‹ voltar



Detalhes sobre o estado da Igreja, o plano maçônico, o anticristo, a purificação do mundo. (Extratos de Jesus a uma alma, 1996 a 2024)

Extratos de mensagens de Jesus a uma alma (1996 -2024)

1. Prólogo

2. Tentativas de criar uma Igreja Maçônica

3. À noite eles vêm para Me roubar

4. Minha Igreja está indo à ruína

5. O que é o Anticristo?

    O Anticristo como organização

    O Anticristo como pessoa

6.            Já Não Me reconheço mais nesta Igreja

7.            O plano da Igreja maçônica

8.            A purificação da Igreja

9.            Voltarei para construir a Minha Igreja

10.          A Igreja precisa de sacerdotes santos

11.          O iníquo perecerá na Cátedra de Pedro.

 

1. Prólogo:

O que são as gotas de luz?

O Senhor responde: "São gotas de sabedoria, de luz, gemas preciosas [...] gotas de sabedoria, riquezas de formação e também de saúde. [...] E ainda assim eu clamo a vocês: "Vinde a Mim, deixai aqueles que não podem curar-vos. Vinde a Mim, pois sou o verdadeiro médico".

 

2. Eles tentam criar uma Igreja maçônica

Jesus: "Vede, nesta Igreja sou tão pouco amado e não se vive Meu Espírito. A forma que se pratica nela Me fere. Não há amor pela Minha Santa Humanidade, não há veneração por Minha Mãe. A Eucaristia é vista sim como um alimento que sustenta e dá força, mas não acreditam em Minha Presença, não Me amam, não compartilham Comigo. Minha Cruz é sim uma Cruz Gloriosa, mas uma Cruz empobrecida dos méritos da dor, das lágrimas humanas, uma cruz na qual tentam excluir o sacrifício do homem que, unido a Mim, à Minha Santa Humanidade, é salvífico.

Desejam afastar o que pode ser humilde, pequeno, devocional. Minha Palavra não Me pertence, se transforma, Minha Verdade, Meu Espírito já não se encontra nela. Desejam criar uma Igreja dentro da Igreja. Não uma Igreja pequena, pobre, humilde, mas uma Igreja rica e ambiciosa, cujas rédeas pertencem ao maligno.

Quão responsáveis são os sacerdotes. Muitos deles não compreendem a verdade porque rezam pouco, mas muitos outros, no topo, quando chegam a compreender, já não têm a força, a capacidade e a coragem para voltar atrás no erro que cometeram.

Quanto devem sofrer estes sacerdotes, ainda mais nos lugares mais altos, mais altos dela, onde manipulam com o mal e tentam formar essa nova igreja, uma igreja maçônica que não Me pertence.

Minha Mãe falou sobre isso em Fátima, quando disse que Satanás estava penetrando nas fileiras do Vaticano, que ele entraria sorrateiramente e lideraria. Eles pretendem criar massas de homens para formar um novo poder, do qual Eu serei só o emblema, mas não a substância. Nos novos tempos, já não existirão mais, mas quantos erros criaram, quanto mal terão feito.

Coloco diante da Igreja maçônica os movimentos marianos, que levam impressos Meu Coração, Minha Face, Meu modo de ser e Minha Verdade. Pequenos, permaneçais humildes, ocultos e amorosos. Com esses pequenos, ela se retirará, ou se Minha Igreja se retirar, é como o fermento que se coloca para fermentar. Minha Mãe o amassa com Meus ingredientes para que tenha Meu sabor".

 

3. À noite eles vêm para Me roubar

Jesus: "Hoje sou celebrado em várias partes do mundo (Festa de Corpus Christi), com cerimônias, procissões e adoração. Eu bebo destes cultos. Poucos Me amam de verdade, mas Eu Me encho dessa devoção porque sei que, quando acabar, quem se lembrará de Mim?

Os homens não compreendem este Sacramento que cura, cura o espírito, mas também o corpo. Quantas doenças, quantas guerras, quanta dor não existiriam se ele não fosse ultrajado. Os médicos teriam pouco trabalho, as doenças das crianças desapareceriam, as famílias seriam curadas.

