‹ voltar



Coletânea de profecias sobre diversos temas, recebidas por santos, religiosos, beatos e papas

n/d
Santo Hilário de Poitiers

“O anticristo ensinará que Cristo era um impostor e que não era o verdadeiro Filho de Deus”.

 

Santo Efrém o Sírio

“Dissimuladamente, ele (o anticristo) vai agradar a todos, ele não vai aceitar cargos ou funções, ele não vai mostrar favoritismo para com as pessoas, vai ser amável para com todos, calmo em todas as coisas, irá recusar presentes, parecerá afável com o próximo, e assim, todos irão elogiá-lo exclamando: «Eis um homem justo!»” «Erit omnibus subdole placidus, munera non suscipiens, personam non praeponens, amabilis omnibus, quietus universis, xenia non appetens, affabilis apparens in proximos, ita ut beatificent eum omnes homines dicentes: Justus homo hic est!». 

«Homily on the Corning of the Lord and Antchrist» (ver, a tradução para o inglês de «Eerdmans das Catechetical Lectures», p. 106-110. A homilia de Santo Efrém, «Concerining the Coming of the End of the Wold and the Coming of Antichrist», foi traduzida para o inglês na «Orthodox Life» 1970, nº 3).

 

São Nilo, o Sinaita

"Depois do ano 1900, por meados do século XX, as pessoas se tornarão irreconhecíveis. (...) Quando se aproximar o tempo da vinda do Anticristo, a inteligência dos homens será obscurecida pelas paixões carnais: a degradação e o desregramento se acentuarão. E o mundo ficará irreconhecível. As pessoas mudarão de aparência, tornando-se impossível distinguir os homens das mulheres, por causa do descaramento em seu modo de vestir e da moda dos cabelos. Essas pessoas serão desumanas e como autênticos animais selvagens, devido às tentações do Anticristo. Não mais se respeitarão os pais e as pessoas idosas. O amor desaparecerá. E os pastores cristãos, bispos e padres, serão homens frívolos, completamente incapazes de distinguir entre o caminho da direita e o da esquerda. Nesse tempo, as leis morais e as tradições dos cristãos e da Igreja mudarão. As pessoas já não praticarão a modéstia e reinará a dissipação! (...) A mentira e a cobiça atingirão grandes proporções, e infelizes daqueles que amontoarem as riquezas! A luxúria, o adultério, a homossexualidade, os actos ocultos e o assassínio serão regras da sociedade. Nesse tempo, devido ao poder de tão grandes crimes e de uma tal devassidão, as pessoas serão privadas da graça do Espírito Santo, recebida no Baptismo, e nem sentirão remorsos. As igrejas serão privadas de pastores piedosos e tementes a Deus, e infelizes dos cristãos que estiverem na terra nesses momentos! Perderão a fé, porque não haverá mais quem lhes mostre a luz da verdade. Afastar-se-ão do mundo, refugiando-se em lugares santos, na intenção de aliviar seus sofrimentos espirituais, mas só encontrarão obstáculos e contrariedades por toda a parte. Tudo isso se deverá ao facto de o Anticristo querer ser o senhor de todas as coisas e o mestre do universo. Ele realizará milagres e sinais inexplicáveis. Dará também ao homem uma sabedoria capaz de descobrir um modo pelo qual uma pessoa possa ter uma conversa com outra, de um canto ao outro da Terra. Nesse tempo, os homens voarão pelos ares como aves e descerão ao seio do oceano como peixes. E quando se encontrarem em tais circunstâncias, esses infelizes verão suas vidas rodeadas de conforto, sem saber que tudo não passa de um embuste de Satanás. Esse encherá a ciência de vaidade, a tal ponto que ela se afastará do caminho recto, levando as pessoas a perderam a fé na existência de Deus. (...) E Deus, infinitamente bom, vendo a decadência da raça humana, abreviará os dias, por amor ao pequeno número dos que deverão ser salvos, porque o inimigo desejaria arrastar até mesmo os eleitos à tentação, se tal fosse possível. Então a espada do castigo virá de repente e derrubará o Corruptor e seus servidores."

 

Papa São Gregório Magno

“A Igreja, nos últimos tempos, será espoliada da sua virtude. O espírito profético esconder-se-á, não mais terá a graça de curar, terá diminuta a graça da abstinência, o ensino esvair-se-á, reduzir-se-á, senão desaparecerá de todo o poder dos prodígios e dos milagres. Para o anticristo está se preparando um exército de sacerdotes apóstatas.”

 


São João Damasceno

 “O anticristo reinará de oceano a oceano. Será um filho ilegítimo, sob o poder de Satanás... Deus permitirá que o demónio tome completa posse dele, desde sua pecaminosa concepção.”

 

Santa Hildegarda de Bingen, Doutora da Igreja

Uma das muitas visões que teve, foram a de cinco animais ou bestas. Eles representavam os cinco diferentes períodos históricos, "momentos ferozes do governo temporal e do seu efeito sobre a Igreja Católica." Os cinco animais se assemelhavam a um Cão do Fogo, um Leão Amarelo, um Cavalo Branco, um Porco Preto, e um Lobo Cinzento. As épocas que representam são definidas por cada um dos cinco desejos carnais pecaminosos que caracterizam cada tempo. A partir da boca de cada animal sai uma corda escura que se prolonga para cada um dos cinco picos emergentes. Os picos significam desejos carnais, e as cordas que vão até eles significa que o poder desses desejos perdurará em cada período que cada besta representa.

O Cão de Fogo - O cão de fogo refere-se ao tempo de 1870 até o início da Primeira Guerra Mundial. E que o pecado predominante nesta época, que viu 30 monarcas reinantes e aumento da industrialização e do socialismo, foi a falta de justiça. Durante este tempo, a Igreja foi despojado dos Estados Pontifícios, e o Papa Leão XIII publicou a Rerum Novarum, precisamente para tratar de questões de injustiça social e económica.

O Leão Amarelo - O Leão Amarelo do segundo período representa a era de guerras, 1914-1945, caracterizada pelo pecado de relativismo moral e o desdém para a "Justiça de Deus". Durante este tempo, o Tratado de Latrão, assinado pelo ditador Mussolini estabeleceu a cidade-estado do Vaticano.

O Cavalo Branco - A terceira era, simbolizada por um Cavalo Branco, estende-se desde 1945 até o fim da Guerra Fria, em 1991, e é identificada pela libertinagem e falta de virtude. Nesta época os "reinos" perdem a sua "força", tornaram-se fracos e pálidos, e os "corações se partem."

O Porco Preto - A quarta era, do Porco Preto é a nossa época. Desta vez, traz os frutos do deboche, que são a impureza e a fornicação. Esta é a descrição de Santa Hildegarda do quarto animal: " ... é como um porco preto, que terá líderes que se enegrecem na miséria e chafurdam na lama de impureza. Eles violam a lei de Deus, pela fornicação e outros males, e afastam-se da santidade dos mandamentos de Deus."

O Lobo Cinzento - A quinta e última Besta, ou Lobo Cinzento astuto, será um tempo de conflitos, pilhagens, turbulência económica e a luta de classes. Mostra como o tempo do anticristo está chegando. Esta época será caracterizada por um declínio significativo do domínio dos EUA no mundo. Santa Hildegarda descreve a era do lobo cinzento com maior detalhe do que as restantes idades. Ela diz que haverá pessoas nesta época que serão "... nem preto nem branco, mas cinzentas, pela sua astúcia." No simbolismo das cordas para Hildegarda, o preto refere-se ao mal, enquanto o branco se refere à santidade. O que vai identificar as pessoas desta época vai ser a de apresentarem ambas as características. Pode haver vários grupos que se encaixam nessa descrição, incluindo os muçulmanos, que sendo devotos ferrenhos, perseguem encarniçadamente a Igreja Cristã. 

Sobre o Anticristo, Santa Hildegarda diz o seguinte:

"O Anticristo reinará por um breve tempo. (...) Apresentar-se-á como Messias enviado por Deus, e os judeus o aceitarão como tal. No entanto, tratará de transformar toda a ordem da Terra. Desprezará as leis e os princípios religiosos para atrair o mundo a si. Concederá total liberdade em relação aos mandamentos de Deus, permitindo que cada um viva ao sabor de suas paixões. Pregará o amor ilícito e destruirá os laços familiares. Afirmará que os pecados e vícios não são nem pecados nem vícios. Precedendo imediatamente o Anticristo, haverá inundações e terramotos."

 

São Francisco de Assis

Tradução do livro “WORKS OF THE SERAPHIC FATHER ST. FRANCIS OF ASSISI” - Algumas Profecias do Santo Pai S. Francisco”, XIII, página 248.

Pouco antes da morte do Pai santo, ele convocou os seus Filhos e alertou-os sobre os problemas que haviam de vir, dizendo:

«Ajam com bravura, meus irmãos; ganhem coragem e confiem no Senhor. Em breve se aproxima o tempo no qual haverão grandes provas e aflições; perplexidades e discórdias, tanto espirituais como temporais, virão em abundância; a caridade de muitos esfriará, enquanto a malícia dos ímpios aumentará. Os diabos terão um poder fora do usual; a imaculada pureza de nossa Ordem, e de outras, será tão obscurecida, que haverá bem poucos Cristãos que obedecerão ao verdadeiro Soberano Pontífice e à Igreja Romana com corações leais e caridade perfeita. Nos tempos desta tribulação, um homem não canonicamente eleito será elevado ao Pontificado, que, com sua astúcia, empenhar-se-á em levar muitos ao erro e à morte. Então escândalos se multiplicarão, a nossa Ordem será dividida, e muitas outras serão totalmente destruídas, porque consentirão o erro em vez de o combater. Haverá uma tal diversidade de opiniões e cismas entre as pessoas, os religiosos e o clero, que, se aqueles dias não fossem abreviados, segundo as palavras do Evangelho, até os eleitos seriam levados ao erro, se não fossem guiados, no meio de tão grande confusão, pela imensa misericórdia de Deus. Então a nossa Regra e nosso modo de vida serão violentamente combatidos por alguns, e provas terríveis cairão sobre nós. Os que permanecerem fiéis receberão a coroa da vida; mas ai dos que, confiando somente em sua Ordem, caírem em mornidão, pois não serão capazes de suportar as tentações permitidas como teste para os eleitos. Os que perseverarem em seu fervor e mantiverem sua virtude com amor e zelo pela verdade sofrerão injúrias e perseguições como sendo rebeldes e cismáticos; pois os seus perseguidores, instigados por espíritos malignos, dirão que prestam um grande serviço a Deus, eliminando aqueles homens pestilentos da face da Terra; mas o Senhor será o refúgio dos aflitos, e salvará todos que nEle confiarem. E a fim de serem como o seu Mestre, estes, os eleitos, agirão com confiança e com sua morte obterão para si próprios a vida eterna; escolhendo obedecer a Deus e não aos homens, eles não temerão nada e preferirão perecer, do que aprovar a falsidade e a perfídia. Alguns pregadores manterão silêncio sobre a verdade, e outros a calcarão aos pés e a negarão. A santidade de vida será desprezada até pelos que exteriormente a professam, pois naqueles dias Nosso Senhor Jesus Cristo lhes mandará não um verdadeiro pastor, mas um destruidor».

 

Santo Ângelo da Sicília ou Santo Ângelo de Jerusalém

Enquanto Santo Ângelo viveu 5 anos como eremita no deserto, Jesus disse-lhe: “Sabe Ângelo, servo Meu, a cidade de Jerusalém, a Galileia e toda a terra da promissão, Capadócia e Egito, com muitas regiões da Ásia e da África, passados poucos anos, passarão todas para o poder dos Ismaelitas (muçulmanos): as Igrejas, os Templos que tu vês agora, onde se celebram os louvores divinos, serão destruídos. e as cerimónias, costumes e observâncias dos cristãos em tudo, quase serão reduzidos a nada. E o poder de Maomé e de seus sucessores crescerá sempre mais e atemorizará quase todas as gentes e será com isto amedrontada e molestada toda a Europa, e virá fogo, sangue, ruína e quase total destruição e haverá grande aflição e crescerá o furor e ira sobre os  filhos da ingratidão. Estas coisas virão pela abominação daqueles que edificam a Babilónia, dissipam o Santuário e sustentam o povo da maldade, ódio e rancor e o arrastam à crueldade, desonestidade, malícia e pecado.

