‹ voltar



Festa da Divina Misericórdia

 

“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim” (Lamentações 3:22)

 

A Festa da Divina Misericórdia foi instituída por São João Paulo II, por meio do decreto emitido pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, em 23 de maio de 2000. O nome oficial da Festa Litúrgica é “Segundo Domingo da Páscoa ou Divina Misericórdia”.

“Em todo o mundo, o segundo domingo de Páscoa receberá o nome de domingo da Divina Misericórdia. Um convite perene para o mundo cristão enfrentar, com confiança na benevolência divina, as dificuldades e as provas que esperam o gênero humano nos anos que virão, foram as palavras do então Papa João Paulo II, durante a canonização de irmã Faustina Kowalska, no dia 30 de abril de 2000.

Santa Faustina é conhecida como a mensageira da Divina Misericórdia, pois recebeu revelações místicas, nas quais Jesus mostrou ao seu coração, a fonte de misericórdia e expressou Seu desejo de que fosse estabelecida esta festa. Os apóstolos da Divina Misericórdia estão integrados por sacerdotes, religiosos e leigos, unidos pelo compromisso de viver a misericórdia com relação aos irmãos, tornar conhecido o Mistério da Divina Misericórdia e invocar a Misericórdia de Deus para os pecadores. Esta família espiritual, aprovada em 1996 pela Arquidiocese da Cracóvia, Polônia, está presente hoje em 29 países do mundo.

 


Busca


Sábado, 28 de Maio de 2022




Acessos








Mulher Vestida de Sol