Eles vêm, eles vêm para Me roubar, não apenas durante a comunhão levando-Me, mas também à noite nos sacrários. Eles vêm como ladrões para Me vender e são os que habitam em Minha Igreja. Cometem iniquidades comigo que nem sequer podem ser ditas. Esse ultraje contra Deus recai, infelizmente, sobre aqueles que são inocentes. Como posso reparar isto? Adorando a Mim em Meu Sacramento, orando a Mim e recebendo-Me, amando-Me. Esta é a reparação que cura as feridas e os males".

 

4. Minha Igreja está indo à ruína

Jesus: "Desejo o silêncio, a contemplação e a adoração nas almas e na Igreja, mas Minha Igreja está indo à ruína porque os muros estão desmoronando. O mundo caiu tão baixo porque Minha Igreja já não é mais a dispensadora da verdade, já não é mais o farol que ilumina as mentes, o fermento que fermenta as massas, e dá pão podre a seus filhos.

Minha Esposa, a Santa Igreja que tanto amo, se prostituiu. Nela, se arrasta a serpente do ocultismo e causa os maiores danos. Há conferências, debates, todas as bobagens que não servem para nada, porque nelas só se revela o pensamento humano, que não é Meu Pensamento nem Meu Ensinamento.

Os filhos da Minha Igreja devem se ajoelhar para orar com grande humildade, para serem iluminados pelo Pai sobre como ensinar a serem portadores da Minha Verdade.

Deveis voltar às origens, aceitando o Evangelho em sua integridade e originalidade, como nos dias de São Francisco, quando Minha Igreja, já naquela época, tinha suas paredes desmoronando. Francisco compreendeu e voltou a servir-Me na pobreza, na integridade das origens. Hoje, ainda mais ela necessita deste retorno, pois já não quer apoiar-se na pedra angular, mas em outros suportes que Eu não apoio.

Esta Igreja esqueceu que é fruto e está construída sobre o sangue dos mártires e os sofrimentos das criaturas que deram sua vida por ela. Agora eles deixam que tudo se arruíne.”

 

5. Que é o Anticristo?

Jesus: "Meu Retorno Glorioso não será um retorno físico. Somente nos últimos tempos regressarei apenas uma vez em Minha Pessoa Completa antes do grande juízo (Terceira vez como Juiz – Juízo Final).

Meu Regresso agora neste tempo intermediário (Segunda vez como Rei, Nova Era, Reino de 1000 Anos Felizes), terá lugar no Espírito. O Espírito dará testemunho de Mim. Venho para contemplar um mundo que não pertence a Mim, um mundo malvado, e haverá sinais. O sinal da Cruz será visível para todos (o Milagre após o Aviso), mas será tarde demais para aqueles que não se converteram.

O Espírito Santo virá para purificar e grande parte da Terra será dizimada. Mas, mesmo assim, Minha Misericórdia salvará.

Após os terríveis e espantosos momentos de purificação (a Grande Tribulação), eis Meu Glorioso Retorno nos homens que voltarão a Me amar na Eucaristia e Eu retornarei como Rei de seus corações. Retornarei Glorioso em Minha Igreja unida, indivisível e indissolúvel, repousando finalmente sobre a pedra angular portadora de Minha Verdade. Retornarei Glorioso em Meus sacerdotes, filhos que Me amarão e Me servirão. Voltarei Glorioso em Meus filhos mais queridos que Me adorarão, voltarei Glorioso em paz, em uma era de paz que durará muito tempo (Reino de 1000 anos).

Da mesma forma, a Santíssima Virgem já está preparando Seus pequenos para esse tempo de batalha."

O Anticristo como organização

"Da mesma forma, o Anticristo forma seu exército do mal. O Anticristo é precisamente um quartel-general no mundo, uma rede manobrada por Satanás onde ele forma seus escolhidos. Planejam maneiras de criar o mal, de fomentar guerras e levar os homens ao desespero, de provocar sua morte em tempos em que, de tão afastados de Deus, eles podem ser conduzidos aos abismos da perdição do inferno. Esta sede é um lugar de liderança onde o maligno manobra as rédeas colocando seus líderes no comando, aqueles que ele treinou com homens escolhidos de posições de prestígio e poder, desde líderes políticos até os grandes da Igreja.