Então Santo Ângelo disse: “Quando, meu Senhor, isso há de suceder? 

Cristo respondeu-lhe: “Quando a Igreja, despojada do seu esplendor jazer como uma viúva. Quando a Cadeira do Pontífice Romano seja posta em contradição, quando se levantarem os hipócritas com cor e pretexto de santidade e religião, defraudarem os povos, e a Igreja estiver cheia de seitas, nas quais reinarão a soberba, a ambição, a luxúria, com todo o esquadrão de seus filhos. Quando os príncipes divididos guerrearem e um Bispo estiver contra outro, e as mulheres se tornarem ministras em lugar dos sacerdotes e quase seja tirada toda a paz do mundo, e da discórdia nasça a morte. Quando os hereges prevalecerem, e a Fé estiver quase extinta e os seus pregadores se derem a vaidades e loucuras, então meu Eterno Pai mandará o seu furor e permitirá que os filhos da ingratidão sejam atormentados pelos inimigos do meu Nome. Todas estas calamidades lhes sobrevirão pelos seus pecados.”

 

Santa Brígida da Suécia

Jesus lhe disse: Se a vergonha e o arrependimento coubessem a mim, com razão Eu poderia dizer agora: “Eu Me arrependo de haver criado o homem!” Porque parece ter gosto de se atirar na rede, e por mais avisos que lhe sejam dados, segue sempre os desejos de sua vontade, e já não é mais necessário que o diabo o tente para a violência, porque o homem atingiu a malícia do próprio diabo. São estes homens, como cães de caça que no começo são levados à trilha, onde se acostumaram a pegar e despedaçar os animais, sem dar tempo de os caçadores de acudirem à presa. Assim o homem, acostumou-se tanto a pecar, que já se antecipa ao pecado, antes mesmo que o diabo o tente.
Eis como Nosso Senhor ameaça os pecadores de todo mundo: Ouvi, vós todos, os inimigos meus que viveis neste mundo, pois não falo isso para os meus amigos, os que fazem a minha vontade. Ouvi ó clérigos todos, arcebispos e bispos e todos vós que comandais na Minha Igreja. Ouvi ó religiosos, seja a qual ordem pertençais. Ouvi reis e príncipes e todos os juízes da Terra e todos vossos vassalos. Ouvi, ó rainhas e princesas, senhoras e escravas e todos vos, seja a qual categoria pertençais grandes e pequenos que habitais a terra, ouvi agora as palavras que Vos digo, Eu mesmo que vos criei. Queixo-me de que vos haveis afastado de mim e acreditado no demónio, meu inimigo. Haveis quebrantado os meus mandamentos e seguido a vontade do demónio, e obedeceis às suas inspirações, sem ter em conta de que Eu, Deus imutável e Eterno Criador vosso, baixei dos céus nas entranhas de uma Virgem, tomei a carne dela e habitei entre vós. Por vós padeci e morri numa cruz! Nada disso considerais inimigos meus, porque estais alucinados, e assim levais com enganosa suavidade o jugo e a carga do demónio, mas viveis na ignorância, pois não sentis que este jugo vos levará à dor de uma carga interminável no inferno. Não vos basta nada disso, mas é tanta a vossa soberba, que se pudésseis Me destronar, o faríeis com toda gana. Já é tanta a sensualidade da vossa carne, que gostaríeis de vos livrardes de Mim, em nome do vosso deleite desordenado. Vossa cobiça também é insaciável como um saco furado, porque já nada a pode satisfazer. Fazei, pois, agora aquilo que quiserdes e nisso prosperai. Por conseguinte Eu juro pela Minha Divindade, que se morrêsseis agora no estado de alma em que estais nunca veríeis Minha Face, pois com vossa soberba vos havíeis de submergir tão profundamente no inferno, que todos os demónios ficariam sobre vós, afligindo-vos incansavelmente: por vossa luxúria seríeis plenos do veneno dos demónios, e por vossa cobiça, seríeis atormentados por dores e angústias, sendo participantes de todos os males infernais. Ó inimigos meus, abomináveis, degenerados e desgraçados, sois aos meus olhos como um verme morto no Inverno. Fazei, pois prosperar agora os vossos intentos, mas Eu me levantarei na estação da seca, e então calareis e não vos livrareis das minhas mãos.

Noutra altura: "40 anos antes do ano 2000, o demónio será deixado solto, por um tempo. Quando tudo parecer perdido, Deus, mesmo de improviso, porá fim à maldade. (...) Os sacerdotes deixarão de usar o hábito santo e se vestirão como pessoas comuns, as mulheres se vestirão como homens e os homens como mulheres."

 

São Vicente Ferrer

Virá um tempo como jamais visto! Chorará a Igreja! As viúvas se levantarão ferindo os seus peitos, sem encontrarem consolo. Esta hora está próxima, e ela chegará sem falta, no tempo em que dois tentarem fazer-se reis, seus dias não demorarão muito. Chorai velhos e anciãos! Suplicai e chorai quando fordes testemunhas de um estrondo tão grande, qual não houve nem haverá outro maior, senão aquele que se experimentará no dia do Juízo Final... Estes dias não tardam, já estão às vossas portas, pelos sinais os reconhecereis. Quando as mulheres se vestirem de homem, portando-se todas conforme os modos da licenciosidade e é quando, vilmente, os homens se vestirão de mulher.

 

Beato Nicolau de Flue

Filhos meus, não vos deixeis levar pelo mau caminho das inovações... ficai sempre no mesmo caminho percorrido pelos vossos pais. Preservai e mantende o que vos foi ensinado. Será suficiente que suporteis os ataques, as tempestades e os furacões que irão surgir com grande violência. A Igreja será punida porque a maioria dos seus membros, no topo e na base, se perverterão. A igreja irá se afundar cada vez mais até que por fim parecerá ter-se extinto, e a sucessão de Pedro e dos outros apóstolos parecerá concluída. Mas, depois disso, será vitoriosamente exaltada (com o fim do falso profeta e o retorno de Jesus Cristo) à vista de todos os que duvidam.

 

Venerável Bartolomeu de Holzhauser

Durante três dias a Terra estará submersa na maior obscuridade, como já aconteceu antes no Egipto. Então o anjo exterminador abaterá a todos os que se levantaram com ódio satânico contra a Igreja e seus sacerdotes.


Irmã Marie des Vallés

O Juízo deste mundo será pelo fogo. Será um dilúvio de fogo, precursor de um dilúvio de graças do Espírito Santo conforme lhe anunciou Nosso Senhor... Porque serão três dilúvios: o primeiro foi o do Pai Eterno o dilúvio de água, com Noé. O segundo foi um dilúvio de sangue, por Jesus. O terceiro será um dilúvio de fogo, pelo divino Espírito Santo. O primeiro e o segundo já passaram, mas o terceiro virá. Ele encontrará muita coisa ainda verde para queimar.

 

Bernardo Rembort

As pessoas se riem de mim, dizendo que sou um pobre jogral. Porém virá o tempo em que as minhas palavras se cumprirão. Os homens se tornarão engenhosos, e farão coisas maravilhosas que os levarão a esquecer-se de Deus.... Seu orgulho os levará a rir-se dos sinais do Céu e não os terão em consideração. Um homem (anticristo) surgirá e despertará o mundo adormecido, golpeando o mundo com voz forte e aos orgulhosos, ele destruirá os sábios. Isso porque o orgulho e a voluptuosidade serão tão grandes que Deus se obrigará a castigar o mundo. Choverá veneno sobre as colheitas, o que trará muita fome aos países, ao ponto de milhares de pessoas atravessarem os oceanos em busca de países mais promissores. Os homens imitarão os pássaros, quererão voar como eles, porém Deus os confundirá como em Babilônia. Vejo também a morte dos profanadores sacrílegos e a ruína dos reis. Terão um castigo muito severo por haverem se atrevido a atacar Deus e acreditado que com sua pobre inteligência poderiam romper com os desígnios de Deus Todo Poderoso. Porque levarão o nome de Deus nos lábios, mas esconderão o diabo em seus corações.

 

São Basílio de Kronstadt

«O homem tornar-se-á ladrão, salteador e a terra será saqueada. No fim do milênio, um prado verde não sujo pelo homem e uma planta não poluída serão uma raridade. Ver-se-ão brilhar campos de trigo sob os raios do Sol, mas esse trigo, nascido da terra poluída será veneno e dará morte lenta e esse Sol abrirá na pele do homem e na crosta da Terra feridas infectadas. A humanidade irresponsável e suicida erguerá um templo a Mara (falso deus); deste templo sairá a devastação da Terra e dos homens. O homem ver-se-á rodeado de alimentos e de água, mas morrerá de fome e de sede, porque as plantas que crescerem e os frutos que amadurecerem serão veneno, como o próprio ar que respira porque será, nessa altura, o hálito de Satanás. Depravada geração de salteadores! Transmitirão aos seus filhos uma herança de dor e de morte porque queimarão o sangue da Terra. A Terra foi confiada ao homem a fim deste a guardar como um tesouro da criação. Pelo contrário, quando as máquinas voarem no céu como pássaros, o homem matará o homem com raios do Sol, ele será um trapo porco e esfarrapado. O homem que podia saciar-se com plantas e frutos, preferirá saciar-se com veneno, doce como mel, mas sempre mortal. Eis porque a Terra deverá ser lavada, mas com água diferente da água da Terra, com uma água capaz de penetrar até à sétima chaga da putrefacção, que tirará a última pestilência, porque o veneno da terra se unirá à pestilência do homem».

TUDO RUIRÁ PORQUE FALTARÃO O AMOR E A FÉ  -  "O Amor irá dissipar-se no tempo, e no fim do milênio terá acabado.  O amor entre os homens não será mais do que uma palavra sem significado sobre a qual se farão mil floreados, na tentativa de descobrir os antigos valores. Quem possuir ainda o dom do amor será visto como um homem diferente, um sobrevivente de uma guerra travada por um povo de vista curta, contra o sentimento do amor. O homem não será capaz de suportar nada, por isso, se tornará sempre mais frágil e esquecerá a alegria de viver. Faltará o amor evangélico e a fé, por isso, o mundo caminhará para a ruína. Não faltará a fé da palavra, mas faltará a fé do coração e será uma grande confusão entre o que floresce pelos lábios e o que morre no coração. Na Igreja quererão palavras e entre os homens germinarão promessas, mas palavras e promessas permanecerão como tais. Entre as fendas da terra será um sofrimento oculto que os homens da igreja e da ciência encobrirão diligentemente, porque o senhor da Terra ao serviço das potências infernais quer confundir as ideias fazendo crer aos poucos puros de espírito que isso é um novo paraíso terrestre que deve ainda chegar à Terra. E descerá sobre a santa mãe Rússia, na terra dos dois rios. Só então o homem novo descerá das montanhas para viver no amor e na fé. O amor será o pão da vida e a fé o caminho principal que conduzirá ao único porto seguro».

QUANDO O BISPO DE ROMA CARREGAR SOBRE AS COSTAS DOIS APÓSTOLOS  -  «Quando o Bispo de Roma tomar sobre si dois nomes, um império estará próximo de desmoronar: aquela blasfêmia. Mas será loucura exultar de alegria, porque não será o fim mas o princípio das dores: o espectro sombrio da miséria voltará a pairar no céu como nuvem louca e a sua sombra cobrirá muitos povos. Faltará o pão também nos países ricos, as guerras rastejarão sobre a Terra como serpentes venenosas, tudo se arruinará, porque todos falarão de amor, mas já ninguém terá amor pelo próximo. Os cristãos serão numerosos, mas terão esquecido as leis cristãs e a sua fé será de palavras. Aos patriarcas, ao bispo de Roma que banhará a terra com o seu sangue, o céu confiará a missão de fazer regressar a igreja às origens. Será este o momento de abandonar os palácios para regressar à humildade, na paz das catacumbas, de reviver a igreja dos mártires da fé. A salvação ------. Se não germinar o amor, cairá um segundo império e com ele Roma». 

