‹ voltar



Nossa Senhora de Núria (Espanha)

 

O vale de Núria, situado nos Pirineus Orientais, na Espanha, é rodeado de montanhas de mais de 80 metros de altura. Neste vale há o santuário de Nossa Senhora de Núria, com sua imagem milagrosa.

A história de São Gil é a história de Núria. Nasceu em Atenas em meados do século VII. Era bom e caritativo e procedia de família nobre. Fugiu de sua terra, e a tempestade o enviou a terras francesas, de onde passou para os Pirineus Orientais.

Diz a tradição que São Gil habitou e fez penitência na cova onde foi encontrada a santa imagem, e que foi ele mesmo quem a esculpiu, escondendo-a quando de lá se retirou.

Há diferentes versões acerca do tempo em que São Gil esteve em Núria. A mais admitida é a de Santo Antônio, arcebispo de Florença, que crê ter sido pelo ano 700. Pode-se conjeturar que São Gil ficou em Núria três ou quatro anos (700-704), e que, tendo se iniciado a perseguição contra os cristãos, no reinado de Vitiza, o santo voltou para Roma, pois sabe-se que lá morreu, tendo sido enterrado em um mosteiro; seu corpo foi encontrado incorrupto e transladado para Tolosa. n/d

Na Dalmácia, vivia um homem que, por sua bondade, era chamado Amadeu. Apareceu-lhe um anjo uma noite e transmitiu-lhe o encargo de edificar uma capela em determinado lugar de Núria, onde acharia uma pedra branca.

Partiu ele da Dalmácia em 1702, indo para a França, até alcançar o vale de Núria. Desde a partida de São Gil até a chegada de Amadeu haviam transcorrido cerca de mil anos.

Três anos depois de haver sido edificada a capela, encontraram a imagem de Nossa Senhora num dia em que os pastores não podiam explicar a insistência dos mugidos de um touro em determinado lugar da montanha. Desconfiados, começaram a examinar o local, e exatamente na cova de São Gil, acharam uma imagem de Nossa Senhora, uma cruz, um sino e uma panela de cobre.

O pároco de Gueralps levou solenemente para a capela a imagem milagrosa, que foi logo venerada pelo povo. Durante a noite das primeiras romarias uma luz vivíssima iluminou aquelas alturas.

Querendo depois o pároco transladá-la para Gueralps, a imagem opôs resistência à transladação, tornando-se milagrosamente tão pesada que, em vista do prodígio, resolveram deixá-la em sua capelinha.

A cruz ficou na cova, a assinalar a morada de São Gil.

O sino, que talvez não seja o primitivo, é, contudo, antigo e também considerado milagroso, assim como a panela. Nesta, os devotos introduzem a cabeça, implorando graça, especialmente para as enfermidades cerebrais, e, quanto ao sino, dizem que suas badaladas são uma súplica de fecundidade para os casados que visitam o santuário.

A imagem é de madeira escura. A Virgem está sentada em um trono, tendo no colo o Menino Jesus sorridente, abençoando com a mão direita e tendo na esquerda um livrinho apoiado no joelho esquerdo. Parece que foi talhada por São Gil, e assim o admite a tradição.

Os milagres operados pela intercessão de Nossa Senhora de Núria são incontáveis.   


Busca


Sexta-feira, 01 de Março de 2024










Mulher Vestida de Sol