Há também uma Igreja oposta à Minha, ao Meu verdadeiro Espírito, que é criada na própria Igreja e é formada diretamente pelo maligno, com sua hierarquia e seus sacerdotes que lhe rendem culto e se opõem a Mim. Até mesmo o povo pode fazer parte dela, e há aqueles que fazem parte dela para obter favores disseminando o mal. São pessoas aparentemente normais que fazem coisas dignas de estima perante o mundo, mas têm corações monstruosos e Deus, que vê em segredo, sabe de suas vidas malignas.

É uma batalha entre as forças do mal e as forças da luz. Pretendem encobrir a luz com as trevas e parece que o conseguem, mas não sabem que, com Meu Regresso voltarei a deslumbrá-los, envergonhados, se precipitarão no abismo ao qual pertencem.

A inocência da infância freia a expansão de seu poder. É por isso que eles fazem guerra e procuram matar as crianças e estuprá-las. Esse é o Anticristo, toda essa cooperação no mal, essa rede maligna".

O Anticristo como pessoa

Mas também virá um que é o Anticristo em pessoa, um homem importante na Igreja[1], um antipapa que odiará Meu Papa. Nele o demônio se encarnará e intentará, nos tempos de purificação, ocupar seu lugar para formar sua própria Igreja. Mas, por causa da santidade das orações de Meus santos, por causa de seu sangue derramado por ela, que representa sempre Minha Santa Esposa, ele não poderá sustentar seu passo e seu poder, de modo que lhe dará náuseas este amor que se levanta e será abatido. Eu, Deus dos Exércitos, para quem nada é impossível, Eu lhe exterminarei."

[1] Jesus nos escritos de Maria Valtorta sobre o Anticristo: "Ele será uma pessoa muito elevada, no alto como uma estrela. Não uma estrela humana que brilha no céu humano. Mas uma estrela de uma esfera sobrenatural, o qual, cedendo à lisonja do Inimigo, conhecerá o orgulho depois da humildade, o ateísmo depois da fé, a luxúria depois da castidade, a fome de ouro depois da pobreza evangélica, a sede de honras depois da ocultação".

 

6. Já não Me reconheço nesta Igreja

Jesus: "Veja, o ocultismo, como funciona. Eles recorrem aos magos para fazer cartas, a astrólogos. É como uma onda doentia que se propaga, funciona nos meios de comunicação, com os quais pode se espalhar ainda mais, de modo que se torne habitual na mentalidade comum fazer uso dela. Basta um pouco e eles se voltam para ela por pura curiosidade, porque já não aderem à Minha vontade, à vida que preparei para eles, e basta um sacrifício, uma contrariedade e eles buscam imediatamente seu refúgio e suas soluções.

De Mim eles não vêm e preferem o lobo que se cobre de falsa luz que pode satisfazê-los imediatamente, mas os ata com correntes das quais já não podem escapar. Cada vez mais eles recorrem a ele, a ponto de consagrarem-se ao próprio mal. Recorrem a ele os empresários que desejam sucesso e beleza, os políticos, os cultos, aqueles que se julgam inteligentes e eruditos, para terem poder. Parte de Minha Igreja e de Meu povo recorre a ela.

O que eles querem? Criar um paraíso na Terra feito apenas de prazeres humanos? A Terra foi dada para a santificação. Nela há certamente alegrias, mas devem ser vividas Comigo. Minha Igreja é responsável. Por que ela não condena essa disseminação do mal oculto?

Em Meus filhos, a fé se transformou em práticas racionais. Eles não sabem que há um combate entre as forças do bem e do mal, entre as trevas e a luz?

Já não Me reconheço nesta Igreja e neste mundo que amo. Faz falta a comunhão, tantas comunhões, Minha adoração, o ardor da oração, o martírio dos santos, a oração aos anjos, a oração e veneração na Igreja a São Miguel Arcanjo, os exorcismos. São sempre as mesmas armas, mas como são eficazes.

Em Minha Igreja, poucos sacerdotes se encarregam de fazer exorcismos. Fazem pouco caso com isso ou não têm vontade de lutar contra o inimigo. O mesmo acontece com o Anticristo, essa seita que se espalha e causa males por todas as partes. E não sabeis quanta expiação é necessária por este pecado.