O VITELO DE OURO SERÁ DESTRUÍDO E AS ESTRELAS CAIRÃO  -   «Sobre o vitelo de ouro cairão as estrelas e ele tornar-se-á cinzas. Um império cairá e uma pirâmide será sacudida por um terremoto, porque do Eterno foi feito uso blasfemo. O ouro tornar-se-á pó e a poeira ouro: o país em cujo rio corre o mel tornar-se-á o país da fome, onde encontrarão a casa de Caim e Abel. Das estrelas nada ficará. No tempo em que for destruído o vitelo de ouro (será este o tempo da besta marinha) ver-se-ão sinais no céu e na Terra. O Sol mudará a sua rota e a Lua se perderá entre os montes, as estrelas choverão sobre a terra e uma voz do Oriente se ouvirá até ao Ocidente. Montanhas invisíveis passarão no céu e quando uma destas for vista, faltará o tempo de oração. Ouvir-se-á o pranto de mil mães, porque mil homens serão esmagados pela montanha. No tempo da besta marinha, o Céu enviará as suas mensagens a fim de que nenhum homem se encontre não preparado para o encontro final. Legiões de Santos aparecerão entre as nuvens do céu, quando a terra for assediada por Satanás. Os Anjos falarão aos homens, mas poucos serão capazes de ouvir a sua voz, e poucos de ver as visões angélicas. Milhões de espíritos celestes povoarão o céu e milhões de espíritos infernais a terra: os primeiros vestidos de luz e os segundos de egoísmo e maldade. No dia dos três Santos, os espíritos luminosos descerão sobre a Terra para trazer a coroa da Justiça e se ouvirá um pranto desesperado no vale do vitelo de ouro».

Tratado de «O mistério de S. Petersburgo» -- o futuro da Rússia e do mundo nas profecias do monge Basílio. De Renzo Baschera. Oscar Arcana, Arnoldo Mondadori Editore, Abril de 1992. Pág. 158

 

Padre Nectou S.J.

Se formará na França, partidos que farão guerra de morte. Um será mais numeroso do que o outro, porém o mais débil triunfará. Haverá então um momento espantoso que se acreditará ser o fim do mundo. O sangue correrá em muitas cidades grandes, os elementos serão suspensos e haverá como um pequeno juízo. Nesta catástrofe perecerá uma grande multidão, mas os maus não prevalecerão. Eles tinham a intenção de destruir inteiramente a Igreja, mas não lhes será dado tempo suficiente. A catástrofe virá quando a Inglaterra começar a estremecer-se. Se saberá por este sinal, como quando no verão a figueira começa a brotar... Durante este transtorno espantoso, que será geral em todo mundo, não somente em França, então Paris será totalmente destruída, sem dar tempo de fuga... Deus a destruirá por causa de seus pecados.


Jeanne le Royer de Fougères - Irmã da Natividade

«Desgraça! Desgraça! Desgraça ao último século! Eis o que Deus quis mostrar-me na sua Luz. Comecei a olhar na luz de Deus, o século que deve começar em 1800; vi nessa luz que o julgamento não estava ali, e que não seria o último século. Considerei, vendo essa luz, o século 1900, até perto do fim, para ver se isso seria mesmo o último. Nosso Senhor fez com que conhecesse e, ao mesmo tempo duvidasse se isso seria o fim do século de 1900, ou o de 2000. Mas o que vi, é que se o julgamento chegasse até 1900, tal aconteceria só no final do século, e que se o mundo atravessa esse século, as duas primeiras décadas do século de 2000 não passarão sem que o julgamento intervenha, é como o vi na luz de Deus...... » (Vie et Révélations de Soeur de la Nativité, de Charles Genet, tomo IV, pp. 125-126)

«A figura deste mundo passa, e o dia do meu último advento aproxima-se. Quando o Sol se põe, diz-se que o Sol se vai embora e que a noite vem. Todos os séculos são um dia para Mim. Calcula por conseguinte a duração que deve ter o mundo pelo espaço que resta ao Sol a percorrer!»

Considerei cuidadosamente e calculei que restavam apenas cerca de duas horas ao Sol.

A uma pergunta da irmã, Jesus respondeu: «Não te esqueças que não se deve falar de mil anos para o mundo; só há uns séculos apenas com uma duração muito reduzida.»   «… Mais, posso ver que a Terra será sacudida em diferentes lugares por terremotos espantosos. Vejo montanhas inteiras rachando-se e separando-se com um terrível estrondo. Qualquer um seria feliz se pudesse escapar com não mais que uma ferida, mas não vejo saída destas enormes montanhas, torvelinhos de fumo, fogo, enxofre e alcatrão que deixam povoados inteiros em prantos. Tudo isto e outros mil desastres devem chegar antes do homem do pecado (anticristo)…»

 

Santo Afonso Maria de Ligório. Doutor da Igreja

Dissertação de Teologia Moral, pág. 1026/1029, extraído e traduzido do seguinte endereço em italiano: http://www.intratext.com/IXT/ITASA0000/__PLH.HTM

II. Anticristo.

1. Os pais do Anticristo serão provavelmente judeus.  

… O Anticristo vai nascer de uma mulher desonesta fora do casamento. Dizem ainda S. Irineu, S. Ambrósio, S. Agostinho e S. Gregório, que nascerá do povo judeu, e, especificamente, da tribo de Dan, como decorre de génesis (49, 17) e Jeremias (8, 16); e é o que tem como certo o cardeal Gotti, porque caso contrário os judeus nunca o aceitariam como seu messias, se não fosse um judeu, de acordo com o argumento de S. Jerónimo e S. Cirilo segundo Gotti. 

2. A sua casa será na Babilónia dos Caldeus. A sua infância será cheia de vícios, e possuído pelo demônio. 

A pátria do Anticristo, como citado por S. Jerónimo e Rabbano, que escreve ser esta a sentença de todos os Padres, será a cidade da Babilónia na Caldeia. Teodorico, S. Anselmo e outros, dizem que por Jesus Cristo, desde a infância, ter sido preenchida com todo o tipo de graça e virtude, ao contrário, o Anticristo, como uma criança, vai estar cheio de todos os vícios, tal como S. Paulo o chamou homo peccati, filius perditionis (homem do pecado, filho da perdição) . São Jerónimo diz que o Anticristo será desde a infância, de uma forma especial possuído pelo demónio: In quo Satanas habitaturus sit corporaliter, mas não como os outros possessos, a quem tira o uso da razão e a liberdade, mas enchê-lo-á de malícia, o que fará com que prevaleça sobre os outros jovens. 

3. Desde a infância irá infectar outras pessoas.  

Ele será educado na Babilônia, ou nas vizinhanças; e nascido da mesma linhagem, diz São João Damasceno, que será alimentada em segredo, para que seja desconhecido das pessoas comuns, o seu nascimento e seus pais. E eu sou da opinião de Santo Anselmo, mal ele acabe de sair da infância vai deixar os pais, e obrigado pelo diabo, espalhará as primeiras sementes da sua doença em Corozaim e Betsaida, para começar a infectar as terras que Cristo começou a santificar antes das outras. 

4. Será de grande talento, e versado nos estudos, mas especialmente em magia. Em seguida, satanás será solto, e virá sobre a terra.  

Diz Santo Anselmo, que o Anticristo terá o talento de ser perspicacíssimo, e ele propositadamente se aplicará nos estudos, tornar-se-á eloquente e erudito nas ciências; e que se dedicará especialmente ao estudo das escrituras para sabê-las de memória; e assim, com a ajuda de seu talento e o diabo, vai enganar as pessoas, e especialmente os judeus, e vai fazê-los pensar, ser ele o Messias prometido. Acima de tudo aplicar-se-á nas artes mágicas, onde com a sua garra e os ensinamentos do diabo, terá sucesso e será um dos encantadores mais solenes, e com o seu prestígio, enganará a muitos, como escreveu por S. Cirilo de Jerusalém. Então vai acontecer, o que São João disse, ou seja, que "o diabo, depois de ter estado preso por mil anos, será solto, e seduzirá as nações dos quatro cantos da Terra: Et cum consummati fuerint mille anni, solvetur Satanas de carcere suo, et exibit, et seducet gentes quae sunt super quatuor angulos terrae. 

5. O Anticristo vai fingir-se santo, e far-se-á adorar como Deus.  

Os costumes do Anticristo foram bem descritos em poucas palavras pelo apóstolo em 2Ts. 2,3, onde ele foi chamado homo peccati, filius perditionis s Filius. Escrevem S. Efrém da Síria e S. Cirilo de Jerusalém, nos locais já referidos, que o ímpio, no princípio, fingirá ser um homem santo para ganhar o amor do povo, e especialmente dos judeus. Então Daniel predisse ele: Et veniet clam, et obtinebit regnum in fraudulentia . Fará uso de todos os vícios, para que possam ser divulgados em público, depois de ter conquistado o reino. Será superbíssimo, e apropriar-se-á de todas as coisas para a Sua glória, mesmo acima de Deus: Qui extollitur (dice s. Paolo) supra omne quod dicitur Deus (diz S. Paulo). Pelo que derrubará todos os templos dos ídolos: Nec quemquam deorum curabit, quia adversum universa consurget. E embora esteja dito em Daniel, ele vai adorar o Deus Magozin, no entanto, escreve Malvenda, e prova-o longamente com o texto relatado pelo apóstolo, Elevabitur supra omne quod dicitur Deus, que é por isso que Deus Magozin (que se diz em judeu Maluzin, ou seja, apenas Deus todo-Poderoso) julga-se a si próprio como tal o Anticristo, e, portanto, no templo de Deus vai levantar a sua estátua para fazer-se adorar por todos. 

6. Dedicar-se-á à rapina, e despojará os outros de seus reinos.  

Além disso, o Anticristo dedicar-se-á a fraudes e à rapina, e moído por isso terá sempre cheio o seu erário, e manterá muitos exércitos, extorquindo aos outros príncipes da terra os seus bens, mantendo-os sujeitos a si, como disse Daniel: Rapinas et praedas et divitias eorum dissipabit. E embora isto, literalmente, expõe Antíoco, no entanto, diz o cardeal Gotti, que todos os estudiosos consentem se reportar ao Anticristo. 

7. Será impudicíssimo.  

Mais, será dedicado à imodéstia mais imunda e detestável. Et erit in concupiscentiis foeminarum, escreve Daniel. Diz Malvenda, que antes de assumir o reino, ele vai ser castíssimo; mas depois de conquistá-lo, vai se abandonar a toda a espécie de lascívia. 

8. Desprezará todas as religiões, e sentar-se-á no templo para ser adorado.

Quanto à religião, no princípio, irá revelar-se um amante da lei, especialmente da lei e das cerimónias judaicas, para cativar o deleite dos judeus; mas uma vez elevado à monarquia, desprezará toda a lei e todo acto religioso, e sentar-se-á no templo, como Deus, segundo escreve S. Paul: Qui adversatur et extollitur supra omne quod dicitur Deus, aut quod colitur; ita ut in templo Dei sedeat, ostendens se tamquam sit Deus, como dizem os Padres S. Irineu: Et latro quasi Deus vult adorari. Lattanzio: Se ipsum constituet, ac vocabit Deum; et se coli iubebit ut Dei filium. São Crisóstomo: Se omnium Deum profitebitur. Santo Hipólito Mártir escreve que o Anticristo vai agregar os povos, e dirão: Quis Deus magnus praeter me? potentiae meae quis resistet E acrescenta S. Efrem o Sírio com S. Hipólito, que os demónios sob o disfarce de anjos vão fazer-lhe uma coroa e pretenderão levá-lo ao céu, e, em seguida, trazê-lo de volta à Terra. 

