‹ voltar



Magos de outrora e da atualidade e seu relacionamento com o oculto

n/d

“Através da história, os magos têm vendido suas almas para receber poderes especiais durante seu breve tempo na Terra. Mediante os processos secretos da magia cerimonial é possível por-se em contato com estas criaturas invisíveis  e obter sua ajuda para algumas tarefas humanas.  (...)

A magia negra se celebra com a colaboração de um espírito demoníaco, que serve ao feiticeiro durante toda a sua vida terrena, com a condição de que, depois de sua morte o mago se converta em servo do próprio demônio. Por este motivo o mago negro fará o impossível para prolongar sua existência física, devido a que não lhe espera nada mais além do túmulo. (“Os Ensinamentos Secretos de Todos os Tempos”, autor: Manly P. Hall, maçon do Grau 33)

  

Surgimento da magia

Magos e feiticeiros existem desde tempos remotos que remetem aos primórdios da existência humana sobre a Terra. A influência do maligno sobre a humanidade fez-se sentir já desde os primeiros tempos da criação, com a astúcia da serpente infernal que promoveu a desobediência dos primeiros pais da humanidade, Adão e Eva, e dali até o momento presente sua influência só vem se intensificando.

“E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na Terra, e os seus anjos foram lançados com ele.” (Apocalipse 12:9)

Ao agruparem-se sobre a terra, os homens passaram a desenvolver uma cultura com linguagem, costumes, crenças e rituais próprios. Suas crendices ou mitos, fruto de suas observações e vivências gerenciadas pelo demônio, foram trabalhadas pelo inimigo de Deus para consolidarem-se como tradição. Por conseguinte, os povos instituíram ritos que viraram tradição, e os demônios se aproveitaram destas falsas bases para criarem falsas religiões. Os deuses destas religiões falsas, portanto, são a manifestação camuflada das entidades demoníacas.

Portanto, na época em que Deus Pai atraiu a Si o povo hebreu, deu-lhe leis para impedir que este povo eleito viesse a adotar qualquer conduta ou prática ímpia e abominável que já vinha sendo praticada pelos povos pagãos, como o que vemos em Deuteronômio 18, 10-14:

“Não se achará, entre ti, quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, quem se entregue à adivinhação, à astrologia, às feitiçarias e à magia, quem recorra aos encantamentos, interrogue espectros e os espíritos e quem invoque os mortos. Porque todo homem que pratica estas coisas é abominável para Javé, e é por causa dessas abominações que Javé, teu Deus, vai expulsar essas nações da tua presença. Serás perfeito para com Javé, teu Deus. Porque as nações que vais expulsar escutam astrólogos e advinhos; mas Javé, teu Deus, não te permite isso." (Deuteronômio 18, 10-14)

E a ênfase de Deus na observância de Seus preceitos demonstra o Seu zelo em cuidar de Seu povo, que não deveria “servir a dois senhores”, exortando-o, e punindo-o em caso de se contaminarem se adotassem as práticas dos povos pagãos que observavam doutrinas de demônios.  

“Não vos virareis para os adivinhadores e encantadores; não os busqueis, contaminando-vos com eles. Eu sou o Senhor vosso Deus.” (Levítico 19, 31)

“Quando alguém se virar para os adivinhadores e encantadores, para se prostituir com eles, eu porei a minha face contra ele, e o extirparei do meio do seu povo.” (Levítico 20, 6)

 

Mágica e magia – suas diferenças

Magia não é o mesmo que mágica, como muitos incautos pensam. Qual a diferença entre magia e mágica, então? O próprio Satanismo explica que... Magia é a arte de “canalizar forças”. Primeiramente a própria força do homem. Sua energia dormente. Mais à frente, a magia também possibilita o entrar em simbiose com outras forças externas (leia-se = demônios), com o mesmo objetivo: obter poder. O executante da magia é chamado mago, bruxo, feiticeiro ou nigromante (dependendo o nível em que se encontre). Pactos são feitos com diferentes demônios para o executante adquirir poderes especiais, e todo este poder “emprestado” pelo maligno àquele homem (ou mulher) terá um preço a ser pago, e a moeda será a sua própria alma.

Já a mágica são truques para diversão, nada mais que ilusionismo (ilusionismo = Arte de produzir a ilusão) utilizado para promover a falsa ideia da ocorrência de algo ou fazer parecer algo que não é. Não passa de um truque de engano, que visa despertar o fascínio e o encantamento da plateia. A pessoa que faz a mágica é chamado mágico, ilusionista ou prestidigitador.

Mas não vá pensar que a mágica possa ser aceitável perante Deus, pois não é assim...

Tanto a magia quanto a mágica têm em comum serem portadoras de engano. E o engano não provém de Deus, mas todos nós sabemos de quem provém o engano...

"Disse: Ó filho do diabo, cheio de todo o engano e de toda a malícia, inimigo de toda a justiça, não cessarás de perturbar os retos caminhos do Senhor?" (Atos 13:10)

Ainda que a mágica possa ser vista pela maioria das pessoas como algo inofensivo, um entretenimento saudável que lhes faz ficarem maravilhadas com o que vêem, ela, tendo em sua essência o engano, é algo detestável aos olhos de Deus.

"Como o louco que solta faíscas, flechas, e mortandades, assim é o homem que engana o seu próximo, e diz: Fiz isso por brincadeira." (Provérbios 26, 18-19)

 

Abaixo um vídeo que examina alguns dos melhores magos e mágicos do mundo. Também mostra evidências que vinculam muitos dos magos aos demônios, o que prova que eles, na realidade, se utilizam dos poderes demoníacos para realizarem seus truques.

 

O fim dos tempos será o momento de maior realização de prodígios e falsos milagres da história humana, pois, como nunca, o diabo estará realizando em grande quantidade estes enganos para seduzir os povos da Terra, querendo mostrar a todos o seu “poder”.

"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos." (Mateus 24, 24)  

Mas o fim do enganador será no inferno. 

"Eu vi a Fera e os reis da Terra com os seus exércitos reunidos para fazer guerra ao Cavaleiro e ao seu exército. Mas a Fera foi presa, e com ela o falso profeta, que realizara prodígios sob o seu controle, com os quais seduzira aqueles que tinham recebido o sinal da Fera e se tinham prostrado diante de sua imagem. Ambos foram lançados vivos no lago de fogo sulfuroso." (Ap. 19, 19-20)

“E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.” (Apocalipse 20, 10)


Busca


Domingo, 09 de Agosto de 2020







Acessos



Rainha Maria

Mulher Vestida de Sol