Para os obreiros do ocultismo serão abertas inclusive as fornalhas ardentes. Este mal Me abala tanto  que apenas consigo vos falar e ser ouvido. Até mesmo o ar que vós respirais é prejudicial. Todos os dias o sol nasce e os dias parecem ser iguais, um após o outro, mas o dia radiante (a Nova Era) virá após Minha purificação (a Grande Tribulação) em que inclusive o oxigênio será purificado, voltará a ser puro. Os olhares, os rostos serão radiantes. E também o trabalho do homem.

Vós não vos dais conta do grave período que estais vivendo. O mundo está caindo e rolando cada vez mais em direção ao precipício do pecado. Dizem que Deus não sofre. Mas como pode um pai se abster de sofrer por seus filhos que vão à perdição?"

 

7. O plano da Igreja Maçônica

Jesus: "Como a Igreja sofre, como Me indigno com ela. [...] A Igreja maçônica procura subverter e criar obstáculos aos planos do Santo Padre. Aqueles que se opõem a ele são os altos prelados, cardeais, que formam com suas fileiras a obra do anticristo. Eles o odeiam e pretendem formar uma poderosa instituição para governar sobre o povo com várias leis que não Me pertencem e que, se forem aceitas, deixariam de ser Minha Igreja.

Um grande cardeal em Roma aumenta os ritos satânicos com a ajuda de sacerdotes e os faz serem realizados nas próprias basílicas. Seu objetivo é ganhar mais poder e ocupar o lugar do Santo Padre. Se Minha Instituição sobrevive até agora é por causa dos méritos de um Papa que conhece todas essas manobras e pelos méritos de vossa Mãe Celestial, com Sua Obra, Seus movimentos, almas fiéis e almas sofredoras.

Chegará um momento, entretanto, em que o Anticristo conseguirá matar o Santo Padre. Este será o sacrifício, a abominação, o início de muitas dores, a fim de ele se colocar em sua sede e criar uma nova Igreja. Aqueles que não quiserem aderir a ela serão assassinados. Muitos sacerdotes e outros que desejarem permanecer fiéis à integridade de Meu Espírito serão martirizados.

Estes homens, que ocupam posições de prestígio em Minha Igreja, são aparentemente sérios, corretos, tranquilos, mas tudo isso é uma fachada.

Dentro de seus corações há maldade, escuridão, a ambição os corrói. Eu os chamei com amor, eles vieram com fervor, embora sejam de boas famílias, mas o desejo de poder lhes corroeu a alma.

Eles não sabem que o martírio do Santo Padre, o martírio dos santos sacerdotes, dos fiéis, das orações que se elevam, da oferta dos pequeninos, fará brotar flores. Esse sangue derramado será o incenso que purificará a terra e subirá ao Céu. Diante de tanta luz e calor de santidade, eles não poderão resistir e o fogo do Espírito Santo os aniquilará.

Como em Meus tempos, a traição, o sacrifício não virá daqueles que estão longe, mas daqueles que vivem em Minha Casa, que comem Meu pão e devem viver agradecidos por Meu amor. Assim como naquele tempo, eles Me ultrajam.

Que dor, filha Minha. Tudo ainda poderia ser interrompido. Se as pessoas de hoje rezassem, se Meus fiéis fossem mais fervorosos, mas em toda parte há tanta indiferença. Reze por Minha Igreja, pelos tempos difíceis pelos quais ela terá que passar, para que volte a ser luminosa e santa."

 

8. A purificação da Igreja

Jesus: "Olhe para esta Igreja, tuas conclusões estão corretas. Eles Me recebem na mão. Como Me dói ser recebido assim. Todas essas roupas descobertas. A pessoa ao lado do sacerdote Me dá sem usar uma veste de celebração. Nem mesmo se faz ação de graças, nem mesmo é dado tempo para isso.

O que resta de Mim? Sou como comida dada aos cães. Perde-se, assim, o sentido do sagrado, o profundo respeito e a adoração devidos a Deus. Os sinais exteriores são importantes para que as almas possam Me sentir e Me contemplar encarnado. Em vez disso, Eu Me converto em algo trivial, aumentando uma irmandade, sim, mas uma irmandade humana que tem o tempo que pode ter. Diante de um problema, ela entra em colapso. Ó, quão responsáveis são a Minha Igreja e esses sacerdotes modernos. A amizade com Deus é criada com um relacionamento baseado na sacralidade de um amor profundo que venera o que é grande e merece reverência.