9. Com seus encantos enganará a muitos. Far-se-á passar por morto, e depois ressuscitado. Um falso profeta será seu companheiro. Vai fazer muitos falsos milagres.  

Sendo então, o Anticristo, um mágico famoso, ele com os seus feitiços, e com a ajuda do diabo vai enganar muitas pessoas com falsos milagres, segundo escreve o apóstolo: Cuius est adventus secundum operationem Satanae, in omni virtute, et signis, et prodigiis mendacibus, et in omni seductione iniquitatis, iis qui pereunt. O principal dos seus milagres será fazer-se passar por morto e depois ressuscitado, como disse S. João: Et plaga mortis eius curata est. Et admirata est universa terra post bestiam. E com tal engano seduzirá o povo para o adorar como Deus: Et fecit terram, et habitantes in ea adorare bestiam primam, cuius curata est plaga mortis. Com aquelas palavras, bestiam primam, significa o Anticristo, uma vez que haverá uma segunda besta, assim chamada por S. João no vers. II, que será seu companheiro e falso profeta, que se esforçará para fazer o Anticristo passar por Deus. Um dos outros falsos milagres será o de fazer descer fogo do céu: Et fecit signa magna, ut etiam ignem faceret de coelo descendere in terram in conspectu hominum. Outro falso milagre, será de fazer falar, por obra do diabo, a estátua de seu escudeiro: Et datum est illi, ut daret spiritum imagini bestiae, et ut loquatur imago bestiae. Diz S. Mateus, que esses falsos milagres, juntamente com outros enganos, violência e tortura, com os quais procurará coagir os fiéis a prevaricar, serão tais e tantos, que, se Deus não deu a Sua Graça e fortaleza aos seus eleitos, até os eleitos seriam seduzidos Ita ut in errorem inducantur (si fieri potest) etiam electi. 

10. Sobretudo desprezará Jesus Cristo, os seus preceitos e sacramentos.

A sua maior preocupação, em seguida será desprezar Jesus Cristo, ensinando que ele não era o verdadeiro Messias, nem o filho de Deus, ou o redentor da humanidade; para isso vai espalhar por toda parte, que a religião, os preceitos e todos os sacramentos ministrados por Jesus Cristo foram uma mera impostura; tudo o mencionou S. João em poucas palavras: Qui negant, quoniam Iesus est Christus; hic est Antichristus, qui negat Patrem et Filium. 

11. Ele vai forçar todos para usarem a sua marca, ou nome.

Além disso, irá forçar todos a levar na mão ou na fronte a marca que ele ensinou, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele tiver essa marca, ou só mesmo o seu nome ou o número do seu nome, de acordo com o que escreveu S. João: Qui negant, quoniam Iesus est Christus; hic est Antichristus, qui negat Patrem et Filium. E no versículo seguinte ele diz: Numerus enim hominis est, et numerus eius sexcenti sexaginta sex. Diz S. Efrem, que o ímpio quererá que todos tenham na fronte a sua marca, para que deixem de se benzer com a cruz, sabendo que o diabo com o sinal da cruz perde todo o seu poder. Qual será pois esta marca? Outros querem que seja o seu próprio nome de Anticristo; outros que seja a figura do dragão, em quem ele mesmo deve ser adorado; outros dizem outras coisas, mas tudo incerto. ▲

12. Vai conquistar o domínio de muitos reinos, vai tornar-se o monarca do mundo, e vai colocar a sua sede, ou em Roma, ou mais provavelmente em Jerusalém. 

Dizem os eruditos que o Anticristo depois que tiver submetido, pela guerra, os reinos do Egipto, Líbia e Etiópia (que se encontra em Daniel, submeterá ao seu império sete outros reis da terra, que serão, então, seus) submeterá ao seu império sete outros reis da Terra, que serão pois os seus aliados, e assim tornar-se-á o monarca do mundo; e é o que se encontra em S. João Et decem cornua quae vidisti, decem reges sunt... Hi unum consilium habent; et virtutem, et potestatem suam bestiae tradent. Falando sobre a sede do reinado do Anticristo, alguns dizem que será a cidade de Roma, pelo que diz S. João: Septem montes sunt, super quos mulier sedet.  Mas este texto é muito obscuro. Outros dizem que vai sentar-se no templo de Deus, a partir do que diz S. Paulo no mencionado em Tess. 2,4:  Extollitur... ita ut in templo Dei sedeat. Este templo de Deus deve significar o templo de Jerusalém, mas este templo dos judeus há muito que foi destruído. O cardeal Gotti pensa que o Anticristo vai colocar primeiro a sua sede na Babilónia e, em seguida, transportá-lo-á para Jerusalém; e esta parece ser a opinião generalizada dos Padres e teólogos, S. Irineu, S. Hipólito, S.Cirilo de Jerusalém e de S. André cesariano; S. Jerónimo diz que seu lugar fixo será no Monte das Oliveiras: Verticem montis Oliveti, qui inclytus vocatur, quia ex eo Dominus atque Salvator ascendit ad Patrem; e deduz de Daniel onde diz: Et figet tabernaculum suum super montem inclytum et sanctum. Este monte ilustre e santo, diz S. Jerónimo e Teodoro, e todos os outros, que se refere ao Monte das Oliveiras. 

13. Sua perseguição será o maior que houve na Igreja, e esta terá a duração de três anos e seis meses. Em seguida, devem acabar todas as igrejas públicas, e cessará o sacrifício do altar. Em suma, a perseguição do Anticristo será a maior que sofreu a igreja até aquele momento, como escreve S. Mateus: Et erit tunc tribulatio magna, qualis non fuit ab initio mundi usquemodo, neque fiet. Et nisi breviati fuissent dies illi, non fieret salva omnis caro; sed propter electos breviabuntur dies illi. O intento do Anticristo será fazer perder a fé de todos os cristãos, fazendo-se adorar como Deus; e onde ele não vá estar presente, vai erguer sua estátua por meio dos seus sequazes e, especialmente, de um falso profeta que ele terá como seu companheiro (chamado por São João) a segunda besta: Et vidi aliam bestiam ascendentem de terra. E querem interpretar que ele seja algum clérigo ou religioso ou mesmo bispo que seduzirá mais pessoas e forçará todos a adorar a sua amaldiçoada estátua, como escreve S. João: Et adoraverunt eam omnes qui inhabitant terram, quorum non sunt scripta nomina in libro vitae. Do que nós entendemos que nem todos prevaricarão, mas muitos permanecerão fiéis. Depois, escreve Daniel que na época daquela perseguição (que terá a duração de 1290 dias, ou seja, por três anos e meio, e corretamente três anos e seis meses, como escreve S. Agostinho) vai abolir o sacrifício do altar: Et a tempore quo ablatum fuerit iuge sacrificium, et posita fuerit abominatio in desolationem, dies mille ducenti nonaginta. Pelo que naquele tempo não se celebrará mais a Missa, mas, apesar disso, o bom fiel não vai deixar de se reunir, como melhor for possível, em lugares secretos e fazer suas orações, e para louvar o Senhor, e também para celebrar algumas Missas secretamente; uma vez que a predição de Daniel, os intérpretes, dizem só se referir às igrejas públicas. E assim explicam o que diz S. João da mulher, subentendendo a igreja, que então se refugiará na solidão: Et mulier fugit in solitudinem, ubi habebat locum paratum a Deo ut ibi pascat eam diebus mille ducentis sexaginta. 

 14. O Anticristo morre com seus sequazes numa batalha de Monte Oliveto, ou Jerusalém, onde, como pretendem São Tomás e outros, ser-lhe-á tirada a sua vida perversa por São Miguel.  

Falando finalmente da morte do Anticristo, diz-se que o ímpio assim que tiver congregado os seus dois grandes exércitos para dar a ruína final à igreja e a todos os seguidores de Jesus Cristo, em vez de vencer, será vencido e morrerá com os seus soldados. Escreve S. João, que quando os inimigos de Deus tiverem cercado o acampamento dos cristãos e da cidade de Jerusalém, chamada a cidade dileta),  fogo descerá do céu e os devorará; e o demônio, que os terá seduzido em conjunto com  o Anticristo, chamado a besta e o falso profeta seu companheiro serão lançados  para arder para sempre no inferno: Et ascenderunt supra latitudinem terrae, et circuierunt castra sanctorum, et civitatem dilectam; et descendit ignis a Deo de coelo, et devoravit eos, et diabolus qui seducebat eos, missus est in stagnum ignis et sulphuris, ubi et bestia et pseudopropheta cruciabuntur die ac nocte in saecula saeculorum. Dizem também os intérpretes e, especialmente, o cardeal Gotti com Malvenda em seu livro O Antichristo, para conciliar que o Anticristo será morto no Monte das Oliveiras, que ele vendo o massacre dos seus, fugirá desesperado do campo, e irá se esconder em algum esconderijo do Monte das Oliveiras ou de Jerusalém, e que acabará por lhe ser tirada a vida pelas mãos de São Miguel Arcanjo.

Isso explica S. Tomás que o texto do apóstolo, que está no vers. 8 diz:  Et tunc revelabitur ille iniquus, quem Dominus Iesus interficiet spiritu oris sui. Explica S. Tomás: Id est mandato suo, quia Michael interfecturus est eum in monte Oliveto. Para conciliar o que diz S. Tomás, segundo Gotti e Malvenda, com o texto de S. João referido acima, pode-se dizer com Silveira que S. Miguel por ordem de Cristo matará o Anticristo com um raio do céu, e o prenderá no inferno. 

15. Vai-se desfrutar uma Paz, por 45 dias, após a morte do Anticristo até o Juízo Final.

Morto quem seja o Anticristo, os intérpretes dizem que na igreja se vai desfrutar de uma grande Paz, com uma grande ação de graças a Deus por parte dos fiéis. E então será incerto quanto tempo haverá entre a morte do Anticristo até o final de mundo e o dia do Juízo Universal. St. Jerónimo e Teodoro com outros teólogos, do texto de Daniel que diz: Beatus qui expectat et pervenit usque ad dies mille trecentos triginta quinque. Tu autem vade ad praefinitum et requiesces, et stabis in sorte tua in finem dierum, interpretam que haverão 45 dias; de resto, nesta matéria não se pode estabelecer nada ao certo. 

 

 Frei Ludovico Rocco

A Europa inteira será presa de uma guerra pavorosa, onde se degolarão uns aos outros e o sangue correrá em torrentes. O senhor exterminará metade dos homens. Os pobres se tornarão ricos, e os ricos pobres.

