‹ voltar



Os 25 Segredos que Jesus ditou a Santa Faustina Kowalska para se defender do Demônio

Manual ditado por Jesus para a batalha espiritual contra o Demônio.

 

Jesus da Misericórdia apareceu à religiosa polonesa Santa Faustina Kowalska no contexto da Segunda Guerra Mundial. E lhe fez portadora da proposição central do céu para o fim dos tempos. Que os pecadores tenham a absoluta confiança de se refugiar no Coração de Jesus porque Ele perdoará todos os seus pecados. E eles também serão protegidos. E esta proposta é uma última chamada, porque o Senhor dirá que quem não quiser passar pela Sua Misericórdia deve passar pela Sua Justiça.

Santa Faustina foi encarregada por Jesus para difundir esta mensagem ao mundo, mas anteriormente Ela recebeu treinamento para se fortalecer, principalmente na luta contra o diabo, que a atacaria furiosamente. E foi então que Jesus lhe ditou as instruções para lutar contra o diabo. Aqui falaremos sobre as 25 instruções, os 25 segredos, que Jesus da Misericórdia revelou a Santa Faustina em um retiro individual de 3 dias. E isso constitui o manual que o próprio Jesus nos deixou para lutar contra o diabo.

n/d

Em 2 de junho de 1938, Jesus deu à jovem freira Faustina Kowalska um retiro de três dias sobre como se proteger dos ataques do diabo. O que constitui um verdadeiro manual para a guerra espiritual, e ditado por ninguém menos que Jesus Cristo. Faustina tinha medo de enfrentar batalhas, pois quando ela iniciava uma batalha e inicialmente ganhava, mais 10 batalhas imediatamente lhe vinham e a desmoralizavam.

E então Jesus lhe disse: “Eu quero que você se torne um cavaleiro experiente em batalhas… Deves saber dominar-te no meio das maiores dificuldades, e não deixar que nada te afaste de Mim, nem mesmo as tuas quedas.»

E ele dita os 25 segredos para derrotar o diabo na batalha espiritual.

1 – Nunca confie em si mesmo, abandone-se totalmente à Minha vontade. A confiança é uma arma espiritual. A confiança faz parte do escudo da fé que São Paulo menciona em Efésios capítulo 6: a armadura de Deus. O abandono à vontade de Deus é um ato de confiança e a fé em ação dissipa os maus espíritos.

2 – Na desolação, na escuridão e na dúvida, volte-se para Mim e seu diretor espiritual, ele sempre a ouvirá em meu nome. Em tempos de guerra espiritual, ore imediatamente a Jesus. Invoque Seu Santo Nome, que é temido no submundo, e recorra à direção espiritual.

3 – Não negocie com nenhuma tentação, feche-se imediatamente em Meu Coração. No Jardim do Éden, Eva negociou com o diabo e perdeu. Temos que recorrer ao refúgio do Sagrado Coração. E é voltando-se para Cristo que damos as costas ao demoníaco.

4 – Na primeira oportunidade, revele ao confessor as tentações que tem. Uma boa confissão, um bom confessor e um bom penitente são a receita para a vitória sobre a tentação e a opressão demoníaca.

5 – Coloque sua autoestima em último lugar, para que ela não contamine suas obras. O amor próprio é natural, mas deve ser ordenado, livre de orgulho, e a humildade vence o diabo. Satanás nos tenta com um amor próprio desordenado que nos faz cair em nosso orgulho.

6 – Tenha muita paciência consigo mesmo. A paciência é uma arma secreta que nos ajuda a manter a paz mesmo nas grandes tempestades da vida. Faz parte da humildade e da confiança. Em vez disso, o diabo nos tenta com impaciência. Veja a si mesmo do ponto de vista de Deus. Ele é infinitamente paciente.

7 – Não descuide das mortificações interiores. As Escrituras ensinam que alguns demônios só podem ser desalojados pela oração e jejum. Pequenos sacrifícios oferecidos com grande amor desalojam o inimigo.

8 – Justifique sempre as opiniões dos seus superiores e do seu confessor. Todos nós temos pessoas com autoridade sobre nós. Mas o diabo pretende dividir e conquistar, a obediência humilde à autoridade autêntica é uma arma espiritual.

9 – Evite fofocas como se elas fossem como praga. A língua é poderosa e pode causar muitos danos. A fofoca, a fofoca nunca é de Deus. O diabo provoca falsas acusações e fofocas que podem matar a reputação de uma pessoa.

10 – Deixe cada um agir como quiser, mas você tem que agir como eu quero. Cuidar de seu próprio assunto é a chave na guerra espiritual. Em vez disso, o diabo é um intrometido que tenta arrastar todos. Agrade a Deus e deixe as opiniões dos outros de lado.