Chegará um dia para Meu povo cuja Eucaristia, o sol, será o sol para todos (a Nova Era). Não passará um dia sem que venham a Mim para receber a luz, o calor e o amor. Eu serei o centro de toda a sua existência.

Esta igreja é uma dor que Me dilacera. É tão bela e cheia de monumentos, mas tão corrupta por dentro. Eles tentam Me matar, tentam Me matar afastando-Me da vida dos corações e das almas e, se não houver conversão, ainda tentarão Me matar tirando tudo de Minha Igreja, porque tentarão eliminar a fé na Minha Cruz, na veneração de Minha Mãe, na Presença Real da Santíssima Trindade. O que restará?

Sem Minha presença, vós não tereis proteção, nem armas para vos defender. O mal terá a porta aberta de par em par para destroçar e desfigurar as consciências e a humanidade. Com quem vós enobrecereis vossas vidas, de quem recebereis a força e a doçura para superar as dificuldades?

Ah, Igreja Minha. Chegará o tempo de tua purificação. Só através dela podereis voltar.

A penitência, filha Minha, faz parte da vida e hoje a Igreja já não a prega, como se fosse um tabu escandaloso. Ela faz o possível para não falar disso, mas a vida é enxertada no sofrimento. Sem ele, nem mesmo saborearíeis as alegrias. É o meio de vosso caminho para alcançares a verdadeira meta que está no céu. Sem penitência não há arrependimento, o homem não se converte. Por meio dela, como em um espelho, ele volta a ver seus pecados. É uma luz que o atravessa para lhe dar arrependimento e redenção. Da mesma forma, Minha Igreja deve encontrar a purificação e pode encontrá-la na dor, para que compreenda seus males e retorne."

 

9. Voltarei para construir Minha Igreja

Jesus: "Quantos vêm à igreja e comungam cheios de lama e de pecados considerados inúteis de confessar, de orações feitas com arrogância porque exigem certos favores e, se não lhes são concedidos ainda mais, se indignam.

De que serve vir à igreja? Se fazem um sacrilégio, um pecado em cima de outros pecados. Melhores são aqueles que Me causam dor, mas se afastam e não Me fazem mais mal.

Minha Igreja não anuncia o valor salvífico de Meus Tesouros. Ela faz tudo em voz baixa, muitas vezes distorcendo e mudando Minha verdade. Ela deve promulga-la, ensiná-la com humildade, mas com vigor e clareza, com fortaleza, porque é disso que as almas precisam: certeza e segurança para se agarrarem e viverem.

Minha filha, nestes últimos tempos dolorosos, tudo está contaminado, reza, invoca. Espera os novos tempos, aguarda com alegria a ressurreição de Minha Igreja, que virá a se tornar mais bela e pura do que antes. Veja, é como o nascimento de um filho. Para que esta nova criatura seja viável, devem ocorrer os trabalhos e as dores do parto. Por meio deles, se purifica e finalmente nasce uma nova Igreja.

É como em Meus tempos mortais. Eu causava incômodo com Minha santidade, Minha obra, Minha Palavra, e por isso Me mataram. Mataram Meu Corpo para não dar à luz a Minha Igreja. Agora, procuram Me destruir. Eles Me destroem na própria Igreja, distorcendo-Me na verdade, contaminando-a para se fazerem donos de Deus, e não sabem que Deus é o autor da vida e que não pode ser destruído? Ele ressuscita eternamente.

Como nos primórdios da criação o pecado do homem foi o orgulho, ainda hoje é o mesmo pecado: quererem ser semelhantes ou superiores a Deus, e pretendem aniquilar-Me, usurpando e pisoteando Minha Eucaristia. Dizem: "Deus não faz nada", e não sabem que Ele os deixa agir para aguardar por sua conversão. Tenho-os próximos, chamo-os com Minha Palavra, alimento-os em Minha Casa, mas eles não Me querem. Estão totalmente dispostos a Me perseguir e a se entregar ao mal.

Deixo que o campo de trigo seja invadido pelo joio, ele quase o sufoca, mas Eu venho com Meu sopro divino e queimarei, queimarei todo o joio e o campo voltará a ficar cheio de trigo dourado.