 

Beata Ana Maria Taigi

O joio será arrancado e a mão de Deus voltará a impor a ordem ali donde já era impotente o esforço humano. Os castigos da Terra serão mitigados, porém os do Céu serão universais e espantosos. Milhões de homens morrerão pelo ferro, seja pela guerra, seja por lutas entre civis, e outros milhões morrerão de morte imprevista. Depois, nações inteiras voltarão à unidade da Igreja e muitos turcos, pagãos e judeus serão convertidos e seu fervor encherá de confusão aos antigos cristãos. Em uma palavra, me dizia o Senhor, que Ele quer limpar o mundo e sua Igreja, para a qual preparava um renascimento milagroso, o triunfo de sua misericórdia. Esta visão aconteceu muitas vezes: Vi a terra rodeada de chamas, coberta de trevas, ruindo numerosos edifícios, e tanto a Terra como o céu pareciam agonizar. Esta prova será seguida por um renascimento Universal. Isso tudo acontecerá quando parecer que será impossível para a Igreja fazer frente a tantas perseguições. Não obstante o Sol se abrir para ver correr rios de sangue, a Virgem intercederá para deter os castigos preparados. Será uma grande crise, mediante a qual Deus irá purificar a Igreja. Mas vejo desencadear-se um espantoso ciclone, o céu arde, a terra se entenebrece, surgem as pestes, revoluções, revoltas, matanças, batalhas e negros aeróstatos percorrendo os céus cobrindo a terra de fogo e trevas. Os cadáveres de mortos nos arredores de Roma serão tão numerosos como os peixes mortos nesta cidade depois de um transbordamento do Tibre. Trevas pestilentas, povoadas de visões horrorosas envolverão a terra por três dias. O flagelo da terra poderá ser mitigado pelas orações, porém não o do Céu que será espantoso e Universal. Todos os inimigos da Igreja, ocultos e aparentes, perecerão nas trevas, com exceção de alguns, que Deus converterá depois. O ar estará empestado de demônios, que aparecerão das formas mais horríveis... Depois das trevas São Pedro e São Paulo descerão dos céus e pregarão em todo o universo, designando um Papa. Uma grande luz saltará de sua pessoa e irá pousar sobre o Cardeal futuro Papa. São Miguel Arcanjo aparecerá então, de forma humana, e manterá o demônio encadeado durante a época da aparição do anticristo. Neste tempo a religião já tenderá para um rebanho um só pastor. Os russos se converterão e a China também, e todo este povo estará em júbilo contemplando o triunfo da Igreja. Entretanto haverá uma perseguição terrível nesta desgraçada época, mas também será desmascarada uma multidão de pessoas que se acreditava justa. A Itália atravessará dolorosas provas. Deus enviará um duplo castigo, uma parte para a Terra, a saber, a guerra, revoluções e outros males e outro ao céu, a saber a escuridão espessa que impedirá de se ver o que quer que seja. Esta escuridão será acompanhada de uma infestação dos ares, que fará morrer, senão exclusivamente, pelo menos e principalmente aos inimigos da religião. Enquanto durar este eclipse será impossível haver luz. Somente as velas abençoadas se deixarão acender e poderão difundir claridade. Quem abrir as janelas para olhar para fora, ou queira sair de casa, será morto no ato. Durante todos estes dias as pessoas devem ficar em casa, recitando o rosário.

 

Petite Marie des Terreaux

Tal como se viu começar a revolução, tal se verá acabar. Ver-se-ão os mesmos males do princípio: república, a mentira, a licenciosidade, etc. Porém tudo acontecerá rapidamente e se terminará em um grande prodígio. Pasmará todo o Universo por um grande acontecimento em que serão castigados os maus de uma maneira espantosa. Nos anos precedentes a este sucesso, haverá uma grande mortandade. Os maus serão desconcertados e muitas vezes verão seus projetos desbaratados, por causa das orações de almas boas. Mas eles não desistirão de seu desejo e determinação de fazer perecer a todos os bons, aos que antecipação, farão marcas e sinais em suas casas e portas para que não escape nenhum. Porém quando se acharem a ponto de executar esta nova injustiça, Deus começará sua Justiça, e eles se verão como cegos e feridos pela vertigem, a divisão reinará entre eles e se degolarão uns aos outros... Quando isso estiver prestes a acontecer se verão nos céus fenômenos extraordinários... Haverá um momento de terrível anarquia durante a qual se irão renovar todas as anarquias dos piores tempos. O crime sem repressão chegará ao cume. Mas este tempo de desolação será de curta duração. A Igreja será atacada com uma fúria inaudita, porém sofrerá muito pouco, enquanto que seus inimigos se verão aniquilados em sua quase totalidade. Paris será fulminada como Sodoma e Gomorra... A França se verá ameaçada por todos os lados por potências estrangeiras, sem se dar conta para seu interior. A surpresa e o espanto que causará esta notícia infundirá terror ao povo, ocasionando a anarquia e a guerra civil... O que mais me chamava a atenção, na linha de frente era o que parecia um exército celestial. Nosso Senhor, como Homem, foi quem deu o primeiro golpe, porque Ele conhece os bons e os maus. Vi lançar este golpe fatal e foi terrível. No momento em que Deus começou a exercer sua justiça um trovão espantoso comoveu toda a Terra. Este será o sinal para os bons, que reconhecerão ter chegado a hora do grande combate. Ouvi então uma voz que gritava: “Tudo está perdido!” E naquele instante, o luminoso menino que me conduzia, me fez observar que sobre as casas se dava uma grande batalha. Com efeito: era uma espécie de pássaros horríveis e totalmente negros, que davam gritos lúgubres e espantosos, batiam suas asas com força e iam golpear as casas. Ao mesmo tempo acontecia um grande combate no meio de uma horrível carnificina, onde o sangue jorrava sobre a rua Guilhotinera... Quase todos os maus pereceram! Vi homens que voltavam do combate dizendo: como é que pude escapar desta carnificina? Uns tocavam no peito outros nas costas com admiração onde tinham medalhas, crucifixos, relíquias, e escapulários e exclamavam: Minha mulher que me deu! Minha filha me deu! Minha irmã é que colocou isso nas minhas roupas, é por isso que fomos preservados. E todos se converteram!

 

Ana Catarina Emmerich

“Os demolidores levavam grandes pedaços; eram em grande número, sectários e apóstatas. Em seu trabalho seguiam "certas" ordens e "certas" regras”; disse mais: "Vi, com horror, que entre eles havia também sacerdotes católicos... Vi o Papa em oração, rodeado de falsos amigos, que, com frequência, faziam o contrário do que ele ordenava”. - “O mundo se converterá, quando houver respeito na casa de Deus, a Igreja”.

 

Beata Isabel Canori Mora ou Elisabetta Canori Mora

De repente eu vi o mundo em completa revolução, a ordem e a justiça não reinavam mais. Os sete pecados capitais pareciam ter chegado ao triunfo. Por todos os lados imperava a injustiça, a mentira, a libertinagem e toda sorte de iniquidades. No dia da festa de São Pedro, em 1820, tive a seguinte visão: Todos os fiéis que haviam guardado em seu coração a fé em Jesus Cristo, assim como os religiosos e religiosas que conservavam fielmente o espírito de seu Instituto, se viam amparados debaixo de grandes árvores, amparados e livres de um horrível castigo. Porém, ai dos religiosos que não observam as regras. Ai, ai de todos os sacerdotes indignos do Deus Todo Poderoso! Ai dos sacerdotes que se entregam à libertinagem! Ai dos sacerdotes que se deixam levar ao máximo pela moderna filosofia, condenada pela Igreja. Estes miseráveis, por sua detestável conduta de negarem a fé em Jesus Cristo perecerão sob o braço exterminador da Justiça Divina, da qual nenhum escapará. Repentinamente se levantou um vento impetuoso e violento, cujo silvo se parecia com o rugido de um leão. O terror e o espanto se espalharam entre os homens, e até mesmo entre os animais. Todos os homens que se rebelaram foram mortos e despedaçados sem piedade. Durante este sangrento combate, a mão vingadora de Deus cairá sobre aqueles desgraçados, e em sua Onipotência castigará o orgulho e a temeridade dos mesmos. Ele se servirá do poder das trevas para exterminar estes homens sectários, que quiseram deitar a Igreja por terra e abalá-la até os fundamentos. Estes homens, em sua audaz malícia, pretendiam derrubar a Deus de seu trono Supremo, porém Ele se rirá deles, e a um sinal de sua mão poderosa castigará a estes pérfidos e blasfemos, permitindo que as potestades tenebrosas saiam do inferno, para executar a justiça. Então legiões de demônios percorrerão o mundo inteiro. E pelas grandes ruínas que causarão, executarão as ordens da Divina Justiça. Todos atacarão e destruirão as famílias, as propriedades, as cidades, os povos, as casas, e nada será perdoado do que existe na terra, permitindo Deus que estes difamadores e mentirosos sejam castigados por terem acreditado nestes demônios, dando-lhes morte rápida e bárbara, porque voluntariamente se submeteram ao poder do inferno fazendo-se aliados contra a Justiça Divina. A fim de que meu pobre espírito se compenetrasse bem deste sentimento de Justiça, Deus me mostrou uma prisão. Vi então abrir-se uma espantosa caverna de fogo, de onde saía uma multidão de demônios, que havendo tomado a forma de bestas, vinham a infestar o mundo, deixando por todos os lados apenas carniça e ruínas. Felizes dos bons e verdadeiros católicos! Eles terão a seu favor a proteção dos Apóstolos Pedro e Paulo, que velarão sobre suas pessoas a fim de que não lhes aconteça nenhum dano, nem aos seus bens nem a eles mesmos. Os maus espíritos devastarão todos os lugares onde Deus tenha sido ultrajado, blasfemado e tratado de maneira sacrílega. Estes lugares serão arruinados, aniquilados e deles não sobrará nem ruínas nem vestígios. (Foi Beatificada pelo Papa João Paulo II em 24 de Abril de 1994.)

 

Santa Elizabeth Ann Seton

Uma visão que teve algures na década de 1800 que ela não entendeu nesse momento: “Cada americano terá um quadrado negro na sua casa, através do qual o diabo entrará.”

 

Trapista de Notre Dame des Gardes

Os maus queriam exterminar os ministros da Igreja de Jesus Cristo e a todos os amigos da legitimidade. Já haviam feito perecer um grande número e anunciavam vitória, quando de repente os bons foram reanimados por um socorro do alto e os maus foram derrotados e confundidos. O tempo destes transtornos não será superior a três meses, e no meio desta grande crise o triunfo dos bons virá num momento. Nada poderá deter o braço vingador. Quando os maus tiverem editado e distribuído uma enorme quantidade de livros perversos, estes fatos estarão bem próximos. E tão logo eles aconteçam tudo entrará em ordem, e todas as injustiças, quaisquer que elas sejam, serão reparadas, o que será fácil porque a maior parte dos perversos terá perecido no combate e os que sobreviverem estarão tão assustados pelo castigo, que nada poderá impedir-lhes de reconhecer nisso o Dedo de Deus e admirar sua Onipotência. Muitos se converterão. Em seguida a religião florescerá de modo admirável. Eu tenho visto coisas tão belas a este respeito que não encontro expressões para descrevê-las. Em 6 de Janeiro de 1820, às quatro da manhã, perdi todas as minhas faculdades... E me encontrei transportada para um local tão vasto que me parecia abarcar todo o Universo... Ouvi então numerosas vozes que gritavam em um tom horrível e naquele momento me senti morta. Porém meu medo foi ainda maior quando ouvi as mesmas vozes que diziam: “Somos vencedores, temos a vitória!” Naquele momento em que as vozes deixavam ouvir aquelas palavras, vi de repente que o céu se convertia em profunda noite; jamais vi nada tão escuro. Aquela escuridão era acompanhada de um trovão tão intenso que me parecia vir dos quatro cantos do Universo. Me é impossível descrever qual foi o meu espanto. O céu se converteu inteiramente em fogo e de todos os lados saíam flechas inflamadas. Ouvia-se um ruído tão horrendo que parecia anunciar a ruína completa do mundo. Divisei então uma nuvem vermelha como sangue de boi, que rodava por todos os lados, e fiquei muito aflita por não saber o seu significado. Logo pude ver uma multidão de homens e mulheres que tinham rostos assustadores e se entregavam a toda sorte de crimes. Vomitavam horríveis blasfêmias contra o que existe de mais sagrado, no Céu e na Terra. Sinto grande pena agora ao descrever isso, como o experimentei antes. O que me surpreendeu muito foi ver na cabeça destes desgraçados, pois induziam ao mal exatamente aqueles que por seu estado – bispos e sacerdotes, com solidéus na cabeça – os deveriam conduzir para o bem. Havia entre eles um, de quem não darei o nome, o qual sofrerá a mesma pena dos outros, por causa de sua reprovável filosofia. O tempo o dirá! É quando seus crimes serão conhecidos e castigados. O trovão retumbará então pelos ares de maneira espantosa, e foi quando ouvi uma voz que me disse: Minha cólera cairá sobre todos eles num estalar de dedos e eles desaparecerão em um momento. Todo o Universo quedará admirado ao saber da destruição da mais soberba das cidades. Digo soberba por seus crimes. Eu a abomino. As árvores que tu vez e que eles tem engendrado, representam as nações que a tem envenenado com sua malvada filosofia e que a impiedade espalha por todo mundo. Esta maldita Babilônia se tem embriagado com o sangue dos meus santos... Ela colmará estes terríveis sucessos, mas eu a farei beber o vinho da minha cólera e todos os males que ela intentou cairão sobre ela em um só instante. Nada mais ouvi desta voz, apenas um espantoso ruído. A grossa nuvem se dividiu em quatro partes que caíram de uma só vez sobre a grande cidade que num instante ardeu em chamas. Estas chamas que a devoravam se elevaram nos ares, e logo a seguir nada mais vi do que uma vasta terra negra como carvão.