11 – Respeite as regras o mais fielmente possível. A maioria de nós fez um voto diante de Deus e da Igreja e devemos ser fiéis às nossas promessas: votos matrimoniais, promessas batismais. Satanás tenta a infidelidade, anarquia e desobediência, e a fidelidade é uma arma para a vitória.

12 – Se alguém lhe causa problemas, pense no bem que você pode fazer pela pessoa que te fez sofrer. Ser um recipiente da misericórdia divina é uma arma para o bem e para derrotar o mal. O diabo trabalha com ódio, raiva, vingança e rancor. E devolver uma bênção quebra maldições.

13 – Não descarregue seus sentimentos. Uma alma falante será mais fácil de ser atacada pelo diabo. Descarregue seus sentimentos somente com o Senhor. Lembre-se que bons e maus espíritos ouvem o que você diz em voz alta e os sentimentos são fugazes. O recolhimento interior faz parte da armadura espiritual.

14 – Cale a boca quando for repreendido ou discutido. Não temos controle quando somos repreendidos ou discutidos, mas podemos controlar nossa resposta. A necessidade de estar certo o tempo todo pode levar a armadilhas demoníacas. Deus sabe a verdade. Deixe-o ir. O silêncio é uma proteção. O diabo pode usar a justiça própria para nos enganar também.

15 – Não peça a opinião de todos, mas apenas a opinião do seu confessor ou de sábios comprovados. Vá somente a alguém que você conheça que seja sábio, prudente, tenha a unção divina e tenha lhe aconselhado corretamente. O diabo pode nos confundir com a incerteza e com uma infinidade de conselhos aparentemente piedosos.

16 – Não desanime pela ingratidão. Quando nos deparamos com ingratidão ou insensibilidade, o espírito de desânimo pode nos sobrecarregar. Resista a todo desânimo porque nunca é de Deus. É uma das tentações mais eficazes do diabo. A gratidão em todas as coisas vence.

17 – Não examine com curiosidade os caminhos por onde eu te conduzo. A necessidade de saber e a curiosidade sobre o futuro é uma tentação que tem levado muitas pessoas aos bastidores de médiuns, bruxas, etc. Escolha andar na fé. Decida confiar em Deus, que o conduz pelo caminho do céu. Resista sempre ao espírito de curiosidade.

18 – Quando o tédio e o desânimo baterem no seu coração, fuja e se esconda no meu coração. O diabo tenta mais facilmente as almas ociosas. Cuidado com o tédio, um espírito de letargia ou acedia. Almas ociosas são presas fáceis para demônios.

19 – Não tenha medo da luta, a coragem muitas vezes intimida as tentações. O medo é a segunda tática mais comum do diabo, o orgulho é a primeira. A coragem intimida o diabo, que fugirá diante da coragem perseverante de quem confia em Jesus.

20 – Lute sempre com a profunda convicção de que estou com você. Os cristãos são chamados a lutar com convicção contra todas as táticas demoníacas porque Deus está com eles. O diabo tenta aterrorizar as almas. Invoque o Espírito Santo ao longo do dia.

21 – Não se deixe guiar pelos sentimentos, pois nem sempre estão sob seu controle, todo o mérito está na vontade. O mérito está na vontade porque o amor é um ato da vontade. Somos completamente livres em Cristo e temos que fazer uma escolha entre o bem ou o mal.

22 – Sempre dependa de seus superiores, mesmo nas menores coisas. Cristo está instruindo uma freira aqui, mas todos nós temos o Senhor como nosso Superior. A dependência de Deus é uma arma de guerra espiritual, porque não podemos vencer sozinhos. Proclamar a vitória de Cristo sobre o mal faz parte do discipulado.

23 – Não se iluda com as perspectivas de paz e consolação, pelo contrário, prepare-se para as grandes batalhas. Cristo nos instrui claramente nas Escrituras para estarmos preparados para grandes batalhas, para vestir a armadura de Deus e resistir ao diabo. Estejamos atentos e discernimos sempre.

24 – Entenda que você está em um grande palco onde todo o céu e a terra estão olhando para você. Estamos todos num grande palco onde o céu e a terra estão atentos. Que mensagem nossa vida está dando? O que sai de nós, luz, escuridão ou sombras? Se o diabo não nos arrastar para as trevas, ele tentará nos manter na categoria morna, o que não agrada a Deus.

25 – Lute como um cavaleiro, para que eu possa recompensá-lo. Não tenha medo, porque você não está sozinho.

As palavras do Senhor a Santa Faustina podem se tornar nosso mantra: Lute como um cavaleiro! Um cavaleiro de Cristo conhece bem a causa pela qual luta, a nobreza de sua missão, o Rei que serve e o equilíbrio que deve ter até o fim.

Confiança é vitória!

Visto em: https://sinaisdoreino.com.br/?cat=1&id=16495

Busca


Sábado, 13 de Agosto de 2022




Acessos








Mulher Vestida de Sol