Buscam controle absoluto do pensamento, fala e ação”

 

Fonte: https://templariodemaria.com/cardeal-muller-adverte-contra-o-grande-reset-buscam-controle-absoluto-do-pensamento-fala-e-acao/
Em 06-02-2021

O cardeal Gerhard Müller, prefeito emérito da Congregação para a Doutrina da Fé, falou com Edward Pentin, do National Catholic Register, sobre o atual debate sobre o “Grande Reset” (grande reinicialização), promovido pelo Fórum Econômico Mundial (WEF) de Davos. Eles buscam “controle absoluto do pensamento, fala e ação” de toda a população.

O cardeal emitiu um sério aviso de que vê uma fusão das organizações capitalistas ocidentais com a China, formando um novo “capital-socialismo unificado”. O prelado alemão disse a Pentin que dois campos – “capitalismo especulativo, os gigantes da grande tecnologia dos países ocidentais” e “comunismo da República Popular da China” – estão hoje “convergindo e se fundindo em um capital-socialismo unificado”, produzindo um “novo colonialismo”.

The Great Reset (ou Great Readjustment) é um programa do Fórum Econômico Mundial (WEF) que usa a crise causada pela pandemia como uma desculpa para uma reformulação fundamental da forma como os seres humanos vivem juntos nesta terra. O WEF declara em seu site que “as mudanças que já vimos em resposta ao COVID-19 mostram que é possível redefinir nossos fundamentos econômicos e sociais”. À luz das crises econômicas e ambientais previstas, o WEF propõe que “devemos construir uma base totalmente nova para nossos sistemas econômicos e sociais”. O que essa reconstrução de nossas sociedades deve parecer aos olhos desses atores financeiros e econômicos globais pode ser visto em seu próprio vídeo do WEF intitulado “Oito previsões para o mundo em 2030”.

O vídeo prevê que “você não terá nada e será feliz. O que você quiser, você aluga e eles te entregam com um drone”. Junto com a abolição da propriedade privada – um objetivo típico das ideologias socialistas – o WEF também vê o fim dos valores ocidentais que são obviamente baseados no Cristianismo: “Os valores ocidentais terão sido testados a ponto de se romper”. Que tipo de valores substituirão esses “valores ocidentais” e de onde eles virão?

Neste contexto, os comentários do Cardeal Müller são importantes, pois ele está denunciando este novo programa ideológico para o nosso mundo. Embora esteja bem com pessoas das esferas econômica e política se encontrando e discutindo questões importantes, o cardeal alemão se pergunta que “imagem de humanidade” o WEF realmente tem. Ao mesmo tempo, advertiu que o objetivo dessa nova força de fusão – a colaboração das grandes entidades capitalistas com a China – é “o controle absoluto do pensamento, da palavra e da ação”.

O cardeal destaca a importância do mundo digital hoje e como isso afeta a vida humana. Ele vê que um “homem homogeneizado” está sendo criado e que esse homem “pode ​​ser mais facilmente dirigido”.

“O mundo orwelliano do homo digitalis começou”, explicou ele. “Por meio do mainstreaming, você deseja alcançar a conformidade total da consciência das massas por meio da mídia”. Müller aponta para o autor francês do século 19, Gustave Le Bon, que previu tal situação em seu livro The Psychology of Crowds.

O cardeal Müller também rejeitou a ideia de que tais críticas ao Grande Reset e seus planos ideológicos sejam meras “teorias da conspiração” e acrescentou que os sistemas totalitários “sempre denegriram qualquer crítica como conspiração e subversão”. Nesse sentido, ele apontou para as inúmeras advertências sobre os governos totalitários no século 20 e explicou que “dificilmente podem ser desacreditadas como teorias da conspiração, uma vez que os desenvolvimentos políticos reais provaram que estavam certos”.

Advertindo que as promessas do Grande Reset e outros programas semelhantes de fundações muito ricas não devem ser tomadas como esforços inocentes, o prelado alemão afirmou que “a confiança cega na atitude filantrópica dos líderes das Grandes Fundações e Sociedades Abertas só é possível com uma negação completamente ingênua da realidade. ‘

O Prefeito emérito da Doutrina da Fé destacou que no passado houve tentativas de recriar o homem e inventar o mundo de novo. Essas tentativas sempre se transformaram em movimentos totalitários. Sempre que o homem quis “recriar e redimir a si mesmo”, disse a Pentin, um monstro foi criado em seu lugar, citando como exemplo a “horrível experiência humana” da União Soviética comunista que coincidiu com a revolução industrial. “Isso deveria ter nos convencido”, acrescentou, “de que a utopia de um paraíso na terra, sob qualquer forma, dá origem aos maiores crimes contra a humanidade (negação da liberdade aos dissidentes, destruição do trabalho, redução da população pelo aborto e eutanásia). A natureza do homem, ferido pelo pecado, ele precisa do perdão divino. Somente a graça de Deus pode nos redimir e nos dar a liberdade e a glória dos filhos de Deus.