 

São Gaspar del Búfalo

Haverá toda sorte de desgraças na cidade de Roma (Vaticano) especialmente massacre de sacerdotes, num massacre que não terminará senão depois de quatro dias de carnificina, em particular ao lado da porta de São João. Esta carnificina no Vaticano se dará quando as tropas malditas entrarem ali querendo matar o Papa, mas não o encontrarão. Muitos dos cardeais que ajudaram nesta trama serão mortos sem piedade. Mais uma vez tudo parece indicar ação de poucos meses. O Papa será protegido, numa primeira investida do inimigo e estará fugindo por diversos lugares do mundo. A sede estará vacante e será ocupada por um mau cardeal, que será apenas nomeado não eleito. Ele liberará geral para os modernistas. Mas antes que suas permissividades atinjam todas as paróquias do mundo, a Mão de Deus os destruirá completamente.
 

Frei Bernardo Maria Clausi

As coisas chegarão a um cúmulo, e é quando tudo parecer perdido e a mão do homem não mais puder fazer nada, que a mão de Deus porá ali a Sua e resolverá tudo num abrir e fechar de olhos, como de uma manhã para a tarde. Virá um flagelo terrível e dirigido unicamente contra os ímpios. Será um flagelo inteiramente novo, como nunca se viu igual no mundo. O Céu e a terra se unirão e grandes pecadores se converterão, chegando ao conhecimento de Deus. Este flagelo se fará sentir no mundo inteiro e será tão terrível que os sobreviventes se imaginarão ser os únicos que escaparam dele. O açoite será instantâneo, porém, terrível. Eu não verei estes castigos, os quais serão seguidos por uma organização geral e um grande triunfo da Igreja. Felizes aqueles que viverem nestes dias afortunados, porque reinará uma verdadeira e fraternal caridade. Mas antes que estas coisas cheguem, o mal terá feito tantos progressos no mundo que parecerá que os demônios todos saíram do inferno, tão grande será a perseguição contra os justos, que estes terão de sofrer um verdadeiro martírio.

 

Papa Leão XIII

Em 13 de Outubro de 1888, o Papa Leão XIII celebrou a Santa Missa na presença apenas de alguns Monsenhores que o assistiam. Notaram estes nesse dia um ato extraordinário: que o Papa se deteve bastante tempo, em silêncio, como extático, entre a Consagração e a Comunhão, ouvindo-se-lhe alguns tênues soluços e queixumes que com dificuldade podia conter. Terminada a missa, perguntaram-lhe se Sua Santidade se sentia mal de saúde... Ele disse que ouvira a voz profunda e gutural de Satanás, que dizia:  "Eu posso destruir Igreja...para fazer isso, preciso de mais tempo e de mais poder."

Escutou também uma voz agradável que perguntava: "Quanto tempo? Quanto poder?"...

A voz gutural respondeu: "75 a 100 anos e um poder maior sobre aqueles que irão entregar-se ao meu serviço."

A voz agradável disse, então: "Terás esse tempo..."

Leão XIII acrescentou que isso não havia de suceder então, mas apenas passados alguns anos e após terríveis convulsões para todo o mundo. E pediu-lhes encarecidamente que guardassem estrito silêncio do que lhes tinha comunicado, enquanto ele vivesse. Em vista disto, o Papa preparou uma oração a São Miguel Arcanjo, para ser rezada no final de todas as missas, no mundo inteiro: "São Miguel Arcanjo, defendei-nos neste combate. Sede nosso auxílio contra as maldades e ciladas do demónio. Instante e humildemente vos pedimos que Deus sobre ele impere. E vós, Príncipe da Milícia Celeste, com esse Poder Divino, precipitai no inferno a Satanás e aos outros espíritos malignos que vagueiam pelo mundo para a perdição das almas, Amem!"


 São João Bosco 

Vários foram os sonhos proféticos de Dom Bosco, que se cumpriam sempre. Uma de suas profecias é a dos plenilúnios. Diz a profecia: “...as potências do século vomitarão fogo e gostariam que as palavras fossem sufocadas na garganta dos guardiães da minha lei. Ocorrerá ainda um furacão violento. Consumada a iniquidade, o pecado terá fim e antes que se passem dois plenilúnios no mês das flores, a íris da paz aparecerá sobre a Terra. O Grande Ministro verá a esposa de seu rei vestida para festa. Em todo o mundo aparecerá um Sol tão luminoso como não o foi jamais, desde as chamas da última Ceia até hoje, nem jamais será visto até o último dos dias. Quatrocentos dias após o mês das flores que terá duas luas cheias, a revolução será proclamada na Itália. Duzentos dias depois, o Papa será obrigado a deixar Roma e andará errante durante cem dias, depois do que regressará à sua capital e cantará em São Pedro o Te Deum de Salvação”.

Dom Bosco escreve que em 1870 se encontrou como que numa 'realidade sobrenatural', e ouviu uma voz que lhe informou fatos futuros. Eis algumas partes do que ouviu: "... Agora a voz do céu é para o Pastor dos Pastores: 'Tu estás na grande conferência com os teus assessores, mas o inimigo do bem não fica quieto um instante. Ele estuda e pratica todas as artes contra ti. Semeará a discórdia entre os teus assessores, criará inimigos entre os meus filhos. As potências do século vomitarão fogo e gostariam que as palavras fossem sufocadas na garganta dos guardiães da minha lei. Isso não acontecerá. ... (...) Que farei? Baterei nos pastores, dispensarei o rebanho para que os sentados na cadeira de Moisés procurem bons pastos e o rebanho, docilmente, ouça e se alimente. Mas sobre o rebanho e sobre os pastores pesará minha mão. A carestia e a peste farão com que as mães chorem o sangue dos filhos e dos maridos mortos em terra inimiga. E de ti, Roma, que será? Roma ingrata, Roma efeminada, Roma soberba. Tu chegaste a tal ponto que não procuras outra coisa, nem nada mais admiras em teu soberano senão o luxo, esquecendo que sua glória verdadeira está sobre o monte Gólgota. ... Roma! ... Eu irei a ti quatro vezes. Na primeira golpearei as tuas terras e os seus habitantes. Na segunda, levarei a destruição e o extermínio até os teus muros. Não abres ainda os olhos? Virei a terceira vez e derrubarei as defesas e os defensores e ao comando do Pai seguirá o reino do terror, do medo e da desolação. Mas os meus sábios fogem. A minha lei continua sendo pisada. Por isso farei a quarta visita. A guerra, a peste e a fome são flagelos com os quais serão castigadas a soberba e a malícia dos homens. ..."

Outro sonho profético de Dom Bosco: " ... Naquele momento, viu-se uma multidão de homens, mulheres, velhos, crianças, monges, monjas e sacerdotes, tendo à frente o Santo Padre, sair do Vaticano ordenando-se como se fosse uma procissão. ... Nesse meio tempo, chegou-se a uma pequena praça coberta de mortos e feridos, vários dos quais pediam conforto insistentemente. Depois de ter caminhado por um espaço correspondente a duzentos nasceres do sol, cada um percebeu que não estava mais em Roma. ... Depois, quando pôs os pés na cidade santa, começou a chorar ante a aflição demonstrada pelos cidadãos, muitos dos quais haviam morrido. De volta a São Pedro, cantou o Te Deum ... As cidades, as vilas, os campos tinham sua população bastante diminuída. A terra estava pisada como se tivesse passado um furacão, um temporal, o granizo, e as pessoas iam umas ao encontro das outras dizendo com a alma comovida: Est Deus in Israel. Do início do exílio até o Te Deum, o Sol levantou-se duzentas vezes. Todo o tempo que passou durante a realização desses fatos corresponde a quatrocentos surgires do Sol".

Outra profecia: "Guerras entre os príncipes e súditos, entre o dogma e o erro, a luz e as trevas, o pobre e o rico. Um grandioso acontecimento se está preparando no céu, para fazer pasmar a gente. Far-se-á uma grande reforma entre todas as nações, e o mundo irá misturar-se como um oceano... Russos, alemães, prussianos, cossacos, persas, polacos, franceses e italianos farão uma mistura, e lá na China e na Índia findará a rebeldia. ... Nunca o grande marulho se afervorou tão forte, nunca se viu um lobo desta espécie. ... A Rússia e a Inglaterra tornar-se-ão católicas. A Itália será pacificada, e o Turco cairá por terra. Conquistarão os lugares da Santa Palestina, e no alto das cúpulas erguer-se-á a Cruz Latina. Depois, paz universal".

Em 1883 Dom Bosco teve outro sonho profético, devidamente registado em suas anotações. Neste, ele viajava por toda a América do Sul. Mas o principal desta profecia é o que seria referente ao planalto central brasileiro: "... Eu enxergava nas vísceras das montanhas e nas profundas da planície. Tinha, sob os olhos, as riquezas incomparáveis dessas regiões, as quais, um dia, serão descobertas. Eu via numerosos minérios de metais preciosos, jazidas inesgotáveis de carvão de pedra, de depósitos de petróleo tão abundantes, como jamais se acharam noutros lugares. Mas não era tudo. Entre os graus 15 e 20, existia um seio de terra bastante largo e longo, que partia de um ponto onde se formava um lago. E então uma voz me disse, repetidamente: 'Quando vierem escavar os minerais ocultos no meio destes montes, surgirá aqui a Terra da Promissão, fluente de leite e mel. Será uma riqueza inconcebível."

 

Irmã Maria Lataste

Nosso Senhor lhe disse: Filha minha, ocupa-te seriamente da salvação de tua alma, porque o Dia do Senhor se aproxima. Trata-se agora de se preparar para o dia do Senhor. Ele está decidido a Se levantar contra seus inimigos. Ele os abaterá com mão poderosa, e os dispersará, porque seus vereditos são irrevogáveis. Ele disse: Quando Meu dia chegar, Eu Me erguerei contra todos aqueles que não são o Meu povo. Eu não conheço o povo dos orgulhosos, dos vingativos, dos mesquinhos e dos preguiçosos, dos ambiciosos e dos hipócritas. Eu não reconheço seus deuses e seus reis. Eu me levantarei contra seu povo, suas divindades, seus reis e os exterminarei por minha eterna maldição. Este povo que não escuta a Minha voz e não Me conhece. Eu tampouco os conhecerei e ficarei para sempre surdo aos seus apelos... Virei numa hora em que ninguém imagina. Observem os sinais precursores, no céu e na Terra.

 

Vidente Melanie Calvat - Aparições de La Salette

“Os sacerdotes, ministros de Meu Filho, por causa de sua má vida, pelas suas irreverências e pela sua impiedade ao celebrar os santos mistérios, pelo amor ao dinheiro, amor às honras e prazeres, converteram-se em "cloacas de impureza". Sim, os Sacerdotes provocam a vingança e a vingança pende sobre suas cabeças. Ai dos Sacerdotes e pessoas consagradas a Deus que, pelas suas infidelidades e má vida, crucificam Meu filho de novo!”