Quem é como Deus? Como eles podem opor-se a Mim? Não sabem que, como então, em Minha vida terrena, eles pareciam vencer? Quase todos morrerão com sua obra iníqua, mas Eu voltarei, voltarei glorioso e recuperarei Minha Igreja."

 

10. A Igreja necessita de sacerdotes santos

Jesus: "Orai pelos sacerdotes. Se soubésseis quão importante é a santidade do sacerdócio. Eles Me são muito queridos. Eu os amo, os aprecio, vigio seus passos, seus gestos, seus pensamentos, tão querida é para Mim sua santidade.

O sacerdote é sagrado, ele é chamado a Me representar, a ser Cristo, a consagrar Meu pão, que é Minha Pessoa. Sua vida deve ser uma oferta de pureza, de amor, de luz.

A Igreja subsiste e vive porque Eu estou lá e a santifico, mas a Igreja precisa de sacerdotes santos. Sem eles, ela entra em colapso, não se mantém de pé, e Eu os procuro, procuro-os com a lanterna. Ó, como anseio pelos novos tempos (a Nova Era), quando Minha Igreja terá novos filhos, filhos que Me amem e Me sirvam com coração de uma criança.

Como a santidade do sacerdote está ligada à santidade do povo. Se um sacerdote ama, reza, adora a Deus, quantos dos Meus filhos voltarão a Me adorar. Se um sacerdote for moderado na alimentação, quantos filhos não cairão mais nos pecados da gula. Se um sacerdote não defraudar nem roubar na igreja, quantos deixarão de roubar. Se um sacerdote não for mais ganancioso, orgulhoso e em busca de poder, quantas pessoas se tornarão simples e satisfeitas com o que o Pai lhes dá. Se Meus ministros não caírem mais na luxúria, nos pecados da carne, mas se revestirem de pureza, [quantos] voltarão à castidade."

 

11. O iníquo perecerá na Cátedra de Pedro

Jesus: "Para a Igreja à qual vós rezais eu digo: o mal que vive é como um agonizante que se afasta para morrer, mas a oração sincera de seus filhos é o marca-passo que permite que seu coração bata sem cessar, são um sopro de oxigênio.

Os tempos preditos por Nossa Senhora se aproximam. O homem iníquo se fará mais presente e poderoso na Igreja. Ele conseguirá subir ao trono de Pedro e governá-la segundo suas ordens, arrebatando o que é  fundamental para ela, ou seja, a palavra de Deus e a Eucaristia, para ser ele mesmo adorado como Deus. O tempo de sua glória não será longo. Quando ele se considerar mais vitorioso, será o momento de sua queda.

O Espírito Santo que cobre o trono de Pedro, que é fogo e verdade, o mesmo fogo o abaterá, o queimará e o conduzirá ao inferno ao qual ele consagrou sua alma. No tempo escuro, haverá trevas na Igreja e os fiéis viverão sua fé como nas catacumbas e na clandestinidade. Muitos mártires derramarão seu sangue, e será esse sangue justo que será derramado como fruto de expiação pela Igreja, sangue que cairá em reparação sobre a sede de Pedro ultrajada, sangue que clamará desde a terra até Mim como nos dias de Abel. Deus pediu contas a Caim, que teve que fugir, perseguido. Os iníquos, que não se converterão, só poderão fugir para o inferno.

Esse tempo de trevas será um tempo de expiação para Minha Igreja e, tendo os ímpios perecido, um novo Santo Padre se sentará na Cátedra de Pedro para fortalecer seus alicerces, a Palavra de Deus e a Eucaristia. Será o dia do triunfo e de Minha ressurreição. Voltará a Mim com amor renovado. Também o povo que permaneceu fiel, que sofreu e expiou, voltará a encher Meus templos, para adorar Cristo Eucaristia dia e noite, para colocar a Eucaristia no centro de suas vidas, para que Eu possa dizer: "Este é Meu povo, já não sou um Deus dividido, mas sou Deus convosco e no meio de vós. Vós vivereis tudo Comigo, estarei no centro de vossa existência, de vosso trabalho, de vossa família e de vossos amores, para que a estrada e o caminho da vida se tornem doces para conduzir-vos suavemente ao Meu Reino".

 

Fonte: http://www.jesusmariasite.org/es

Busca


Domingo, 26 de Maio de 2024










Mulher Vestida de Sol