Acontece que o novo presidente dos Estados Unidos, Joseph Biden, é aliado do programa Great Reset e chega a chamar sua nova agenda de “Build Back Better” (Reconstruir melhor), slogan que também vem sendo utilizado pelo Fórum Econômico Mundial. O Fórum Econômico Mundial alinhou-se com a China ao mesmo tempo e convidou seu presidente Xi Jingping para fazer um discurso no dia de abertura de sua reunião anual (virtual) de 2021. O próprio WEF descreveu sua participação no fórum como “oportunidade histórica colaboração".

Em outubro de 2020, o cardeal Müller já advertia que a eleição de Biden como presidente dos Estados Unidos poderia ter sérios efeitos tanto nos Estados Unidos quanto nas democracias mundiais, especialmente à luz do crescente poder da China. Em declarações ao Breitbart News, o cardeal alemão afirmou: “O resultado das eleições nos Estados Unidos determinará se este país continuará a ser a principal potência mundial – pela liberdade e pela democracia – ou se uma ditadura comunista assumirá esse papel pela comunidade."

Falando sobre a ditadura chinesa e seu crescente poder no mundo, o Cardeal Müller afirmou que “na China se repete o lema da Alemanha nazista: Você não é nada, o Estado é tudo. E, no entanto, a verdade é o contrário: as pessoas são tudo e o Estado existe apenas para servir ao bem comum. E como os Estados Unidos são a primeira potência no mundo livre, eles também devem acabar com o domínio imperialista de uma superpotência comunista que busca a dominação mundial e permitir que o povo chinês e outros povos oprimidos entrem na comunidade e na solidariedade dos povos livres.

Perfeitamente alinhado com a previsão do WEF de que os ‘valores ocidentais’ logo atingirão seu ponto de ruptura, o cardeal Müller em janeiro de 2021 expressou preocupação de que o novo regime de Biden esteja liderando uma campanha para ‘descristianizar a cultura ocidental’. Em declarações ao site católico austríaco Kath.net, o prelado afirmou que o governo Biden, “com seu poder político, midiático e econômico concentrado, está na vanguarda da campanha mais sutilmente brutal dos últimos 100 anos para descristianizar a cultura ocidental.” Ele estava se referindo às políticas de Biden sobre o aborto, LGTBI e ideologia de gênero. O próprio Fórum Econômico Mundial também está promovendo a agenda LGBT, bem como a agenda do aborto.


 

"Dirigi-vos em direção a grandes tribulações, o sabeis... como nunca antes as vivestes. A ordem mundial tem programado que toda a humanidade, em todos os seus níveis, mude totalmente. Seus planos são levar a humanidade a mudar em todos os aspectos mediante uma indução eletromagnética programada, para que a criatura humana seja alterada em sua mente, pensamento, e atuação." (Virgem Maria a Luz de Maria, em 29-11-2020. Para ler a mensagem na íntegra CLIQUE AQUI )

 

“Amados filhos do Meu Coração Imaculado: Não coloqueis no corpo nenhum chip, estes são o prelúdio do microchip com que o anticristo dominará a humanidade. Não deixeis que vos governem a mente, nem as emoções, nem os pensamentos, nem as decisões...” (Virgem Maria a Luz de Maria, em 30-07-2017. Para ler a mensagem na íntegra CLIQUE AQUI )
 

“Bem sabeis, filhos, que Satanás erigiu um grande e potente império de onde, por meio de seus tentáculos, manobra os acontecimentos da humanidade: as modas, o aborto com condescendência, a eutanásia, as permissões contrárias à Nossa Vontade, os vícios de toda índole, o desejo desenfreado da carne, os atos que Me envergonham da parte de alguns de Meus filhos prediletos, a falta de caridade ao permitir que filhos Meus morram de fome, a ambição, as injúrias a Meus verdadeiros instrumentos, a negação aos chamados de Minha Mãe, as enfermidades criadas em laboratórios, os compromissos entre os organismos internacionais contra Meu povo, as perseguições religiosas... O mal se empenhou em imobilizar o pensamento do homem incapacitando-o para que não seja criativo, mas seja um seguidor, com isto Meus filhos não pensam, apenas acolhem os pensamentos alheios que se encontram saturados do mal, com um objetivo claro: assumirem o controle da mente da humanidade. Meus filhos têm que se tornar independentes da tecnologia mal utilizada, já que por meio dela o demônio monopoliza, absorve e anula o dom que o homem possui: a comunicação e a fraternidade." (Jesus Cristo a Luz de Maria, em 08-06-2018. Para ler a mensagem na íntegra, CLIQUE AQUI )

 

“Por meio do microchip, o homem será anulado no seu pensamento e a liberdade que o meu Filho deu ao homem ser-lhe-á arrebatada definitivamente.” (Virgem Maria a Luz de Maria, em 07-07-2017. Para ler a mensage na íntegra CLIQUE AQUI )


Busca


Terça-feira, 02 de Março de 2021







Acessos




Mulher Vestida de Sol