Teresa Higginson 

Primeiro vi uma nuvem de trevas a envolver a Terra. Eram trevas espessas, imateriais, que compreendi ser um sinal das trevas da inteligência, nas quais o homem se precipitou. Depois escutei o ruído violento de um trovão, vi brilhar um raio e me pareceu que eram bolas de fogo a cair sobre a terra e se fundiam dentro dela, fazendo voar as rochas em estilhaços. Em seguida escutei o ruído de uma onda impetuosa das águas, e um terrível gemido de dor subindo da terra. Então me prostrei humildemente implorando misericórdia pelo Sangue da amarga Paixão de Cristo. Não sei dizer quanto tempo durou isso, porque eu estava tão aterrorizada quanto humilhada. Em seguida escutei a voz de Jesus dizendo: decidi que nenhum dos que me foram dados se perderá! Então as trevas da Terra se detiveram, os raios cessaram e tudo o que percebi foram sombras, figuras humanas, morrendo de fome, com ares perdidos. Eles se levantaram tremendo e então vi o sinal em suas frontes e me uni a eles e a toda a corte celestial. Então louvei e bendisse ao Deus de sabedoria infinita que em sua misericórdia nos resgatou por seu sangue.

 

Irmã Catalina Filljung

A Terra será revolvida até os seus fundamentos. O mar levantará ondas ruidosas multissoantes, que se espalharão por todo o continente. O sangue correrá com tanta abundância que os homens o terão até à cintura. A terra inteira se transformará em um vasto cemitério. Os cadáveres dos ímpios e dos justos cobrirão o solo. A fome será imensa, e tudo estará transtornado. Uma quarta parte da humanidade perecerá. A crise explodirá quase subitamente. Os castigos serão comuns, em todo mundo, e se sucederão sem interrupção. Alguns, quem sabe, rirão de nossa credulidade... Eles farão crer que esta guerra não é uma advertência do Céu. Os homens têm querido resolver seus assuntos por si mesmos, e então o céu estará fechado. Isso atrairá sobre a França castigos de fogo. O Céu se abrirá por três aberturas espantosas, e haverá um derramamento de fogo de diferentes cores. Estes derramamentos espantosos serão percebidos por todo povo. Haverá gritos horrorosos, prantos, gemidos e torturas de corpos. Os olhos perceberão figuras disformes... Dos três derramamentos de fogo sairá um som lúgubre e é quando ar se tornará insuportável até para o olfato dos eleitos. Será neste momento que o grande dilúvio do Juízo de Sodoma culpada de muitos crimes será realizado. O solo não será mais do que uma tumba fundida, contendo sobre suas pedras ardentes cadáveres inanimados. Nada restará da casa onde se forjam as más leis, de onde brota a morte da fé nas almas, de onde se lança a última imundície sobre as crianças, as quais em sua maior parte estão condenadas a nunca mais ver-me e amar-me. O fogo dos céus cairá sobre Sodoma e principalmente sobre esta sala do inferno donde se fabricam as más leis. Ela será deglutida e em seu lugar haverá uma imensa cratera da qual, até o fim do mundo não será possível aproximar-se sem estremecer de horror... Será um grande dilúvio de espanto!

 

Irmã Grisé de la Charité

As imoralidades nas quais o mundo está mergulhado serão castigadas por enfermidades mais repulsivas que a lepra. Muitos enfermos se tornarão pastos de animais. Desta vez será mais do que uma guerra o que se abaterá sobre o mundo inteiro, são flagelos, fome, tremores de terra, onde milhares serão soterrados. Haverá crueldades inauditas sobre a terra, e muitos morrerão de terror. Nossa Senhora lhe diz: Eu te dou agora alguns sinais que precederão aos grandes males que te faço conhecer. Em uma noite muito fria de inverno, se escutará um espantoso fragor de trovão. Violentos tremores sacudirão a terra inteira. Uma massa de estrelas em fogo reduzirá a cinzas tudo o que está corrompido pelo pecado, sim tudo o que é pecado. Haverá ventos ardentes e o ar estará todo contaminado por gases venenosos de enxofre, que irão provocar labaredas sufocantes. Depois todos os edifícios construídos com espírito perverso e provocador, ou para a glória pessoal, serão destruídos, também os homens e suas casas. Então o homem compreenderá que existe uma vontade superior acima dele. Tomai cuidado, apóstatas, almas ímpias, que zombais de Deus, a cólera divina aniquilará toda obra marcada pela mentira, pelas blasfêmias e por seus sofismas pérfidos e hipócritas... Quando o anjo exterminador executar sua missão com a espada da Justiça, é que o demônio vos atacará com mais fúria para fazê-los perder a coragem, por espantosos terrores. Não escutai suas mentiras, ponde toda vossa confiança no Coração de Jesus. A cólera de Deus é Santa e Justa. Quando o trovão ressoar com toda força a ponto de desabar as montanhas, ocultai-vos do mundo exterior, e não vos deixeis ficar curiosos contemplando estes terríveis acontecimentos. Rezai e fazei penitência. Agradecei a Deus pela purificação e confiai nele. Confiai no Coração de Maria e não vos deixeis amedrontar. Este será apenas um esforço do inferno, que não vos causará mal algum... Rezai pelos pecadores, pelos sacerdotes perdidos, pelas almas que se entregarão ao desespero em vista destes terríveis acontecimentos, vendo então a malícia dos seus pecados. 

 

Josefina Roverdy

Os castigos começaram e continuaram a chover sobre a natureza inteira. Ó que desolação! Desgraça, desgraça para todos aqueles que se encontrarem longe da graça divina. Haverá tais sacudidas na Terra, que os homens morrerão de espanto. No meio da tormenta, homens de aspecto horroroso farão escutar uivos aterradores parecidos com os do inferno. Seus corações estarão inflamados das paixões mais ferozes. Um populacho alterado pelo sangue fará mergulhar as almas mais sólidas em um terror mortal. As casas se fundirão! Uns perecerão debaixo do flagelo, outros debaixo dos escombros das casas em chamas, ou nas trincheiras sangrentas. O sangue das vítimas escorrerá até o oceano. Uma parte da Terra estará totalmente deserta. Nada sem o poder de Deus poderá sustentar-se. Mesmo as almas mais fervorosas cairão em angústia mortal. Haverá terríveis tempestades, que removerão montanhas, fazendo ruir casas e edifícios. Uma terça parte dos homens perecerá. Neste momento o Sol se escurecerá e trevas espessas cheias de espíritos satânicos cobrirão a Terra. A Lua se tornará vermelha como sangue. Estai prevenidos com velas bentas. É necessário a todo preço uma regeneração do ser humano, e vós todos sereis sacudidos além até de vossas forças. Rezai, rezai! Depois da perseguição, a Igreja triunfará e florescerá.

 

Beato Francisco Palau

“Eu vi um cometa, o mesmo cometa, aquele sinal misterioso, sobre o qual fiz tantas reflexões. Sua cauda tinha forma de espada, de uma espada de fogo que lançava bolas de fogo em direção à terra. Eu fiquei atento olhando para a espada. Horrivelmente fiquei tomado de espanto, porque apareceu uma mão misteriosa que empunhou a espada, e na hora pelo orbe inteiro se ouviram hinos de guerra: guerra no mundo oficial político, guerra entre os reis, guerra por razões de interesse puramente material.”

“Enquanto eu olhava a mão que empunhava a espada de aço voltada contra a cabeça dos reis, saiu do cometa outra cauda, e apareceu na hora uma outra mão que pegou a cauda do cometa que era toda de fogo e em forma de espada, e entre trovões e relâmpagos a espada jogava raios e faíscas contra o globo terrestre, e as duas espadas, batendo entre elas, acendia sobre a terra a mais encarniçada guerra que os séculos já viram: na política e na religião: uma guerra universal. (...)”

“O cometa era um sinal colocado no firmamento do mundo espiritual. Ele joga uma luz que ilumina a história presente e vindoura deste mundo material visível onde acontece a atividade humana. (...)”

“A luz desse cometa ilustra o cumprimento desta profecia: ‘Satanás será solto da prisão. Sairá dela para seduzir as nações dos quatro cantos da terra. ’” (Ap. 20, 7-8)

“À luz deste cometa se vê a obra de Satanás, aquele mistério de iniquidade que começou a se tramar contra a Igreja, quando Ela estava ainda em seus primórdios. Satanás desencadeado seduziu todos os reis e todos os príncipes da terra; ele voltou suas espadas e cetros contra a Igreja: esta é a sua obra.”

“O cometa mostra duas mãos e as duas empunham uma espada, e as duas vão contra Cristo e sua Igreja, e anunciam uma guerra igual à dos primeiros séculos, porém mais horrorosa, sem comparação. (...)”

“Satanás desencadeado consumou sua maldade, porque obteve nesta ordem material política a apostasia de todos os reis e governos.”

“Eu, o Ermitão, percebendo este fato, peguei dois pedaços de madeira, fiz uma Cruz e escrevi nela Quis ut Deus? (...)”

“O cometa significa e desvenda o desencadeamento e a libertação do diabo e, em consequência, a apostasia predita pelo apóstolo: um reino de trevas e de maldade, uma época de incredulidade e de erros.”

“O cometa sinalizará o anátema, a maldição, a morte, a guerra e a anarquia social; dias de luto e pranto. E quando o Ermitão viu este sinal, quer dizer, o diabo desencadeado, vos disse, e vos repete sempre a mesma coisa, certo de que o tempo confirmará a verdade destes fatos.”

1°. A marcha do mundo em direção à dissolução social e ao estabelecimento de uma anti-ordem caótica como fruto de uma Revolução anticristã;

2°. A denúncia dessa Revolução por um enviado de Deus e seus discípulos, seguida da justa punição divina da iniquidade;

3°. A restauração da Igreja e das nações por obra do Espírito Santo e o advento de um período em que as pessoas imbuídas do espírito do Evangelho dariam uma glória a Deus historicamente inigualável. Esse período histórico duraria até o fim do mundo.

“Uma horrorosa catástrofe anunciada pelos profetas, por Cristo, pelos Apóstolos e por todos os porta-vozes mais autorizados do catolicismo. A sociedade atual, conduzida em massa pelo poder das trevas e pelo poder político, subiu num trem. Mas os maquinistas a levam para os infernos. A estação de onde saiu chama-se Revolução, a próxima estação chama-se Catástrofe Social.”

“Agora o trem circula entre uma estação e outra. Os passageiros não pensam, o Ermitão dá berros fortíssimos: ‘Parem, voltem atrás!’.” “Mas essa voz, que é a própria voz do catolicismo, é sufocada pelo ruído do trem. (...) A tempestade levou a ponte. Era noite e o trem que partiu de Gerona ia em frente. Os viajantes não sabiam do perigo, mas a ponte não estava ali. As trevas escondiam o risco, até chegar ao abismo. A locomotora deu um pulo e não tinha asas, faltavam os trilhos, só havia o precipício. Ela caiu, arrastando consigo os carros e os passageiros. E as águas os engoliram.”

“Eles não acreditaram no perigo, mas ele existia, era verdadeiro, e a incredulidade não os salvou, mas os perdeu.”

“Os maquinistas e condutores do trem para onde vai à sociedade atual estão ébrios, perderam o juízo. Não vedes que não acertam uma?” “Descei enquanto puderdes, e jogai-vos nos braços da Igreja (a autêntica, Aquela que não apostatará) vossa Mãe, e assim vos salvareis.” ("Catástrofe social", El Ermitaño, Nº 40, 5-8-1869)

“Por causa da corrupção dos costumes [Satanás] se introduziu no Sancta Sanctorum e, enquanto comanda todos os reis e poderes políticos da terra em batalha contra Mim, desde o exterior da Cidade Santa, paralisa de dentro a Minha ação, entorpece Meus empreendimentos e frustra Meus projetos” (“Roma vista desde la cima del monte”, El Ermitaño, Nº 58, 9-12-1869).

Entre os instrumentos desta ofensiva interna contra a Igreja ele apontava uns estranhos “sacerdotes” do demônio: “Alguns destes homens e mulheres exibem uma virtude religiosa aparente, vão se confessar, ouvem a missa, comungam com frequência, mas o que há com eles? Horror! Recolhem as formas eucarísticas, levam-nas para casa e as apresentam em sessões satânicas para serem espezinhadas. Esses são os Judas dentro do próprio santuário, que introduziram os demônios no local onde não têm direito, e encheram o templo de Deus de abominações” (“El maleficio”, El Ermitaño, Nº 103, 27-10-1870).

“Satanás entrou no santuário – acrescentava o religioso carmelitano – e o encheu de abominações, sustentado por poderes que se intitulam católicos, e que de dentro do próprio santuário fazem guerra contra nós, uma guerra atroz, a mais perigosa que a Igreja já teve que enfrentar. (...)  porque ao inimigo convém nos combater a partir de dentro da fortaleza, e por isso ele usa a roupagem e o nome de católico, e com essa fachada se apresenta em certos atos religiosos para fascinar as turbas e criar confusão até no céu” (“Campamento de epidemia en Vallcarca”, El Ermitaño, Nº 99, 29-9-1870).

“Judas e o diabo se combinaram contra Cristo, mas os dois foram expulsos do colégio apostólico. (...) o diabo buscou então portas para entrar no seio do catolicismo, e as encontrou nos heresiarcas. As portas lhe foram abertas pelos próprios cristãos que lhe entregaram as chaves da incredulidade e da corrupção das doutrinas. "Agora ele está dentro. Desejais vê-lo? Entrai, e o que vereis? Vereis homens que se intitulam católicos, mas blasfemam como demônios e perseguem com furor o catolicismo. (...) “Vereis o diabo dentro do próprio santuário, desafiando a onipotência de Deus com blasfêmias proferidas diante de seus altares. Vereis no povo católico as abominações prenunciadas por Daniel profeta. Vereis o anticristianismo instalado no poder. Vereis que o diabo se introduziu no lugar sagrado.” “Nossa obra que com tanta cautela urdimos desde Judas traidor até esta data, encobrindo o plano com que foi concebida e que com sumo prazer vemos consumada na apostasia de todas as nações.” (“Un misterio de iniquidad”, El Ermitaño, Nº 111, 22-12-1870).

“Ermitão, (...) escuta: deixa que o diabo e o ímpio completem o mistério de iniquidade que ele iniciou dentro do próprio santuário com Judas traidor” (“Adentros del catolicismo”, El Ermitaño, Nº 21, 25-3-1869).

 

São Padre Pio

Precedido de tormentas, ventos desencadeados e terríveis terremotos haverá, que abrirão a terra e a farão tremer. Eu virei numa noite, durante os frios meses de inverno, a este mundo carregado de pecados. Raios e centelhas, saídos de nuvens incandescentes incendiarão e reduzirão a cinzas tudo o que está contaminado pelo pecado. A destruição será total. O ar envenenado por gases sulfurosos levantará asfixiantes labaredas, que serão levadas por rajadas violentas para lugares distantes. Todas as obras erigidas pelo homem, com espírito louco e atrevido de adoração a si mesmos, como querendo demonstrar o seu poder ilimitado, serão aniquiladas. Então a raça humana compreenderá que existe uma vontade superior à sua, que destruirá seus vícios, alardes e vanglórias. O mundo vos chamará de fanáticos, de loucos e criaturas miseráveis. Ameaçará fazê-los vacilar em vossa constância com eloquência enganosa. Os trapaceiros intrigantes do inferno intentarão vos comprar com seus astutos enganos. Lutai com humildade e silêncio. Combatei com as almas pelas boas obras. Vossa época será testemunha de um castigo terrível. Meus anjos se encarregarão de exterminar todos os que se riem de Mim, e não acreditam nos meus profetas. Furacões de fogo serão lançados das nuvens e se espalharão por toda a terra. Temporais, trovões, tempestades, chuvas ininterruptas e terremotos haverão por toda a Terra. Pelo espaço de três dias e três noites uma chuva ininterrupta de fogo terá curso, para demonstrar que Deus é o dono da criação. Os que não prestam atenção a esta advertência serão abandonados e instantaneamente mortos pelo furor da cólera divina. O vento transportará gases venenosos que se difundirão por toda a Terra. Os que sofrerem de modo inocente serão considerados mártires e entrarão em Meu Reino. Depois dos castigos os anjos baixarão dos céus e difundirão um espírito de Paz por toda a Terra. Um sentimento de incomensurável gratidão se irá apoderar de todos os que sobreviverem a esta terrível prova. Rezai contínua e piedosamente o Rosário, em comum, ou sozinhos.

Noutra altura disse a Dónal Enright, a propósito dos tempos que haviam de vir:  “O mundo está em fogo. As chamas da perdição já foram acesas; se os homens não voltarem para Deus, milhões morrerão e milhões preferirão estar mortos.

 

Papa Paulo VI

"As trevas de satanás penetraram e espalharam-se de um extremo ao outro da Igreja Católica, até seu topo. A apostasia, a perda da fé, espalhou-se totalmente pelo mundo e dentro dos mais altos escalões da Igreja." (13 de Outubro de 1977)  «Através de alguma fresta entrou o fumo de Satanás no templo de Deus. Chama-se diabo esse ser misterioso». (29 de Junho de 1972)  Há necessidade de uma “santa futurologia”, que nos permita discernir os “sinais dos tempos. (31 de Dezembro de 1975)

 

Vladimir Soloviev, Filósofo

A 28 de Fevereiro de 2007, quarta-feira, o cardeal Giacomo Biffi apresentou ao Papa Bento XVI e à Cúria Romana «a advertência profética de Vladimir S. Soloviev» sobre o anticristo. O pregador dos exercícios espirituais fez referência ao filósofo e poeta russo, que viveu entre 1853 e 1900, para explicar que o anticristo, na verdade, tentará reduzir o cristianismo a uma ideologia, em vez de ser um encontro pessoal com Cristo salvador. Citou a obra de Soloviev, «Três diálogos» (1899):  «O anticristo se apresenta como pacifista, ecologista e ecumenista».  «Convocará um Concílio ecumênico e buscará o consenso de todas as confissões cristãs, concedendo algo a cada uma. As massas o seguirão, menos alguns pequenos grupos de católicos, ortodoxos e protestantes.»

 

Marthe Robin

«Brinco com os projetos dos homens; a minha mão direita prepara milagres e o meu Nome será glorificado no mundo inteiro. Quanto mais a Terra for hostil a tudo o que é sobrenatural, mais terei prazer em quebrar o orgulho dos ímpios; o feito será tanto mais admirável e extraordinário. Em lugares onde reina a besta erguer-se-ão dois tronos gloriosos: o do Sagrado Coração de Jesus e o do Coração Imaculado de Maria. Reconhecer-se-á que nem o poder humano, nem os demônios, nem o gênio da indústria acabarão com a guerra, mas esta só terminará quando a reparação estiver consumada. Tem coragem! Porque o reino de Deus está a aproximar-se. Começará por algo tão repentino quão inesperado.»

«A França vai cair muito baixo, mais baixo que as outras nações, por causa de seu orgulho e dos maus governantes que terá escolhido. Arrastará o nariz na poeira. Não lhe restará mais nada, mas no seu desespero, recordar-se-á de Deus. Então clamará por ele, e será a Virgem Santa que virá salvá-la. A França reencontrará então a sua vocação de filha primogênita da Igreja, será o lugar da maior efusão do Espírito Santo, e enviará novamente missionários pelo mundo inteiro.» 

 

Irmã Faustina Kovalska

"Antes de vir como juiz imparcial, virei como Rei de Misericórdia. Antes de vir o dia da Justiça, será dado aos homens este sinal no Céu. Apagar-se-á toda a luz no céu e haverá uma grande escuridão sobre a Terra. Então, aparecerá o Sinal da Cruz no céu, e das aberturas onde foram pregadas as mãos e os pés do Salvador, sairão grandes luzes, que por algum tempo, iluminarão a Terra. Isso acontecerá pouco antes do último dia."  "Amo a Polônia de maneira especial, e se ela for obediente a Minha Vontade, Eu a elevarei em poder e santidade. Dela sairá a centelha que preparará o mundo para Minha Vinda Derradeira."

 

Irmã Lúcia de Jesus - Pastorinha de Fátima

" ... E senti o espírito inundado por um mistério de luz que é Deus e N'Ele vi e ouvi, - A ponta da lança como chama que se desprende toca o eixo da Terra, - Ela estremece: montanhas, cidades vilas e aldeias com os seus moradores são sepultados. O mar, os rios e as nuvens saem dos seus limites, transbordam, inundam e arrastam consigo num redemoinho, moradias e gente em número que não se pode contar, é a purificação do mundo pelo pecado em que se mergulha. O ódio, a ambição provocam a guerra destruidora! Depois senti no palpitar acelerado do coração e no meu espírito o eco duma voz que dizia: - No tempo, uma só Fé, um só Baptismo, uma só Igreja, Santa, Católica, Apostólica. Na eternidade, o Céu! Esta palavra Céu encheu a minha alma de paz e felicidade, de tal forma que quase sem me dar conta fiquei repetindo por muito tempo: - O Céu! O Céu!”  (Extrato do livro “Um caminho sob o olhar de Maria”, publicado pelo Carmelo de Coimbra em 2013.)

 

São João Paulo II

"Entrámos no ADVENTO DA SEGUNDA VINDA DE CRISTO e devemos preparar-nos, com a ORAÇÃO e o TESTEMUNHO." (Em 1982, na Alemanha)

"Teremos certamente que contar em breve com grandes provas, que podem nos exigir até o sacrifício da vida. Podem ser mitigadas pela nossa oração, mas não, porém, evitadas. (...) Só assim se realizará a verdadeira renovação da Igreja. Quantas vezes essa renovação se realizou com sangue. Agora, não será diferente." (15/08/1993, no Colorado, EUA, diante de 250 mil jovens)

 “Vejo a Igreja do terceiro milênio afligida por uma praga mortal. Chama-se Islão. Invadirão a Europa.” “Invadirão a Europa. A Europa será arruinada, uma sombra do que foi outrora. Vocês, Igreja do terceiro milênio, têm o dever de conter esta invasão. Mas não com as armas, que não serão suficientes, mas com a fé vivida integralmente.”  (Em Março de 1993 numa confidência feita a Monsenhor Longhi.)

 

Teresa Musco

Teresa, filha Minha, estou aqui para confiar-te algumas coisas que deverás guardar somente para ti, até que eu te avise. Verás muitas mudanças na Igreja. Os cristãos que rezam, serão poucos. Muitas almas caminham para o inferno. As mulheres perderam a vergonha. Satanás tomou sua forma para fazer cair a muitos. No mundo inteiro haverá crises comuns. Os governos cairão. O Papa passará por horas de agonia. O fim está chegando para conduzir-vos ao Paraíso. Haverá uma grande guerra, mortos e feridos incalculáveis. Satanás cantará sua vitória, mas será o momento em que todos vereis meu Filho aparecer sobre as nuvens dos céus para julgar a todos os que depreciaram seu Sangue inocente e divino. Então Meu Coração Imaculado triunfará...  Filha minha, estejam preparados para as tribulações que o Pai enviará ao mundo... A partir de 1972 se iniciará o tempo de satanás, os cardeais se oporão a cardeais e bispos contra bispos. Te encontras no meio de uma geração muito difícil, a qual pretende explicar tudo cientificamente e ninguém mais pensa em dar um pouco de calor, um pouco de amor, inclusive para os mais pobres... O decreto que está contido no terceiro segredo é espantoso. O fogo e a fumaça descomporão o mundo. As águas dos oceanos se converterão em fogo e vapor. As ondas e espumas se levantarão sobre toda a Europa, e tudo se fundirá debaixo de lava e fogo. Os poucos que estiverem vivos invejarão os mortos.

 

Orígenes

“O anticristo será um profeta de mentiras; proclamar-se-á Deus e receberá poder para realizar sinais e prodígios, o que levará os homens a adorá-lo... Este será o tempo em que se desprezará a rectidão e se odiará a inocência; em que os maus olharão para os bons como inimigos; não haverá mais lei, ordem ou disciplina”.

 

Fonte: http://amen-etm.org/DiversasProfecias.htm

Busca


Domingo, 28 de Novembro de 2021




Acessos








Mulher Vestida de Sol